Cidades

Sábado, 19 de Setembro de 2020, 15h:37 | Atualizado: 19/09/2020, 16h:29

TRANSPANTANEIRA

Senadores e deputados de MT verificam de perto danos de incêndio no Pantanal

Reprodução G1-MT

Transpantaneira fogo Pantanal

Os deputados federais de Mato Grosso, Professora Rosa Neide (PT-MT) e o e Dr. Leonardo (Solidariedade-MT), o deputado estadual Carlos Avalone e os senadores Jayme Campos (SEM) e Carlos Fávaro (PSD) integram a comitiva de deputados e a comissão temporária de senadores que estão visitando hoje (19) as áreas atingidas por incêndio florestal, no Pantanal mato-grossense. A diligência, na região da Transpantaneira, em Poconé (100 km da Capital), foi aprovada na primeira reunião do colegiado, ocorrida esta semana, por sugestão do senador Wellington Fagundes (PL-MT), que lidera a comitiva.

De acordo com a Agência Brasil, o grupo é composto ainda pelo presidente da Frente Parlamentar Ambientalista, deputado Rodrigo Agostinho; e pelos deputados Professor Israel Batista (PV-DF), Professora Rosa Neide (PT-MT), Nilto Tatto (PT-SP), Paulo Teixeira (PT-SP) e Dr. Leonardo (Solidariedade-MT).

Thielli Bairros

Deputados e senadores visitam �rea do Pantanal atingida pelo fogo

 

Representantes do Governo de Mato Grosso também acompanham a visita. Entre eles, o secretário-chefe da Casa-Civil, Mauro Carvalho, e o secretario estadual de Desenvolvimento Econômico, Cesar Miranda.

Conforme a agência, a comissão temporária externa do Senado, foi criada para acompanhar as ações de enfrentamento aos incêndios no Pantanal. Eles também fazem hoje uma visita ao Mato Grosso, estado que abriga parte do bioma.

“Nós pretendemos, com essa visita in loco, acompanhar as ações de enfrentamento aos incêndios detectados no bioma Pantanal e seus desdobramentos, bem como conhecer os espaços de acolhimento dos animais afetados e conversar com as equipes que estão atuando na região para subsidiar as futuras ações no âmbito desta comissão”, disse o senador Wellington Fagundes. Em uma reunião por videoconferência nesta tarde, os senadores estão debatendo a situação das queimadas para definir ações de prevenção.

Diligência

De acordo com o roteiro, os senadores saíram de Cuiabá até Poconé, para uma visita a um espaço de acolhimento de animais atingidos pelo fogo. Em seguida, um encontro com representantes de proprietários de fazendas e pousadas, de organizações não-governamentais (ONGs) e cientistas. Também estava programado um sobrevoo de helicóptero na região afetada pelas queimadas. Depois o grupo seguiu para Porto Cercado para um encontro com equipes que estão atuando na região para o combate às chamas.

Pauta verde

A Câmara dos Deputados criou um grupo de trabalho para analisar a chamada “pauta verde”. O grupo vai sugerir proposições, como o Projeto de Lei 3961/20, do deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), que coloca o Brasil em estado de emergência climática até que ações para reduzir o impacto da atividade humana no clima deixem de ser urgentes.

Se aprovado, o governo brasileiro fica proibido de, durante a situação de emergência, remanejar recursos orçamentários que se destinem à proteção ambiental.

* Com informações das agências Senado e Câmara de Notícias

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Paulo | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 08h56
    1
    0

    Comissão pra fazer um tur como curiosos pra vê se sobrou alguma coisa depois das queimadas. Deveria ter vindo a 40 dias atrás. Agora precisa mais não. Aproveita então já que estão a passeio mesmo, vai dar uma olhadinha nas nascentes dos rios e córregos que deságua no paraguai principal formador do pantanal. região totalmente desmatada e cheia de erosão enchendo rios como cabaçal, sepotuba e jauru de areia, secando os pequenos corregos que forma esses rios. Isso é pra ontem daqui uns tempos vão ficar chorando as patacas que o pantanal não tem agua, daí vai ser tarde de novo.

  • Francisco Gomes | Domingo, 20 de Setembro de 2020, 14h13
    3
    0

    Só políticos canastrão fazendo bravatas depois de mais de 60 dias de incêndio devastador no Pantanal, eles aparecem querendo fazer política em cima da tragédia alheia. Todos sem vergonha e oportunistas!!!

  • Eleitor | Domingo, 20 de Setembro de 2020, 04h22
    5
    0

    EU PERGUNTO AOS NOBRES SENADORES, APÓS A DESTRUIÇÃO TOTAL QUE OS SENHORES VIRAM PESSOALMENTE, O QUE O SENHORES VÃO TOMAR DE PROVIDÊNCIAS CONTRA O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO E O PRESIDENTE DA REPUBLICA POR OMISSÃO? OU SERÁ APENAS UM GASTO DE RECURSOS PUBLICOS DESNECESSARIO ?

  • Benedita da Silva | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 17h56
    12
    1

    Quando se quer arrastar uma solução, crie uma comissão, assim a decisão fica para calendas gregas. Foram para um tour na rota das cinzas, e o texto deixa claro o famoso " se". Se aprovado irá subsidiar ações, estratégias, politicas públicas, etc etal, se fosse o Pantanal um banco já teria sido salvo. Jogando pra platéia com estas narrativas.

  • araqueto | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 15h49
    10
    1

    Isso é vergonhoso. Gastar dinheiro público olhar os estragos já mostrados pela mídia brasileira e estrangeira. É só dispêndio. A grana dessa aglomeração deveria ser destinada para o combate ao fogo, ou destinadada para a compra de remédios e alimentos para os animais. Só politicagem.

Trentini perde de novo para Pitucha

roland trentini 400 curtinha   Na queda-de-braço nos bastidores, o ex-prefeito por três mandatos de Alto Garças, Roland Trentini (foto), perdeu de novo para o rival político histórico, o também ex-prefeito Júnior Pitucha. Ambos, que já protagonizaram disputas acirradas, tensas e...

2 maiores líderes sob crise partidária

mauro mendes 400 curtinha   Os dois maiores chefes de Executivos em MT hoje enfrentam problemas partidários internamente. O governador Mauro Mendes (foto), mesmo sendo a principal estrela do DEM no Estado, não está confortável dentro do partido por causa de conflitos com os irmãos Júlio e Jayme Campos....

MM e deputados derrotados do MDB

carlos bezerra 400 curtinha   Por coincidência, deputados do MDB que tiveram seus candidatos derrotados nas urnas estão de afagos com o governador Mauro. E até convidaram-no para deixar o DEM e migrar para o MDB, numa articulação do cacicão do partido, o federal Carlos Bezerra (foto), que puxou a corda da...

Os Maia fincam força no Legislativo

silvio maia 400   O ex-prefeito por quatro vezes de Alto Araguaia, Maia Neto, perdeu nas urnas na majoritária, mas ganhou na proporcional. De um lado, a irmã Martha Maia, seu braço-direito durante todos os mandatos, foi derrotada à prefeita por Gustavo Melo, que se reelegeu. Por outro, Maia Neto viu dois dos seus...

Reeleito, Gustavo derruba o clã Maia

gustavo melo 400   O jovem prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), de 36 anos, manteve mesmo o "apertado" favoritismo, conforme mostrou na reta final a pesquisa do instituto Analisando, e derrotou o clã Maia. Venceu por 962 votos de diferença. Filiado ao PSB, Gustavo chegou a 4.805, enquanto Martha Maia (PP) registrou 3.840...

Nivelando para cima o debate em VG

emanuelzinho 400   Em discurso na Câmara Federal, Emanuelzinho (foto), 3º colocado a prefeito de Várzea Grande, disse ter ajudado a nivelar, por cima, o debate eleitoral, com grandeza e altivez e se mostra entusiasmado. Destaca que "política se faz com seriedade, transparência e com o coração sintonizado...