Cidades

Sábado, 15 de Setembro de 2018, 13h:56 | Atualizado: 15/09/2018, 20h:02

ESPERANÇA DE VIDA

Com 2 mil pacientes à espera de 1 rim, MT volta a ser credenciado para transplantes

Transplante renal

Hospital Santa Rosa é cadastrado para começar a fazer transplantes renais no Estado

Dados oficiais do Estado indicam que Mato Grosso possui quase 2 mil pacientes que precisam de um aparelho de hemodiálise para sobreviver. O número é contestado pela Associação dos Pacientes Renais e Transplantados de MT. A entidade acredita que já são 2,5  mil pacientes nesta situação.

Para estes pacientes surge uma esperança. Em 3 de setembro, foi publicado no Diário Oficial da União o credenciamento do Hospital Santa Rosa e de uma equipe médica formada por 3 urologista e 2 nefrologistas para a retirada e o transplante de rins no Estado. O credenciamento é feito pelo Ministério da Saúde para a unidade atender pelo SUS. Retomando um serviço que foi interrompido há quase 15 anos.

A coordenadora da Central Estadual de Transplantes da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), Fabiana Regina de Souza Molina, explica que nem todos os pacientes renais tem indicação para o transplante, e que está sendo realizada uma triagem para definir quais são indicados. Não há uma fila, pois a prioridade é para quem tem compatibilidade com o doador. “O transplante não é a cura para esses pacientes, eles terão acompanhamento médico para o resto da vida. A vantagem é que agora poderão fazer isso dentro de casa”.

Reprodução

hemodialise_problemas.jpg

Pacientes renais crônicos, enquanto esperam por um transpante, têm que faz hemodiálise, ou seja, trocas sanguíneas diárias ou algumas vezes por semana

Isso porque pacientes que têm indicação para os transplantes precisavam se deslocar a outros estados como São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, por meio do Programa Tratamento Fora Domicílio (TFD). “Eles receberão benefícios social e econômico com o serviço em Mato Grosso. Permanecem no seio familiar, perto de amigos, com carinho e cuidados dos conhecidos auxilia até na recuperação do paciente”.  

Ainda não há uma data para começar a ser feita as cirurgias, mas a coordenadora acredita que deve ocorrer ainda este ano.

O urologista Pedro Pulcherio, que realizou o primeiro transplante de rim em Mato Grosso, em 1993, e depois participou da equipe que realizava os procedimentos entre 1998 e 2004, cerca de 180 na época, comemora a notícia. “Esses pacientes só tinham uma opção fazer diálise. Agora eles podem ter um segundo caminho que é o transplante”.

Arquivo Pessoal

Carlos renal mt

Carlos Antônio faz tratamento renal e preside associação de enfermos

O médico diz que a técnica para retirada de rins do doador e transplante no receptor não teve muitas alterações nessa década e meia, mas as medicações que combatem a rejeição do órgão transplantado evoluiu muito. Para ele, a parte mais difícil será encontrar doadores. “Estamos capacitando os profissionais de todas as unidades de saúde para abordar a família, saber como tratar do assunto”.

Carlos Antonio Pereira, 54, além de presidente da Associação dos Pacientes Renais e Transplantados de MT, para continuar vivo realiza hemodiálise dia sim dia não por 17 anos, quando descobriu o problema. Ele tem indicação para transplante, mas até agora não surgiu um doador compatível. “Com a retomada do serviço ficamos com mais esperança”, diz. “Hoje vivemos uma prisão condicional, não podemos viajar sem autorização, temos que ir no dia certo do procedimento, não podemos trabalhar”, relembra. “Com o transplante teremos alguma liberdade”, acredita.”A promessa é antiga, já deve ter uns 3 anos que falam dessa retomada, mas a esperança não pode morrer”.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Efetivados irregularmente e recebendo

darci lovato curtinha   Entre os quase 100 servidores da Assembleia que já tiveram estabilidade funcional cassada pela Justiça em 1º grau por alguma irregularidade em documentos, estão ex-secretários municipais, colunista social, ex-policiais, radialista, ex-prefeito, ex-vereador e outros que já tentaram, sem...

Governo quita toda a folha de junho

O governo estadual concluiu nesta sexta (19) o pagamento de junho dos servidores ativos, inativos e aposentados que ganham acima de R$ 7,5 mil. Para essa quitação foram necessários R$ 61,8 milhões. Com isso, liquidou totalmente a folha de junho dos cerca de 100 mil funcionários públicos, que consomem R$ 472,7 milhões. No dia 10 deste mês, o governo pagou a primeira parcela dos salários de junho, depositando até R$ 5,5...

Emedebista pode ser candidato único

leonardo bortolin curtinha   Eleito na suplementar realizada em 2017, Leonardo Bortolin (foto), de Primavera do Leste, é considerado hoje o prefeito emedebista em MT mais bem avaliado. Na convenção do partido nesta quinta no município, lideranças, como o deputado federal Carlos Bezerra e os estaduais Thiago Silva,...

2 "amarelam" e faltam de propósito

nininho curtinhas   Dois deputados não pisaram os pés na sessão desta quinta propositalmente. "Amarelaram". Ao invés de tomarem posição quanto ao projeto de lei complementar do governo que reinstitui os incentivos fiscais, Nininho (foto) e o delegado Claudinei preferiram não comparecer. Assim como os...

Adevair vai para PTB e quer ser vice

adevair cabral curtinha   O PTB, que hoje não tem um representante entre os 25 vereadores cuiabanos, vai abrigar dois parlamentares, o presidente da Câmara Municipal Misael Galvão, hoje no PSB, e o primeiro-secretário da Mesa, o tucano Adevair Cabral (foto). O curioso é que ambos chegam na legenda petebista...

7 contra reinstituição dos incentivos

valdir barranco curtinha   Como já esperado pelo governador Mauro, apesar da pressão de diversos segmentos, como do comércio, do agronegócio e da indústria, o projeto de lei complementar número 53, que trata da reinstituição dos incentivos fiscais, passou facilmente pelo crivo da Assembleia....

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.