Cidades

Quarta-Feira, 15 de Janeiro de 2020, 18h:32 | Atualizado: 15/01/2020, 18h:42

SALVANDO VIDAS

Após mais de uma década, MT retoma transplante de rins; economia de R$ 10 mi

Secom-MT

Glacelise Bettini da Silva Medrado e Carmem Regina da Silva Medrado

Glacelise Medrado momentos antes de receber o órgão da irmã Carmem Medrado; ela descobriu insuficiência renal em 2015 e esperava transplante

Pacientes que realizam tratamento renal e precisam receber uma doação de rim poderão fazer todo o processo de transplante em Mato Grosso. A oferta do serviço, paralisado há 10 anos, foi restabelecida nesta terça-feira (14), após a realização do primeiro procedimento cirúrgico que transplantou o órgão entre duas irmãs.

A cirurgia, que durou aproximadamente sete horas, sem nenhum tipo de complicação, foi realizada pela equipe do Centro Cirúrgico do Hospital Santa Rosa, unidade credenciada pelo Ministério da Saúde para realizar a operação de transplante renal no Estado.

O governador Mauro Mendes (DEM), acompanhado da primeira-dama Virginia Mendes, comemorou o resultado do retorno deste importante serviço de saúde no Estado. Ele destacou que os pacientes que aguardam pelo procedimento poderão realizar a cirurgia que será ofertada pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

“São quase mil pacientes em nosso Estado que têm indicação clínica para transplante. Esses pacientes poderão procurar nossa Secretaria para realizar os procedimentos e, nos próximos meses, se Deus quiser, essas pessoas terão suas dores e sofrimentos aliviados pela possibilidade da realização desse procedimento feito em Mato Grosso”, disse Mauro.

Além do trabalho do governador, esse resultado faz parte do esforço e dedicação da primeira-dama Virginia Mendes, sensível à causa justamente por ter um rim transplantado há quase seis anos. Madrinha oficial do transplante renal, a primeira-dama trouxe celeridade ao processo.

O programa de transplante renal iniciou suas atividades em 1999. Porém, a última cirurgia de transplante de rim realizada em Mato Grosso ocorreu em maio de 2009. O reflexo da desativação desse procedimento foi o acúmulo de pacientes na fila de espera e que precisaram ser encaminhados para outros Estados para realizar o procedimento. De acordo com os dados da Central de Transplante da SES-MT, atualmente, 1.800 pacientes estão realizando hemodiálise. A estimativa é de que 50% dessas pessoas tenham indicação para o transplante renal.

Economia na saúde

A reativação do procedimento cirúrgico de transplante renal irá gerar uma economia no orçamento do Governo de aproximadamente R$ 10 milhões por ano. De acordo com a secretária adjunta de Regulação, Controle e Avaliação da SES-MT, Fabiana Bardi, o Estado ficava responsável pelo custeio do tratamento e desembolsava valores exorbitantes para atender e garantir a prestação de saúde aos pacientes por meio Tratamento Fora de Domicilio (TFD).

“Nós últimos anos, o Estado vem gastando com o (TFD), principal órgão de encaminhamento desses pacientes para outras cidades, algo em torno de R$ 22 milhões. Deste total gasto, 50% era exclusivo para atender pacientes da nefrologia. Com a retomada do transplante dentro do Estado, é estimada uma economia de aproximadamente 10 milhões”, explicou a Fabiana Bardi.

Outro importante benefício é a agilidade do processo para a realização da cirurgia aos pacientes de Mato Grosso. Antes da reativação do procedimento, todos eles dependiam da disponibilidade do agendamento em perspectiva nacional, gerando um maior tempo de espera. Agora, o tempo de espera é reduzido e a SES-MT garante aos pacientes toda a assistência com medicação, consultas e vigilância do processo.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Joelson e as traições política e familiar

joelson 400   Dos 23 vereadores pela Capital que vão à reeleição, o que mais deve enfrentar dificuldades para obter êxito nas urnas é o sargento Joelson (foto), que aproveitou a janela de março e trocou o PSC pelo Solidariedade. Primeiro, por causa da atuação pífia. Trata-se de um...

Calistro, dúvida à reeleição e Sumaia

sumaia leite 400 curtinha   Jânio Calistro, reeleito para o 2º mandato de vereador em 2016 e como o mais votado em Várzea Grande, com 3.658 votos pelo PSD, se mudou para o DEM dos Campos, mas ainda avalia se vai encarar o teste das urnas deste ano. Ele se mostra um tanto baqueado, após ficar preso por três meses. E...

Grupos convergem para Emanuelzinho

emanuelzinho 400   O jovem deputado federal Emanuelzinho (foto) está cada vez mais empolgado com a possibilidade de disputar a Prefeitura de Várzea Grande. Até se mudou da Capital para a cidade vizinha, onde montou apartamento no Edifício Maktub. Uma das revelações políticas do PTB, Emanuelzinho tem...

Câmara de ROO e pasta de Controle

orestes miraglia 400 curtinha   A Câmara de Rondonópolis deu de ombros para uma decisão do Tribunal de Justiça e, em primeira votação, aprovou mensagem do prefeito Zé do Pátio, criando a secretaria de Transparência Pública e Controle Interno (SETRACI) em...

Morre pai do secretário da Casa Civil

Mauro Carvalho pai   Faleceu, aos 97 anos, o pai do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. O empresário, que também emprestava o nome ao filho, Mauro Carvalho, foi vítima de um infarto nesta quinta (9). A informação foi confirmada pela deputada estadual Janaina Riva (MDB) que publicou nota de...

Deucimar vence Covid-19 após 20 dias

deucimar silva 400 curtinha   Após 13 dias numa unidade intensiva e mais sete se recuperando no leito de hospital, o empresário e ex-vereador pela Capital, Deucimar Silva (foto), recebeu alta médica nesta terça. Ele está curado da Covid-19. Ex-presidente da Câmara Municipal, Deucimar ficou emocionado, fez...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.