Cidades

Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 09h:59 | Atualizado: 17/04/2018, 10h:15

TRANSFORMAÇÃO

Caravana chega a Cuiabá para fazer 14 mil cirurgias nos olhos e 20 mil consultas veja

Cerca de 20 mil consultas e 14 mil cirurgias nos olhos devem ser realizadas na Caravana da Transformação, de 16 de abril a 10 de maio em Cuiabá. O evento foi aberto nesta segunda com previsão de atender pacientes dos 13 municípios do Vale do Rio Cuiabá. Cerca de cinco são da zona rural e de municípios do interior.

A primeira fase da Caravana, instalada na Arena Pantanal, será de consultas para diagnóstico de patologia. O atendimento ocorre das 5h às 17h, durante o período do evento. Os pacientes devem ter mínima de 55 anos para o atendimento e passar processo de regulação para o agendamento da consulta. Mil pessoas tiveram cadastro efetivado no primeiro dia da Caravana. Elas serão somadas a outras 13 mil que tinham sido regularizadas até no fim semana. 

Christiano Antonucci

Caravana da transformação

Pacientes passam por consultas e cirurgias no projeto que contempla agora os cuiabanos

Segundo a coordenadora de saúde da Caravana, Simone Balena, até 1,8 mil pessoas serão atendidas diariamente até 10 de maio. O prazo para agendamento de consulta vai até 28 de abril. 

“A estimativa é que 1,8 mil pessoas sejam atendidas por dia nesta caravana. Mas, como nem sempre todos os agendados comparecem, a estimativa cai para 1,4 mil, mais ou menos. Os agendamentos são para as 5h e às 10h. Isso por que o paciente passa por cinco etapas, que duram de quatro a cinco horas. Caso o paciente, que vem do interior, chegue depois das 10h, tentaremos encaixar. Mas, isso precisa ser até às 13h, contando a variação do tempo dos procedimentos”, explica. 

A coordenadora afirma que 111 mil pessoas no Vale do Rio Cuiabá, com idade mínima de 55 anos, necessitem de alguma cirurgia ocular, 16 mil somente em Cuiabá e Várzea Grande. Os números são baseados no senso de 2010 do IBGE. A necessidade de intervenção aumenta conforme o avanço da idade. Entre 55 e 65 anos, 17,3% população necessitam da cirurgia; dos 66 aos 75, 47,1%. Idade superior a esta, a proporção é de 75%. 

“Estamos fazendo cirurgia ambulatorial. Retirada da catarata, yag laser e pterígio. Os procedimentos que necessitam de estrutura hospital serão contrarreferenciados. O mesmo é válido para os casos de pessoas que não necessitam passar por cirurgia. Se precisar de alguma medicação ou de uso de óculos, elas vão sair da Caravana com a receita”, diz. 

A segunda fase da Caravana em Cuiabá começa em 19 de abril, com início da realização de cirurgias. Segundo a coordenadora, o procedimento dura cerca de cinco minutos e vão ser realizados em um olho por vez. Caso o paciente necessite de intervenção nos dois olhos, uma avaliação média deverá indicar situação do paciente. A equipe médica será composta por vinte médicos sendo oitos deles realizam o diagnóstico, oito são cirurgiões, dois anestesistas e dois retinólogos. 

A coordenação da Caravana estima que o evento reduza a fila de espera para cirurgia ocular, que na Grande Cuiabá varia de três a quatro anos, e o interior chega até seis anos. 

“Isso não significa que a pessoa precisa ter passado por consulta ou encaminhamento médicos em outro lugar para vir se tratar na Caravana. Conseguimos identificar 588 pessoas nesta situação em Cuiabá, mas quem tem doença nos olhos e precisa de correção, pode vir à Arena para ser atendida, desde que tenha idade mínima de 55 anos”. 

Pacientes

A professora aposentada Deuza Marina Galdino Delgado, 59, chegou à Arena Pantanal por volta das 7h em busca de agendamento para realizar cirurgia no olho esquerdo. Saiu de Santo Antônio de Leverger (27 km de Cuiabá) às 5h. Ela diz que a catarata que cobre a íris atrapalha sua visão. 

“Fiz cirurgia no olho direito há muito tempo. Mas, como sempre exigi muito da vista na profissão, sou professora aposentada, a catara já começa atrapalhar minha esquerda. Sou aqui para consultar e tentar agendar uma cirurgia para o olho esquerdo”, conta. 

O pedreiro Getúlio Soares de Campos está com 59 anos, morador no bairro Santa Isabel, e ainda trabalha com construção civil, mesmo com dificuldade para enxergar. É a primeira vez que ele passa por consulta oftalmológica para identificar a patologia.

“A vista está meio embaçada, tenho dificuldade para enxergar às vezes. Mas ainda assim trabalho de pedreiro, porque preciso trabalhar, não tem outro jeito”. 

Documentos 

A terceira fase da Caravana vai de 23 a 28 anos, período em que serão realizados atendimentos de cidadania, com emissão de carteiras de trabalho e do pescador, RG, CPF, Bolsa Família, e registro no CAD Único, além de segunda via de certificados de nascimento, casamento e óbito.  A estimativa é que 50 mil documentos sejam emitidos. Um posto do Detran-MT também será montado na Arena Pantanal, durante o período, para atendimento ao público.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • alexandre | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 11h14
    0
    1

    O que mais tem em Cuiabá, é hospitais e clínicas oftalmológica, porque cirurgia no caminhão ? Política e caça de votos..

Matéria(s) relacionada(s):

Apto, ex-prefeito vai disputar Chapada

gilberto mello 400 curtinha   O ex-prefeito de Chapada dos Guimarães, Gilberto de Mello (foto), contesta registro no Curtinhas, citando que ele estaria inelegível por responder a alguns processos e ter amargado condenações pela Justiça - saiba mais aqui. Filiado ao PL e disposto a ir à...

PT-Cuiabá sugere disputa ao Senado

bob pt 400 curtinha   Em resolução do diretório de Cuiabá, aprovada nesta quinta após discussões ampliadas, o PT municipal, presidido por Bob Almeida (foto), decidiu recomendar à Executiva Estadual o projeto de candidatura própria ao Senado. O documento dispara críticas tanto ao Governo...

Prefeituras agora pagam 27% de TIP

neurilan fraga 400 curtinha   A reforma tributária do governo estadual, aprovada pelos deputados, incluiu 27% de taxa de iluminação pública. Antes eram isentos. Com a cobrança do tributo, a conta de energia das prefeituras vai às alturas. A fatura de Cuiabá vencida em 28 de dezembro, por exemplo, foi...

Vereadores, Tapurah, reajuste e férias

odair tapurah vereador curtinha 400   Em Tapurah, no Nortão, com menos de 15 mil habitantes, seus nove vereadores iniciam o 2020 com salário reajustado em 4,48%, seguindo a tabela do INPC. Mesmo ainda em férias, eles vão receber já na folha de janeiro R$ 5,8 mil cada. No caso do presidente Odair César Nunes...

Vereador, reunião e apoio a músicos

diego guimaraes curtinha 400   Músicos e representantes da Prefeitura de Cuiabá sentaram à mesa nesta quinta, na Câmara Municipal, para tentar resolver impasse sobre horário de funcionamento e volume do som nos estabelecimentos e também estudar ajustes na lei do Disk-Silêncio. O presidente da...

Antes, durante e depois de Bolsonaro

wilson kero-kero 400 curtinha   O vereador pela Capital, Wilson Kero-Kero (foto), que era do SD e se filiou ao PSL em 2015, muito antes da chegada do hoje presidente Bolsonaro, vai aproveitar a janela de março e pular para o Podemos. Isso não quer dizer que ele deixará de defender o governo do capitão. Assegura que...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.