Cidades

Domingo, 03 de Outubro de 2010, 07h:43 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:27

Unemat

Derrotado, Elias afirma que é Henry quem manda na Unemat

Elias Januário   O ex-vice-reitor da Unemat, Elias Januário, acusa o polêmico deputado federal e candidato à reeleição Pedro Henry (PP) de fazer “lobby” dentro da instituição e "comandar" a universidade. “ Quem manda na Unemat aqui em Cáceres é o Henry. Quem financiou a campanha do Adriano foi a cúpula do PP”. As afirmações foram proferidas pelo professor durante o evento de posse do novo reitor da Unemat Adriano Silva.

   Elias, que também foi candidato à vaga de reitor, mas não conseguiu se eleger, afirma que a Unemat não é uma instituição independente, e que sempre esteve vinculada a partidos políticos. “É uma falácia dizer que a Unemat é independente, pois sempre houve acordo político aqui”, garante.

   Ele ressalta que apesar de ter feito parte da equipe do ex-reitor Taisir Karim, a gestão deixou a desejar, já que poderia ter feito mais pela instituição. “Houve situações adversas nesta gestão que impediram a conclusão de vários projetos. Um exemplo foi o fiasco do concurso público do governo do Estado realizado em 2009”, pondera.

   Com a derrota nas urnas, Elias Januário, que é professor concursado da Unemat, volta a trabalhar no departamento de História, onde ministra aulas para os cursos de graduação e mestrado e continua atuando na educação superior indígena. “Apesar de ter pensamentos e ideias diferentes para a universidade, a expectativa é que essa gestão cumpra as promessas de campanha, principalmente a reformulação dos cursos de pós-graduação e mestrado ”.
 

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Jardes Félixc | Quarta-Feira, 20 de Outubro de 2010, 07h05
    0
    0

    Esse cara de derrotado vai continuar com essa cara palida e derrotada, pode até passar o resto da vida na aldeia que não sera um pele vermelha, nunca! Primeiro pra ser pele vermelhe tem que ser aroeira e passar pelos testes dos índios guerreiros e fiés aos companheiros. Pular fora da canoa, é outro rapa canoa igual aos outros da UNEMAT que estão acostumado com derrota e passam a vida sem construir nada, não administram nem o que tem, nem o que ganharam de herança, adoram criticar para tentar sobreviver, tem medo de serem esquecidos... ham bão! É porisso que enquanto os cães ladram a caravana sempre estara passando, isso é histórico so não aprende quem não quer, não precisa ser inteligente, basta ter sabedoria e um pouquinho de visão política pra não morrer na praia e ficar com essa cara de derrotado.

  • N. Lopes | Terça-Feira, 05 de Outubro de 2010, 10h59
    0
    0

    Cada reitor da Unemat é ligado a um partido ou a um figurão politico. Na gestao da prof. Ilma era o PT quem dava as cartas. Na gestão Arno Rieder, quem dava as cartas era Dante e o PSDB. Na gestao de Taisir, foi o PP (Riva e Pedro Henry.

  • Carlos Eduardo | Domingo, 03 de Outubro de 2010, 09h27
    0
    0

    DERROTADO MESMO. Esse professor Elias até a cara dele é de derrotado. Mas gostaria que o Editor de jornal procurasse saber das fraudes dos recursos do projetos indiginas aqui em Barra do Bugres, sei que existe uma investigação pela interigencia da policia quanto a essa fraudes, pois, que opera para ele é o servidor RIverino.

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

DEM é "suprapartidário" em Cuiabá

wilson santos, 400 curtinha   Para uns, o DEM de Cuiabá se tornou "suprapartidário". Para outros, um partido de aluguel. Além de não ter cabeça de chapa para prefeito, o partido do governador Mauro e dos irmãos Júlio e Jayme Campos enfrenta uma situação inusitada de concorrentes...

Diretório do Podemos-VG dissolvido

mara podemos curtinha 400   A direção estadual do Podemos, sob o deputado José Medeiros, destituiu o diretório municipal de Várzea Grande e anulou o encaminhamento para apoio a Kalil Baracat a prefeito. Agora sob comando provisório da professora Wilcimara Carnelós, a Mara (foto), que está na...

Silvio provoca debandada no PTB-VG

silvio fidelis 400 curtinha   Silvio Fidélis (foto), afilhado político de Chico Galindo e que se tornou fiel escudeiro da prefeita várzea-grande Lucimar Campos, de cuja gestão é secretário de Educação, provocou debandada geral no PTB local. Inconformado com a decisão de Emanuelzinho de...

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.