Cidades

Sábado, 25 de Maio de 2019, 15h:35 | Atualizado: 25/05/2019, 15h:42

CONTINGENCIAMENTO

Após corte de 50%, reitor ressalta diálogo e esperança em reequilibrio financeiro

Deizy Fátima

Rodrigo Zanin

Reitor Rodrigo Zanin em entrevista ao RDTV

O reitor da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), professor Rodrigo Zanin, busca por meio do diálogo junto ao Governo manter um mínimo do funcionamento da instituição. Ele espera que o governador Mauro Mendes (DEM) regularize sua situação financeira para liberar os recursos congelados da instituição, apesar do momento ser de "grandes dificuldades". Todo o ensino superior estadual teve cerca de 50% destinado ao custeio, do recurso contigenciado.

"Nós temos uma expectativa de que a partir do segundo semestre as coisas comecem a regularizar. Estamos dando esse tempo, embora passando por grandes dificuldades”, afirma em entrevista exclusiva ao #rdtv.

Conforme reportagem do , o pró-reitor Ricardo Keichi Umetsu, que cuida da parte financeira da Unemat, revelou que a universidade trabalha no limite e que a situação se agrava a cada dia.

Em abril, o Governo congelou o orçamento da Unemat – de R$ 401 milhões foi para R$ 368 milhões. Mas o valor representa cerca de 50% do valor destinado ao custeio e investimento da universidade. O contingenciamento atinge diretamente o pagamento dos serviços de limpeza, segurança, água, luz e telefone.

Rodrigo comenta que tenta, por meio de diálogo e reuniões com pastas do Governo, “garantir pelo menos o mínimo da universidade”. Mas revela que a situação anda “bastante difícil”. As conversas têm sido principalmente com a secretária de Fazenda, Secretária de Ciência e Tecnologia e a Casa Civil.

O reitor cita também que o próprio Governo tem “grandes dificuldades em fazer com que se cumpra a sua constituição”. Rodrigo cita que a Unemat tem direito constitucional de receber 2,5% de toda receita líquida do Estado adquirida por meio de impostos. “A gente tem uma expectativa de que esse Governo, com seu caráter republicano, promova esses ajustes até o final do ano”, comenta.

Já no caso dos congelamentos anunciados pelo Ministério da Educação, o reitor aponta que bolsas de mestrado e doutorado foram cortadas. A medida atingiu os auxílios concedidos por meio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A agência é responsável pelos programas de pós-graduação do país e garante assistência financeira para milhares de estudantes.

"Também estamos sendo afetados, do ponto de vista desse corte, que está sendo promovido junto ao governo federal", afirma. A expectativa do reitor é que o Governo Federal e Estadual consiga reverter o congelamento. Ele também busca no Legislativo uma forma de pressionar o Poder Público para resolver o problema.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Flávio Cebalhode Oliveira | Domingo, 26 de Maio de 2019, 08h29
    0
    0

    eu surdo muito mais médico não tem serviços

Matéria(s) relacionada(s):

Júlio, do DEM, vê boa gestão de EP

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), uma das lideranças históricas do DEM, foi "apertado" nesta sexta, em entrevista a Antero de Barros, na rádio Capital FM, especialmente sobre o fato do ex-governador e ex-senador demonstrar simpatia e apoiar a gestão do prefeito Emanuel, enquanto outros do partido...

Empresário ensaia de novo em ROO

 luizao_curtinha400   Em Rondonópolis, o empresário Luiz Fernando de Carvalho, o Luizão, dono da Agro Ferragens Luizão, ensaia mais uma vez disputar a prefeitura. Como a sua pré-candidatura não é considerada novidade, ele é visto como uma espécie de "cavalo paraguaio", que tem arrancada...

2 governistas prontos para a briga

chico2000_curtinha400   O prefeito Emanuel tem 2 aliados de primeira hora na Câmara que não resistem a uma provocação. Tratam-se de Renivaldo Nascimento (PSDB) e Chico 2000 (foto), do PL. Sabendo do estopim curto, os vereadores de oposição, especialmente Diego e Abílio, não perdem a chance de...

Niuan agora sob rédeas do Podemos

niuan ribeiro curtinha 400   O vice-prefeito Niuan Ribeiro, agora no Podemos, se torna obrigado, conforme exigência estatutária, a contribuir com 5% dos R$ 15 mil que recebe mensalmente . Ou seja, vai ter que repassar R$ 750 para o seu novo partido. Considerado um partido com novas concepções, regras e exigências, o...

Efeito-senado e briga no ninho tucano

carlos-avalone_curtinha400   O deputado estadual Carlos Avalone não tem certeza de que o acordo pré-estabelecido para ele se tornar presidente do PSDB-MT, a partir de fevereiro, ou seja, daqui 5 meses, será cumprido. Pela costura entre a cúpula tucana, Paulo Borges renunciaria à presidência, abrindo assim...

Pivetta vai despachar em 2 gabinetes

otaviano pivetta 400 curtinha   O governador em exercício a partir desta quinta, empresário Otaviano Pivetta (foto), vai dividir o tempo no Palácio Paiaguás pelos próximos oito dias despachando em dois gabinetes. Ora sentará na cadeira do titular Mauro Mendes, que viajou numa comitiva para a Bolívia,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.