Cidades

Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2018, 08h:22 | Atualizado: 23/02/2018, 08h:52

Rio Cuiabá padece com lixo urbano, que causa poluição das margens e inundações

Na contramão de pescadores, ribeirinhos e voluntários que cada vez mais compreendem e fomentam a necessidade de preservar o rio Cuiabá, existem pessoas que ainda cultivam o hábito de jogar lixo dentro de córregos que lá deságuam no Cuiabá. 

 O secretário de Serviços Urbanos de Cuiabá José Roberto Stopa, em entrevista ao , lembra um fato que considerou muito grave este ano. O Carnaval, realizado na Orla do Porto, deixou um rastro de cinco toneladas de lixo somente na margem do rio. “E das 50 toneladas tiradas de cima, posso te afirmar que 80% não estavam nas lixeiras. Muito pelo contrário, a maior parte delas estava vazia”.

E uma das consequências sentidas pela própria população são os alagamentos de ruas e avenidas com apenas uma pancada de chuva forte. Por dia, são recolhidos em torno de três toneladas de lixo na região central da Capital, citando apenas o que é jogado fora das lixeiras. “O cara dá aquela desculpa de que não havia uma lixeira próxima, mas não justifica”, critica Stopa.

Gilberto Leite

Lata_lixo

Lata boiando no rio cuiabá ao lado de pedaço de madeira. Garrafas e latas se misturam à paisagem do Cuiabá e revelam que o rio pacede e precisa de ajuda

Trabalho voluntário

Quando chove, boa parte desse lixo é levada pelas tubulações de água e para nas margens do rio ou são levados para a região do Pantanal. Pensando nisso, a cada três meses é realizada um mutirão de limpeza das margens do rio Cuiabá. Esses trabalhos são viabilizados por parcerias entre vários grupos voluntários, a exemplo do Teoria Verde e Amigos do Rio, com as prefeituras de Cuiabá e de Várzea Grande.

Prefeitura de Várzea Grande

Amigos do Rio Cuiab�

Voluntários Amigos do Rio Cuiabá em uma das ações de coleta de lixo jogado às margens

No último evento, em outubro ou novembro passado, foram retiradas cerca de 30 toneladas. No decorrer de todo o ano passado, apenas na margem de Cuiabá, foram retirados aproximadamente 150 toneladas de lixo. O trecho do rio entre a Capital e Várzea Grande é o mais poluído. Ao total, o rio tem 828 km de extensão.

Há uma licitação em andamento para coleta de lixo onde está previsto a aquisição de uma embarcação que fará a coleta dentro do rio Cuiabá.

“Estamos trabalhando a perspectiva de ter um barco para isso, uma chalana modelada, mas grande da parte da limpeza é feita às margens, o que evita, obviamente que esse lixo vá para o rio. Mesmo assim, infelizmente, o Pantanal recebe uma exorbitante quantidade de lixo oriunda, principalmente, de Cuiabá e de Várzea Grande”.

Mudança

Rdnews

Secret�rio de Servi�os Urbanos de Cuiab� Jos� Roberto Stopa

Secretário de Serviços Urbanos José Roberto Stopa não acredita em mudança de postura

O secretário não crê em uma mudança, a curto prazo, pois isso depende do fator educação. “Acho que crianças e jovens começam a ter esse entendimento e melhorar um pouco, mas com toda honestidade, acredito que ainda vamos precisar de 100 anos de história para melhorar significativamente. Minha geração, infelizmente, ainda não vai presenciar uma grande melhora”, lamenta.

Quando o assunto é educação ambiental, Stopa analisa que o trabalho voluntário é de suma importância, nem tanto pelo que recolhem, mas pelo que representam para a sociedade. “Talvez, há 10 anos você poderia jogar qualquer coisa na rua que ninguém questionava. Hoje, embora algumas pessoas sejam agressivas, você presencia, volta e meia, pessoas revoltadas com as outras que jogam lixo de forma inadequada. Lentamente a mudança vai acontecendo”.

O secretário cita que certa vez questionou uma mulher sobre o motivo de ela ter jogado uma ponta de cigarro no chão e obteve a seguinte resposta: “o que você tem a ver com isso?”.

Alagamentos

Acredito que ainda vamos precisar de 100 anos de história para melhorar significativamente

O lixo não é a única causa de alagamentos. Seria demais empurrar esse fardo apenas para parcela da população que deixa a educação em casa e joga discretamente aquele papel de picolé no chão.

A falta de drenagem na cidade, principalmente na região central, contribui bastante para os rápidos alagamentos vespertinos em Cuiabá, na temporada de chuva.

“Colocam calçada ao invés de grama. Daí chove, não infiltra, não alimenta o lençol e corre por cima. Se cair mais de 40 milímetros de água em uma hora, alaga toda a Prainha entre as avenidas Mato Grosso até a Isaac Póvoas, o colégio são Gonçalo”, comenta o Diretor da Defesa Civil de Cuiabá, coronel Paulo Wolkmer.

Saindo um pouco do centro e indo para os bairros, há as regiões propícias a alagamentos, como o bairro Praeirinho, que se encontra totalmente dentro de uma área inundável. “Bato sempre em cima da educação ambiental. Isso diminui a vulnerabilidade. Não elimina ameaça, mas a não ocupação em área de risco reduz vulnerabilidade. Outra coisa é sempre buscar medidas de prevenção aos riscos dentro da sua área para diminuir o impacto de quando chover”, alerta.

Gilberto Leite

 coordenador de preven��o e prepara��o da Defesa Civil estadual Benedito de Ara�jo Gomes

Coordenador de prevenção e preparação da Defesa Civil estadual Benedito de Araújo Gomes

Para quem mora em nessas áreas, a dica é levantar os pertences do chão e, se possível, deixar o local. “No início deste mês choveu 70 milímetros em 2 horas no bairro Parque Atalaia, na Capital, e a comunidade foi afetada, mas a família viu que ia chover e não faz nada. A gente se sensibiliza, mas poderiam ter agido na prevenção, porque não existe política de governo para restituir bens perdidos”, critica.

O coronel também alerta que, durante uma chuva torrencial, se a água chega na altura do joelho, a pessoa já corre risco de ser levada.

Monitoramento

A Defesa Civil faz o monitoramento do rio e trata como cota de alerta quando a água atinge 8,50 metros. Nesse nível, há risco de alagamentos. Hoje, o rio está na faixa dos 3 metros. O coordenador de prevenção e preparação da Defesa Civil estadual Benedito de Araújo Gomes, diz que essa vigia começa desde a Usina Hidrelétrica de Manso.

“Isso é realizado anualmente. Temos uma preparação para o período de chuvas, fazemos visita à usina de Manso para saber a questão de vazão, conversamos com o pessoal. E agora temos o sistema de alerta por SMS pela secretaria Nacional de Defesa Civil. Nossa preocupação com a população ribeirinha aumenta nessa época de chuva”, comenta.

Assessoria

Grupo Teoria Verde

Grupo Teoria Verde ajuda a recolher toneladas de lixo do rio Cuiabá. Voluntariado ajuda ainda no processo de conscientização das pessoas sobre o problema

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

Misael nem espera janela e sai do PSB

misael partido 400 curtinha   Misael Galvão (foto), presidente da Câmara de Cuiabá, nem esperou chegar a janela partidária de março para oficializar a saída do PSB, onde esteve filiado por três anos. Para não colocar o mandato em risco, o parlamentar consultou a Justiça Eleitoral e obteve...

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.