Cidades

Segunda-Feira, 08 de Março de 2021, 09h:30 | Atualizado: 08/03/2021, 16h:20

DIA DA MULHER

Apaixonada pela profissão, motorista de caminhão de lixo se diz poderosa - vídeo

Poderosa. É como a motorista Jocilene Alves Gomes, de 36 anos, se sente enquanto pilota o seu caminhão de lixo pelas ruas de Cuiabá todas as manhãs. O veículo, quando carregado, pesa ao menos 23 toneladas. Sob o comando da mulher, que tem 10 anos de experiência na profissão, contudo, assume ar de graciosidade pela facilidade com que ela conduz o volante.

Rodinei Crescêncio

Motorista de caminh�o de lixo Jocilene Alves Gomes

Nesta segunda (8), se comemora o Dia Internacional da Mulher. Apesar do significado da data ter se transformado ao longo dos anos, ela foi criada com o intuito de ser uma manifestação pela igualdade de direitos entre homens e mulheres. Nesse sentido, a profissional assegura: “tudo o que eles fazem, a gente faz também”.

Eu trabalhava como secretária, mas eu sempre tive vontade de ser motorista de caminhão, porque meu pai era motorista e chegava a ficar 40 dias fora

Jocilene Alves

Todos os dias ela sai da garagem às 6h na companhia de três garis. Todos homens. Juntos, eles são responsáveis por coletar o lixo dos bairros CPA 1, CPA 2, Morada do Ouro, Centro América e, em dias alternados, Tijucal. Para Jocilene, ser motorista de caminhão era um sonho de criança.

“Eu trabalhava como secretária, mas eu sempre tive vontade de ser motorista de caminhão, porque meu pai era motorista e chegava a ficar 40 dias fora. Nas minhas férias, ele me levava para viajar com ele e às vezes ele me deixava dirigir. Então eu cresci apaixonada pela profissão e era um objetivo que eu tinha”, contou.

Quando Jocilene completou 26 anos, foi o seu pai quem arranjou seu primeiro serviço como motorista. Ela era responsável, na época, por transportar parte de casas pré-fabricadas. Mesmo com a rotina puxada, se sentia satisfeita por ser remunerada para fazer o que gosta.

A primeira vez em que dirigiu a trabalho, em suas palavras, foi um “sonho”. Desde então, nunca deixou de ser. Tanto que Jocilene jamais pensou em abandonar a profissão. Sua meta é continuar trabalhando até a aposentadoria. De segunda até sábado, ela acorda às 4h. Então, resolve parte das pendências domésticas, brinca com os seus cachorros e se arruma para o trabalho.

Rodinei Crescêncio

Motorista de caminh�o de lixo Jocilene Alves Gomes

Motorista de caminhão de lixo Jocilene Alves se emociona ao contar ao Rdnews que se inspira no pai, que morreu há 8 meses, para exercer a profissão

Quando chega no estacionamento da empresa, na saída para Chapada dos Guimarães, tem o rosto pintado com batom, rímel, base e sombra. Conforme contou para a reportagem, a maquiagem precisa estar sempre em dia. Então, pega a chave do caminhão, faz a vistoria e espera os companheiros de trabalho, que chegam um pouco mais tarde.

“Eu não acho que a rotina seja puxada para mim. Eu acho que é mais puxada para os garis, que têm que correr e mexer com peso. Mas eu preciso estar sempre atenta. Desde a hora em que a gente sai até a hora em que a gente volta, não dá para prestar atenção em outra coisa. Porque dos dois lados tem gari, então tem que ver os dois retrovisores. Se deixar de prestar atenção um pouquinho, já perde”, disse.

Preconceito

Seja com comentários maldosos ou olhares de desaprovação, Jocilene sofre preconceito todos os dias por ser mulher. Motoristas homens, em geral, tendem a subestimar sua capacidade no volante e duvidar de sua habilidade para conduzir o veículo pesado - veja vídeo.

“Se tem dois carros, por exemplo, eles acham que eu não vou conseguir passar entre eles. Às vezes falam alguma coisa, às vezes vão lá para olhar e ver se realmente não bateu. Como se eu não tivesse a capacidade de passar entre os carros. Direto acontece isso. Pelo menos uma vez por dia. Eu não esquento, nem ligo para isso”, diz.

Jornada múltipla

Todos os dias, a motorista roda mais de 100 quilômetros a bordo de seu caminhão. Por volta das 13h, depois de descarregar o lixo no aterro da cidade e almoçar, ela entrega o veículo na garagem para o próximo motorista. Então, volta para a casa, nas proximidades do bairro Osmar Cabral, e assume seu outro papel. Jocilene vira dona de casa.

É da mulher a responsabilidade de limpar a casa, assear os móveis e lavar as roupas enquanto o marido trabalha. Essa, de acordo com ela, é a função que mais lhe deixa cansada. Por volta das 18h, começa a desacelerar para dormir por volta das 19h30. No dia seguinte, tudo se repete a partir das 4h.

“No futuro eu ainda me imagino trabalhando como motorista. Eu nunca pensei em sair da profissão e ir para um outro ramo. Nunca passou pela minha cabeça. Minha filha faz zootecnia na UFMT e diz para eu estudar, mas eu quero mesmo é dirigir”, finalizou.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Rose S | Segunda-Feira, 08 de Março de 2021, 19h01
    4
    0

    Mulher incrível estou maravilhada linda reportagem

  • RAMIREZ DUTRA FARIA | Segunda-Feira, 08 de Março de 2021, 14h44
    4
    0

    Parabéns as mulheres, pois tem conquistado com prazer em vários campo de trabalho profissional !

  • Geovana Alves | Segunda-Feira, 08 de Março de 2021, 10h39
    12
    0

    A melhor mãe do mundo, meu exemplo de vida! Segue os passos do meu vô Zaca, tenho certeza que onde ele estiver ele está muito orgulhoso de você mamãe. TE AMO DEMAIS ❤️ Obrigada por tudo ❤️ Parabéns pelo nosso dia 🥰🎉

  • Antonia | Segunda-Feira, 08 de Março de 2021, 09h47
    10
    0

    Quero parabenizar todas as mulheres, em especial a Jucilene, ela está todos os dias na luta, passa aqui em frente, eu a vejo e respeito muito, admiro. Trabalho duro, vida dura, mas o sorriso está sempre em seu rosto. Deus abençoe ela e todas as guerreiras que não deixa a crise vencer. Bravo

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...

Promotor recebe medalha do Exército

Mauro Zaque curtinha   O promotor de Justiça Mauro Zaque (foto) foi condecorado com a medalha do Exército Brasileiro na manhã desta segunda (19), no dia da instituição. A solenidade é considerada a segunda maior do Exército Brasileiro, foi reservada por conta da pandemia e contou com a...

Sema reabre os parques em Cuiabá

mauren lazzaretti sema 400   Fechados desde 1º de abril, em obediência às regras de decreto municipal, que suspendiam as atividades coletivas, os parques estaduais urbanos de Cuiabá reabrem nesta segunda (19) para utilização pelo público. Será possível acessar as tradicionais trilhas...