Cidades

Segunda-Feira, 15 de Abril de 2019, 17h:28 | Atualizado: 15/04/2019, 17h:37

Por recomendação do MPE, edição 2019 do Peixe Santo está cancelada - confira

Gustavo Duarte

Peixe Santo

A recomendação decorre de inconformidades no cumprimento de exigências da fiscalização 

Por recomendação do Ministério Público Estadual (MPE), o programa Peixe Santo não será realizado em 2019. Junto a peixeiros, piscicultores e entidades ligadas à atividade, a Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico busca por soluções para fortalecer o setor e levar o projeto à sua 28ª edição, no próximo ano.

A recomendação do MPE decorre da constatação de inconformidades no cumprimento de exigências de órgãos fiscalizadores, como a falta de documentação obrigatória. A situação, registrada desde outras gestões, esbarra, dentre outros fatores, na inexistência de um frigorífico para o pescado na Capital.  

De acordo com a titular da Pasta, Débora Marques Vilar (PP), a gestão vem atuando na orientação dos comerciantes e no desenvolvimento do programa ano a ano. Diante desta situação, contudo, cabe à administração respeitar a medida.

“Nosso papel é promover a atividade, oferecendo, no período do Peixe Santo, estrutura, logística e divulgação. Estamos aqui para contribuir com o fortalecer da atividade. Existem questões, contudo, que fogem da nossa alçada", explica.

Ela destaca que está em processo de formação uma comissão com peixeiros, representantes da Vigilância Sanitária e Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT). O trabalho do grupo deverá nortear as ações para a retomada do programa.

Em março, cerca de 80 inscritos chegaram a passar por uma das etapas de capacitação obrigatória para a inscrição no Peixe Santo. É o que explica o coordenador Osvaldo dos Santos Lara. “Nos últimos anos houve uma melhora significativa na estrutura do programa e, mesmo com a interrupção neste ano, devemos continuar crescendo”.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Nilton Ferreira | Terça-Feira, 16 de Abril de 2019, 08h15
    0
    1

    Duas palavras : para béns. por que não resolveram isso ano passado? agora deixam em cima da hora? para béns MP , para béns Prefeitura. pqp

  • Wagner | Segunda-Feira, 15 de Abril de 2019, 20h44
    0
    0

    Wagner, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Matéria(s) relacionada(s):

Desgaste no começo, lisura e entregas

emanuel pinheiro curtinha   A dedicação com que o prefeito Emanuel Pinheiro conduz a capital administrativamente e sem escândalo, coisa que se tornou raro nos executivos municipais, tem surpreendido lideranças até da oposição. Com a massificação do episódio do vídeo em que...

Selma diz não para "fio desencapado"

abilio junior curtinha   O emblemático vereador Abílio Júnior (foto), do PSC, iria lançar pré-candidatura a prefeito de Cuiabá esta semana, conforme ele próprio havia planejado. Só faltava um detalhe: apoio da senadora Selma Arruda, do PSL. Mas, na última sexta, ao ser perguntada sobre...

Recado do governador e a carapuça

junior fecomercio curtinha   Em comunicado oficial, o governador Mauro Mendes manda recado a alguns empresários, quando destaca que incentivos fiscais foram concedidos no passado a determinados setores de forma irregular, em troca de propina, confessada, inclusive, em delação premiada. O recado tem endereço certo:...

Elogios ao prefeito e à primeira-dama

julio campos curtinha   O ex-governador, ex-senador, ex-deputado e ex-prefeito várzea-grandense Júlio Campos (foto), um dos líderes do DEM, partido do governador Mauro, disse nesta quarta, em visita à sede do Rdnews, que é preciso reconhecer que o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro está fazendo uma...

Oposição tenta vencer pelo cansaço

L�dio Cabral curtinha   A oposição formada pelos deputados Lúdio Cabral (foto), Valdir Barranco - ambos do PT - e Wilson Santos (PT), que decidiu obstruir a pauta da Assembleia enquanto o Executivo não apresentar uma prosposta aos trabalhadores da educação, tentam vencer o presidente...

Boicote à audiência sobre Fethab Milho

Conduzida pelo deputado Ulysses Moraes, a audiência pública na Assembleia para debater a questão do Fethab Milho e a possibilidade de exclui-lo da taxação não aconteceu conforme o planejado por causa de boicote dentro da própria AL. A TV Assembleia, que costuma transmitir ao vivo esse tipo de debate, não o fez. Alegou que uma peça de transmissão estragou. De última hora, mudaram a sessão de local, de um...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.