Cidades

Quarta-Feira, 28 de Novembro de 2018, 19h:05 | Atualizado: 29/11/2018, 15h:19

SAÚDE PÚBLICA

Contrários à terceirização da gestão do novo PS protestam e prefeitura contesta

PS protesto

Manifestantes levam cartazes para frente do PS e vão até a Prefeitura

Representantes de segmentos da saúde pública em Cuiabá protestaram, no início da noite desta quarta (28), contra a possível gestão da Empresa Cuiabana de Saúde Pública no novo Pronto-Socorro da Capital.

O ato foi liderado por integrantes do Fórum Permanente de Saúde, entidade que se mostra contrária à privatização de unidades hospitalares públicas.

A carreata, que contou com um carro de som, começou em frente ao atual Pronto-Socorro e foi em direção ao prédio da Prefeitura da Capital.

Membros do ato carregavam faixas contra a gestão da Empresa Cuiabana de Saúde. Uma delas trazia os dizeres "Não somos bobós tcheratchera: terceirização é roubalheira". Em outra, estava escrito "O SUS é povão. Dizemos não à terceirização".

O imbróglio sobre a gestão do novo Pronto-Socorro teve início após a Prefeitura de Cuiabá anunciar, por meio da secretaria de Saúde, que planeja que a Empresa Cuiabana, responsável pelo Hospital São Benedito, administre o novo pronto-socorro. Um dos entusiastas da ideia é o secretário de Saúde de Cuiabá, Huark Douglas.

“A empresa é mais enxuta e consegue tocar as unidades com mais eficiência. Prova disso é o Hospital São Benedito, que tem a taxa de satisfação entre seus usuários em torno de 98% a 99% entre bom e ótimo. Queremos que isso se reflita em todas as unidades de saúde da cidade”, argumentou Huark, em recente entrevista.

O Fórum Permanente de Saúde argumenta que os atendimentos no Hospital São Benedito são mais caros para os cofres públicos. "Enquanto nos PS de Cuiabá e Várzea Grande, as pessoas se amontoam nos corredores em macas, sem ventiladores ou vanheiros, esses outros hospitais permanecem vazios, com baixíssimas taxas de ocupação e alto custo de procedimentos", diz a entidade, por meio de nota.

"Enquanto o Pronto-Socorro de Cuiabá recebe R$ 10 milhões por mês para realizar mais de 6 mil procedimentos, o São Benedito recebe R$ 5 milhões por mês para realizar 10 vezes menos, além de manter há quatro anos todo o primeiro andar fechado, sem receber sequer um paciente, enquanto o PS tem mais de 100 pessoas amontoadas em corredores", acrescenta o Fórum.

A entidade ainda afirma que a empresa foi escolhida sem licitação e poderá ser administrada sem transparência. "Esses tipos de Empresas Públicas de Direito Privado (criadas para confundir e encobrir o verdadeiro objetivo de retirar o dinheiro da saúde e produzir lucros para acionistas) usadas na terceirização dos serviços públicos são a bola da vez como fonte de corrupção, arrecadação para campanhas eleitorais e compra de votos. A entrega dos serviços públicos tem gerado desvios de milhões dos cofres públicos em dezenas de municípios".

O Fórum pontua também o fato de a Empresa Cuiaban ser investigada na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde Pública em Cuiabá, conduzida na Câmara da Capital. "Há sérios questionamentos jurídicos sobre a sua natureza "pública". Além da CPI, há um parecer da Procuradoria-Geral da República de 2016 que considerou inconstitucional a lei que cria a Empresa Cuiabana de Saúde”.

Audiência na Câmara

Na tarde desta quarta, houve uma audiência na Câmara Municipal de Cuiabá para discutir a gestão do novo Pronto-Socorro. “O prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário Huark foram chamados, mas não compareceram para dar explicações”, afirma Vanessa Furtado, professora da UFMT e membro do Conselho Regional de Psicologia.

Outro lado

O prefeito de Cuiabá já se manifestou estar convencido de que a gestão deve ser entregue à Empresa Cuiabana de Saúde, que administra o Hospital São Bendito, e para ele é um caso de sucesso. Ele disse não temer atrasos na entrega do prédio devido a divergências sobre o modelo de gestão da futura unidade.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • JOSÉ | Quinta-Feira, 29 de Novembro de 2018, 12h39
    1
    0

    ANO 2010 - 04 HOSPITAIS REGIONAIS(RONDONÓPOLIS, CÁCERES, SORRISO E COLÍDER) SENDO ADMINISTRADOS 100% PÚBLICO, CUSTOU AOS COFRES DO ESTADO = R$ 41.000.000,00. ANO 2011 - SÓ O HOSPITAL REGIONAL DE RONDONÓPOLIS SENDO O PRIMEIRO A SER ADMINISTRADO DE FORMA TERCEIRIZADA POR UMA OSS = R$ 37.000.000,00. ANO 2012, JÁ OS 04 HOSPITAIS REGIONAIS SENDO ADMINISTRADO DE FORMA TERCEIRIZADA PELAS OSS = R$ 149.000.000,00. NOS ANOS 2015, 2016, 2017 E 2018 O ESTADO ESTAVA GASTANDO EM MÉDIA R$ 47.000.000,00/ANO COM CADA HOSPITAL ADMINISTRADO POR OSS(ENTIDADE ""PILANTRÓPICA"" QUE NÃO VISAM LUCRO, IMAGINE SE VISASSEM). AGORA IMAGINEM QUANTO FICARÁ O CUSTO DE MANUTENÇÃO DO PSMC SE FOR ADMINISTRADO PR UMA ENTIDADE ""PILANTRÓICA"". IMAGINARAM??? AGORA IMAGINEM SE FOR POR UMA EMPRESA PRIVADA COM FINS LUCRATIVO??? É INIMAGINÁVEL. A ADMINISTRAÇÃO TEM QUE SER 100% PUBLICO. QUAL É O GARGALO. O GARGALO É QUE O PREFEITO CONSTITUI APENAS UMA COMISSÃO PRA DAR CONTA DA MANUTENÇÃO DUMA UNIDADE COMPLEXA COMO O UM PRONTO SOCORRO QUE TEM QUE COMPRAR DESDE LUVA QUE CUSTA R$ 00.07 O PAR, ATÉ MEDICAMENTOS IMPORTADOS QUE PODEM CUSTAR R$ 100.000,00 UM FRASQUINHO DE 50ML DO TAMANHO DUM COPINHO DE CAFÉ. TEM QUE CONSTITUIR VÁRIAS COMISSÕES ESPECIALIZADAS, UMA EM LUVA E MATERIAIS COMUNS, CORRIQUEIROS, BANAIS, OUTRA ESPECIALIZADA EM MEDICAMENTOS, OUTRA EM PRÓTESE, OUTRA EM........ E TEM QUE REFORÇAR OS ÓRGÃO DE CONTROLE SOBRE ESSAS COMISSÕES. AI FUNCIONAM ADEQUADAMENTE, SEM SUFOCO, NO TEMPO DESEJADO E NECESSÁRIO E COM A FISCALIZAÇÃO INTENSA, RÍGIDA, PESADA, EVITA-SE O DESVIO DE RECURSOS, CORRUPÇÃO, DESPERDÍCIO, NOTAS FRIAS, ETC, ETC. MAS TERCEIRIZAR JAMAIS. O QUE PODERIA-SE FAZER NO MÁXIMO SERIA POR EXEMPLO LOCAR OS EQUIPAMENTOS DE UTI QUE QUANDO ESTRAGAM AS VEZES O CONSERTO FICA MAIS CARO QUE A COMPRA DUM NOVO. O RESTO TEM QUE SER TUDO PUBLICO COM O MONTE DE ÓRGÃO DE CONTROLE (TCE, TCU, POLICIA FAZENDÁRIA, MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL E ESTADUAL, CORREGEDORIA, CÂMARA DOS VEREADORES, AL, POLICIA FEDERAL) DESCRUZANDO O BRAÇO E FISCALIZANDO EM TEMPO REAL ATÉ PORQUE OS RECURSOS DE MANUTENÇÃO SERÃO MUNICIPAIS, ESTADUAIS E DA UNIÃO(FEDERAL).

Matéria(s) relacionada(s):

DEM é fraco em Cuiabá há décadas

O DEM dos irmãos Júlio e Jayme Campos e agora do governador Mauro Mendes enfrenta resistência histórica na tricentenária Cuiabá. Fundado em 1985 como PFL, que absorveu dissidentes do velho PDS, o DEM hoje não possui uma cadeira entre as 25 na Câmara Municipal. Aliás, não elege vereador há três legislaturas. A última vez que o partido tentou disputa para prefeito da Capital foi em 2000 e, curiosamente, tendo...

Nininho, falta à sessão e justificativa

O deputado Ondanir Bortolini, o Nininho, contesta informação de que teria "amarelado" ao não comparecer à sessão ordinária da Assembleia, que resultou na aprovação da mensagem do governo sobre reinstituição dos incentivos fiscais, em primeira votação, pelo placar de 15 a 7. Em verdade, o parlamentar do PSD justificou oficialmente sua ausência. Explica que foi internado e, por orientação...

Efetivados irregularmente e recebendo

darci lovato curtinha   Entre os quase 100 servidores da Assembleia que já tiveram estabilidade funcional cassada pela Justiça em 1º grau por alguma irregularidade em documentos, estão ex-secretários municipais, colunista social, ex-policiais, radialista, ex-prefeito, ex-vereador e outros que já tentaram, sem...

Governo quita toda a folha de junho

O governo estadual concluiu nesta sexta (19) o pagamento de junho dos servidores ativos, inativos e aposentados que ganham acima de R$ 7,5 mil. Para essa quitação foram necessários R$ 61,8 milhões. Com isso, liquidou totalmente a folha de junho dos cerca de 100 mil funcionários públicos, que consomem R$ 472,7 milhões. No dia 10 deste mês, o governo pagou a primeira parcela dos salários de junho, depositando até R$ 5,5...

Emedebista pode ser candidato único

leonardo bortolin curtinha   Eleito na suplementar realizada em 2017, Leonardo Bortolin (foto), de Primavera do Leste, é considerado hoje o prefeito emedebista em MT mais bem avaliado. Na convenção do partido nesta quinta no município, lideranças, como o deputado federal Carlos Bezerra e os estaduais Thiago Silva,...

2 "amarelam" e faltam de propósito

nininho curtinhas   Dois deputados não pisaram os pés na sessão desta quinta propositalmente. "Amarelaram". Ao invés de tomarem posição quanto ao projeto de lei complementar do governo que reinstitui os incentivos fiscais, Nininho (foto) e o delegado Claudinei preferiram não comparecer. Assim como os...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.