Cidades

Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 14h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Transportes

Após manifestação, empresários exigem audiência com governador

   Preocupados com a possibilidade de serem excluídos do sistema alternativo de transporte de passageiros, proprietários de 20 empresas realizam um protesto desde as 5h desta quarta (20), na avenida do CPA, em Cuiabá. Para chamar atenção, eles colocaram 30 vans em fila em frente ao Shopping Pantanal. Conforme o tesoureiro da Associação de Transportes Alternativos (Attai), Vagner Gonçalves, os empresários exigem uma audiência com o governador Blairo Maggi (PR), no Palácio Paiaguás.

   Assim como os proprietários das empresas do transporte convencional intermunicipal, ligadas ao Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário (Setromat), os donos de vans demonstram revolta com a presidente da Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso (Ager), Márcia Vandoni, que anuncia desde 2007 a intenção de promover novo processo licitatório para a exploração de todas as linhas de transporte intermunicipal do Estado. Ela alega que há 20 anos não há novos certames para a contratação de empresas.

   Os proprietários das vans, por outro lado, argumentam que passaram a operar no sistema a partir do processo licitatório realizado em 2000, pelo então governador Dante de Oliveira (1995-2002), já falecido. Segundo Vagner Gonçalves, os contratos foram regulamentados após a posse do governador Blairo Maggi e autorizam as empresas a explorar os serviços por 15 anos. “Em 1996, mais de 100 empresas de vans operavam no transporte clandestino. O Dante resolveu então fazer novos processos de licitação e nós ganhamos. Por meio deles, temos direito a operar por 15 anos”, diz Vagner.

   Segundo ele, em dezembro de 2008, a primeira fase dos contratos venceu e, cabe agora à presidente da Ager, renová-los. “O contrato diz que as empresas só não terão as licenças renovadas em caso de denúncia ou outras irregularidades mais graves, o que não é o caso de nenhuma delas”, pontua. Wagner argumenta que atualmente o modelo de exploração das linhas do transporte intermunicipal alternativo de Mato Grosso é exemplo para todo o país.

   Os empresários avaliam que, se ocorrer novo processo de licitação nos moldes do que foi proposto por Márcia Vandoni, o número de empresas explorando o setor cairá de 40 para somente oito. “Há uma inércia do Estado por não renovar nem cancelar as atuais licenças. Se ocorrer nova licitação agora, virão empresários de todo o país disputar e haverá diminuição da concorrência. As empresas que operam atualmente certamente deixarão de operar, causando desemprego e queda de arrecadação no setor”.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Sidney | Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2010, 10h09
    0
    0

    É sem sombra de duvidas que o transporte dentro da capital ainda é muito precario, e vale a pena a Ager buscar melhorias neste sentido, o que o Sr. Wagner não mencionou é o transporte interestadual, as vans que prestão serviço para o interior é de melhor qualidade e comodidade em relação as grandes empresas. Lembrando que o transporte realizado pela empresa União transporte em Várzea Grande tem deixado a desejar.

  • Rogerio Cardoso dos Santos | Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2010, 00h32
    0
    0

    Rogerio Cardoso dos Santos, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • augusto | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 18h10
    0
    0

    CORRETA ATITUDE DA AGER,PASSOU DA HORA DE MORALIZAR O TRANSPORTE.

  • Cristiane | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 16h49
    0
    0

    Se virá empresários de todo o Pais concorrer é sinal de grande concorrência. Se os atuais empresários do transporte de vans, não conseguirão competir, é sinal de que coisa melhor vem por ai(modernização da frota). Quanto ao desemprego, acredito que caso entre novas empresas, essas absorverão a mão de obra. Em primeiro lugar o bem estar da população, que já é bastante calejada no dia-dia, se tivermos a chance de irmos ao trabalho sentadinhos, com ar condicionado, em ônibus novos, não dá nem pra discutir!! Os interesses da população sempre devem ser priorizados, esse é o papel do Estado. Força ai Márcia!

  • CARLOS ROBERTO | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 14h26
    0
    0

    ACERTADA A DECISÃO DA AGER, ESSAS VANS E MICRO ONIBUS FAZEM O QUE BEM ENTENDEN NO TRANSITO DE CUIABA

Corrida de Teis no noticiário nacional

waldir teis 400 curtinha   As imagens que mostram o conselheiro afastado do TCE Waldir Teis (foto) descendo em alta velocidade as escadas de um prédio para jogar no lixo vários cheques rasgados que somavam R$ 450 mil ganharam o noticiário nacional, com destaque neste domingo em veículos, como Folha de S. Paulo, G1 e IG....

Esforço de ex-senadora para eleger 2

rafael ranalli curtinha 400   Eleita no pleito de 2018 e cassada em definitivo em abril deste ano, a ex-senadora Selma Arruda, presidente do Podemos de Cuiabá, pode deixar o partido após o processo eleitoral deste ano. Segundo informações, a juíza aposentada se afastaria da política partidária para...

6 parlamentares já foram infectados

wilson santos 400 curtinha   Desde o início da pandemia, em março, seis dos 24 deputados estaduais já testaram positivo para Covid-19. O último foi Wilson Santos (foto). Ele disse que recebeu medicação e está em isolamento. Observa que a doença está no início e segue trabalhando...

Pedido para TSE definir data da eleição

sebastiao carlos 400 curtinha   Na última quarta (2), um dia após a Câmara aprovar a PEC que adia as eleições municipais para 15 de novembro, André de Albuquerque Teixeira, advogado de Sebastião Carlos, que concorreu ao Senado e um dos que denunciaram Selma Arruda por crimes eleitorais, já...

Uma das apostas do PP para vereador

alex rodrigues 400 curtinha   O PP já tem no rol de possíveis eleitos a vereador em Cuiabá o jovem Alex Rodrigues (foto), de 31 anos. Filho do empresário Valúcio Rodrigues e sobrinho do secretário de Obras Públicas da Capital, Wanderlúcio Rodrigues, Alex criou uma comunidade com mais de mil...

Prefeito, efeito pandemia e a reeleição

ze do patio 400 curtinha   Mesmo com o poderio da máquina, considerada preponderante para cooptar partidos e aliados por causa da oferta de cargos e do assistencialismo, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, terceira em população e segunda no ranking da economia estadual, terá muitos...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.