Cidades

Sábado, 14 de Setembro de 2019, 10h:29 | Atualizado: 14/09/2019, 11h:10

Cuiabá "pausa" operação Lei Seca após TCE suspender os serviços de guinchos

As três ações da Lei Seca, que seriam realizadas em Cuiabá neste mês, não acontecerão por falta de guinchos. Isso porque o contrato que garantia o serviço foi suspenso por determinação do Tribunal de Contas. Como a Grande Cuiabá não pode ficar sem fiscalização, os órgãos competentes decidiram transferir as operações para Várzea Grande.

Todo esse imbróglio teve início em agosto, quando a empresa Rodando Legal Serviços e Transporte Rodoviário, terceirizada pela Semob para a prestação do serviço, foi impedida pelo TCE de atuar. A decisão atendeu a uma representação protocolada pelo vereador Marcelo Bussiki (PSB), que aponta irregularidades no contrato. O prefeito Emanuel Pinheiro tenta reverter e critica prejuízos.

Rodinei Crescêncio

Delegado Christian Cabral

Delegado Christian Cabral confirma paralisação e cita prejuízos da medida tomada pelo TCE

Com essa decisão da Corte de Contas, a Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran) fica também sem a possibilidade de fazer a remoção de carros em acidentes. Nestes casos, as vítimas são socorridas pelo Samu, mas os carros envolvidos, caso não haja seguro, estão ficando abandonados na via.

Ao , o delegado Christian Cabral confirmou a suspensão da ação e destaca o papel importante do serviço de guincho, uma vez que serve para a remoção de veículos que ficaram parados nas vias, por questões técnicas ou acidentes.

“Mas também é importante na questão de fiscalização, haja vista que, em alguns casos, é medida administrativa que se impõe a veículos que estejam circulando sem os requisitos mínimos de segurança, problemas ou pendências documentais. O guincho é usado também quando motoristas não têm condições de conduzir os veículos”, explica.

Ele revela ainda que neste final de semana havia uma operação programada, mas ela já foi cancelada. "E as demais estão suspensas ou foram remanejadas para outros locais em Várzea Grande”.

Para o titular da Deletran, o impacto da suspensão dos serviços é grande, uma vez que o número de acidentes na Capital continua alto, sem perspectiva de redução. “Essa decisão da suspensão saiu praticamente na mesma semana em  que o levantamento do Seguro Dpvat aponta que Cuiabá figura entre as cinco cidades do Brasil em lesividade envolvendo motociclistas. O caso me chama atenção porque, apesar da violência estar crescente, as políticas públicas andam na contra-mão",reclama.

O diretor de Trânsito da Semob, Michell Diniz de Paula, confirmou a suspensão e afirmou que a Prefeitura de Cuiabá está recorrendo da decisão. “Não entendemos essa suspensão, uma vez que a empresa respondeu aos questionamentos e nem uma auditoria foi realizada antes”, conta.

Para ele, a população está sendo prejudicada. “Não podemos liberar o carro, pois o motorista pode estar embriagado e o carro fica abandonado na rua atrapalhando a mobilidade urbana”.

A decisão do TCE atende a pedido do vereador que denunciou indícios de superfaturamento nos preços praticados pela empresa. Em menos de um ano essa é a segunda vez em que a Capital fica sem a Operação Lei Seca. 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Vereador terá de devolver R$ 106 mil

justino malheiros 400 curtinha   Justino Malheiros (foto), que está licenciado da Câmara de Cuiabá para tratamento de saúde, terá de restituir R$ 106,6 mil aos cofres públicos juntamente com a empresa Votech Tecnologia em Votação Eireli. E o valor deve ser corrigido monetariamente pelo IPCA...

Única suplente com salário no Senado

clerie fabiana curtinha 400   Dos seis suplentes de senadores por Mato Grosso, uma recebe salário pelo Senado. Trata-se de Clérie Fabiana Mendes (foto), segunda-suplente de Selma Arruda. Mas o seu subsídio não é pelo cargo assegurado com a eleição da chapa, mas sim por ter sido nomeada em posto...

Prefeita e R$ 10 mi em obras em Sinop

rosana sinop 400 curtinha   A prefeita de primeiro mandato de Sinop Rosana Martinelli (foto) está fechando o terceiro e penúltimo ano de mandato com uma grande demanda de obras estruturantes. Após licitar, assinou contrato de R$ 10,2 milhões com a construtora e incorporadora Berna, que vai executar o projeto integrado de...

Justiça impede "espetáculo eleitoreiro"

helena 400 curtinha desembargadora   O Judiciário fez justiça ao mandar suspender a eleitoreira CPI contra o prefeito Emanuel. Numa fase já de pré-campanha, em que todos os 25 vereadores cuiabanos e mais uma centena de outros de fora se movimentam pensando na disputa eleitoral e ávidos para criar palanque, nada...

Parlamentar anda cabreiro até na AL

sebastiao rezende 400 curtinha   Sebastião Rezende (foto), que exerce o 5º mandato, anda cabreiro e assustado, até mesmo na hora de circular pelos corredores da Assembleia. E não pode avistar um jornalista que sai correndo. Na terça, após a sessão ordinária, o deputado acelerou os passos quando...

10 anos "adormecida" sobre Energisa

gisela 400 curtinha   Depois de mais de 10 anos atuando no Procon, a advogada e primeira-suplente de deputada federal Gisela Simona (Pros) agora que se acordou para a gravidade sobre a prestação de serviços da Energisa, campeã de reclamações junto ao próprio Procon. Passou todos esses anos sem mover...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.