Cidades

Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 10h:25 | Atualizado: 23/05/2019, 15h:35

POLÊMICA

Desfile de crianças e jovens de MT prontos para adoção causa mal-estar e críticas

Assessoria OAB-MT

Ampara - desfile

A 2ª edição do evento "Adoção na Passarela" foi realizado no Pantanal Shopping nesta terça

Está provocando mal-estar, polêmica e até repercussão nacional o desfile realizado em Cuiabá, na noite desta terça (21), no Pantanal Shopping, expondo crianças e adolescentes, de 4 a 17 anos, que estão aptos à adoção.

O desfile, que chama “Adoção na Passarela”, faz parte da Semana da Adoção e tem o objetivo, conforme os organizadores do evento, de facilitar o acesso de pretensos pais aos que estão tutelados pelo Estado em abrigos.

As críticas apontam que, desta maneira, estão tratados como "gado à venda” ou modelo publicitário, e que a escolha, neste caso, seria feita com base no biotipo e não um elo de afeto real, semelhante a quando se escolhe um objeto.

O jornalista Paulo Henrique Amorim, no site Conversa Afiada, rechaçouo: “Quando se pensa que o Brasil é capaz de tudo, aparece uma inovação alucinada: uma passarela para que crianças de 4 a 17 anos desfilem diante de futuros pais como se fossem modelos! Seguramente, a ideia deriva da SP Fashion Week, com a coreografia e o know-how da cultura do espetáculo com que a Globo contaminou o Brasil”.

O ex-presidenciável Guilherme Boulos (Psol) usou o Twitter para informar sobre o que considera uma "perversidade".

boulos

 

Parece-me uma antiga feira de escravos, onde os senhores viam os dentes e o corpo dos africanos para negociar o lance

Advogado Eduardo Mahon

Um advogado de renome em Cuiabá, Eduardo Mahon, não gostou da iniciativa e criticou no Facebook. “Olha, gente, sem querer ser chato, mas já sendo. Antes de tudo, devo dizer que a Ampara é uma instituição muito séria. Devo, entretanto, pedir mil desculpas a quem pensa diferente e à Ampara, mas as crianças na passarela para pretendentes ver o quão bonitas, simpáticas e desenvoltas são, parece-me uma antiga feira de escravos, onde os senhores viam os dentes e o corpo dos africanos para negociar o lance. Não acho legal, aliás, acho péssimo. Não porque seja um desses conservadores que quer esconder, apagar, fingir que não existe rejeição social etc. já estive nessa lista, fiz visitas e sei bem que essas crianças precisam de visibilidade, exposição positiva, ressignificação de lugar e autoestima, mas não assim. Não em uma passarela, não em um shopping, não para o público aberto."

Também no Facebook, um professor universitário criticou. "E esse evento, onde crianças, que estão esperando pais adotivos, são expostas feito gado? Esse país perdeu completamente o bom senso. ISSO É ERRADO", opina.

Expostas feito gado? Esse país perdeu completamente o bom senso

Professor universitário

Outros demonstram preocupação com o estado emocional dos "modelos", saindo de lá da mesma forma que entraram, ou seja, abrigados.

Este é o segundo ano que a Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara) realiza o desfile, em parceria com a Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-МT).

A Ampara faz um trabalho paralelo ao Poder Judiciário, ministra cursos para pais adotantes e se dispõe a apoiar quem opta por adotar uma criança.

O falou com Ana Regina, da Ampara, sobre a repercussão negativa. Ela disse que viu as críticas ao desfile, mas assegura que, apesar das posições contrárias ao evento, as pessoas que foram conseguiram entender a proposta e ver a realidade das crianças que, uma vez rejeitadas por pais biológicos e familiares, esperam ansiosamente por um lar.

Apesar das posições contrárias ao evento, as pessoas que foram conseguiram entender a proposta e ver a realidade das crianças (que esperam ansiosamente por um lar)

Ana Regina, da Ampara

“A gente viu alguns comentários meio sem noção antes do evento e de pessoas que nem conhecem a causa. Mas graças a Deus, tivemos retorno muito positivo do evento. Foram comentários de pessoas que sequer conheciam a primeira edição”, disse.

A polêmica gerou uma petição on line contra o desfile. Veja aqui.

Organizadores

A reportagem tentou falar com outras referências da Ampara, mas, até o fechamento desta matéria, estavam ocupadas com a organização da Semana que traz extensa programação.

Além do desfile, hoje (22), haverá solenidade de premiação do IX Concurso de Redação do Plenário 1 do Tribunal de Justiça (TJMT). No dia 23, a população poderá acompanhar a palestra sobre “Adoção: da concepção à convivência familiar", no auditório da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), das 7h30 às 12h. Para finalizar, na sexta (25), será promovida a Caminhada da Adoção, no Parque das Águas, a partir das 17h.

Entre os parceiros estão: Governo de Mato Grosso, Tribunal de Justiça (TJMT), OAB Mato Grosso (OAB/MT), Ministério Público do Estado (MPMT), Conselhos Municipal e Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA/Cedca-MT), UFMT, Coral Canto e Encanto, Sindicato dos Oficiais de Justiça e Avaliadores (Sindojus/MT), Associação de Grupos de Apoio à Adoção (Angaad), as empresas Tube, CVC e Pantanal Shopping.

23/05, às 15h30 - Shopping diz repudiar objetificação de crianças

Em nota, Pantanal Shopping diz que repudia a objetificação de crianças e adolescentes e garante que recebeu a ação para contribuir com a promoção e conscientização sobre adoção e os direitos da criança e adolescente com palestras e seminários. 

O Pantanal Shopping informa que repudia a objetificação de crianças e adolescentes e esclarece que o único intuito em receber a ação foi contribuir com a promoção e conscientização sobre adoção e os direitos da criança e adolescente com palestras e seminários conduzidos por órgãos competentes que possuem legitimidade no assunto. O shopping afirma que a ação foi promovida pela Associação Mato Grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara) em parceria com Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da OAB-MT e reitera que o evento contou ainda com o apoio do Ministério Público do Estado do Mato Grosso, Poder Judiciário do Estado do MT, Governo Estadual do MT, Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania, Sindicato dos Oficiais de Justiça, Associação Nacional do Grupo de Apoio à Adoção e Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, além do Tribunal de Justiça do Mato Grosso.

Postar um novo comentário

Comentários (20)

  • Caroline Souza | Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 19h16
    1
    2

    Dois ditados: " A maldade está nos olhos de quem vê" e "quem não é visto não é lembrado". Minha sincera revirada de olhos à galera do mimimi. #paz

  • Cleo schwab | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 08h26
    3
    4

    Ministerio pubico, hellooooooo!

  • Maria Lucia | Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 21h04
    13
    6

    Não sei se a iniciativa foi errada ou certa. O importante conforme eu li, houve adoções após esse "desfile". Os q estão criticando, provavelmente siquer doaram algo pra alguém e muitos q tem condição de adotar, não o fizeram.

  • Adilson Souza | Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 19h30
    12
    8

    Uma forma diferente, muito comum na nossa sociedade, divertida, entendo inclusive que é uma forma até de aumentar a auto-estima das crianças, dando a elas a oportunidade de "brincarem de ser modelos", não vejo nada demais, a não ser a reação de gente que não faz nada pra tomar uma iniciativa a não ser reclamar, e subjulgar a boa iniciativa dos outros. Fico espantado como essa mania de "politicamente correto" tem afetado o bom senso das pessoas.

  • Rosi Wounn | Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 18h54
    6
    12

    Isso é revoltante parece coisa de pessoas, instituição que tem problema de cabeça. Só pode! Gente são crianças não bibelôs, gado, objetos... são seres humanos que já sofrem por não ter um lar! Indignada! Revoltada! Incrédula!

  • GILDA BALBINO | Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 18h53
    13
    10

    A QUEM RECORREREMOS PARA DENUNCIAR ESSE ABSURDO SE OS ATORES E PROMOTORES DESSA BARBÁRIE SÃO OS MESMOS QUE DEVERIAM PROTEGER ESSAS CRIANÇAS? ABSURDO IMPENSÁVEL EM OUTROS GOVERNOS. DR. JOSÉ ANTONIO BORGES PEREIRA JAMAIS IMAGINEI QUE O SENHOR ASSINARIA ESSE EVENTO. AGUARDAMOS UM PRONUNCIAMENTO DE TODOS OS ENVOLVIDOS

  • Karla Khristiane Furtado de Moraes | Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 18h50
    12
    9

    Idéia ótima, antes essas crianças serem vistas e poder ter uma oportunidade de ter uma família . Pois os que estão falando tanto da iniciativa do evento, nem sequer passaram por um orfanato para entender a tristeza destas crianças. Assim podem ter uma oportunidade .

  • Júlio | Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 16h57
    12
    18

    Quem é o maluco q dá dislikes nos comentários q critica essa monstruosidade ?voltamos aos tempos da escravidão?

  • maria luciana | Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 16h54
    10
    8

    Que bom que teve um produto entre tantos outros pra ela escolher né Miriam? Será que não seria ideal, desenvolver campanhas para que conheçam a história da criança? Para ter contato supervisionado com ela pra saber se realmente ela se adaptaria? Sei de membro da comissão da infância e adolescência que adotou e hoje em dia não está mais com a criança. E aí? Viu no palco, gostou, quer levar pra casa, se não for bem assim, vai devolver??? Não é assim. Pensem nisso, preservem essas crianças.

  • Mirian | Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 16h30
    12
    13

    Sou advogada, e estou no fórum de Várzea Grande, acabei de ouvir uma mulher falando que foi no desfile ontem, se encantou e queria saber onde é a vara da infância para saber sobre adoção. Mto amor envolvido...

Matéria(s) relacionada(s):

Aumento virá se MT melhorar o Ideb

mauro mendes curtinha   O governador Mauro Mendes propõe aos profissionais da Educação, que estão em greve, conceder reajuste de 7,6%, mas se o Estado atingir duas metas. E uma delas dependerá da atuação em sala de aula dos próprios educadores. Esse aumento virá quando o Executivo...

Bezerra se empolga e lança Emanuel

bezerra_curtinha   O deputado federal Carlos Bezerra, eterno presidente do MDB, fez um comentário curioso nesta terça durante o lançamento da construção de um viaduto na avenida Beira Rio, na Capital. Ele disse que políticos como ele e Emanuel têm o perfil de falar mais do que fazer. Em seguida,...

Comitiva da Bolívia e debate sobre gás

O governo boliviano vai retribuir a visita feita pelo governador Mauro Mendes em maio. Há uma pré-agenda de uma comitiva para uma reunião nesta 5ª (27) em MT, quando será debatida a retomada do abastecimento de gás natural, vendido pela Bolívia, além do fornecimento de ureia. Rafael Reis, presidente do MT Gás, diz que ainda não pode dar detalhes, mas garante que as tratativas estão avançando. Mauro, nas...

Licitações serão gravadas em Tangará

rogerio silva curtinha   Mesmo o prefeito Fabinho Junqueira se manifestando contra, a Prefeitura de Tangará da Serra e suas autarquias e também a Câmara Municipal terão agora que gravar e transmitir em áudio e vídeo todas as sessões de licitações. O projeto partiu do vereador emedebista...

Pleno escolhe novo desembargador

carlos alberto 190 curtinha tj   Nesta 5ª (27) o Pleno do Tribunal de Justiça, sob Carlos Alberto Alves, define quem vai assumir a vaga deixada pela desembargadora aposentada Cleuci Terezinha Chagas, que deixou o Pleno em janeiro. Ao total, 24 magistrados, da primeira quinta parte dos mais antigos lotados na Entrância Especial,...

Retorno e convidados de Rondonópolis

adilton sachetti curtinha   Apesar de ter se casado com Lidiane Campos longe de Rondonópolis, onde foi prefeito e pretende concorrer de novo ao mesmo posto, Adilton Sachetti fez questão de prestigiar dezenas de rondonopolitanos entre os 250 que receberam convite especial à festa matrimonial, realizada sábado, na pousada...

MAIS LIDAS

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.