Cidades

Sábado, 16 de Outubro de 2010, 12h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:28

RIBEIRÃO CASCALHEIRA

Eleição suplementar é adiada e deve ocorrer em 7 de novembro

   A eleição suplementar de Ribeirão Cascalheiras, inicialmente agendada para próximo dia 31 foi adiada e vai ser realizada em 7 de novembro. A decisão de alterar a data do pleito foi tomada pelo TRE considerando a posição do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que recentemente se manifestou contrário a realização da nova disputa no mesmo semestre em que estão sendo realizadas as eleições gerais.

  Em Mato Grosso, como o governador Silval Barbosa foi reeleito no primeiro turno, em 31 de outubro os eleitores vão ajudar a escolher apenas o novo presidente do Brasil. Disputam a vaga José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT).

   Apesar do TSE não ter publicado nenhuma resolução proibindo outros pleitos neste período, o presidente do TRE, desembargador Rui Ramos, entendeu que era melhor seguir a orientação da corte superior, que recentemente indeferiu a realização de uma eleição suplementar no Piauí, mas ao mesmo tempo sugeriu que fosse definida uma nova data a partir do mês de novembro para a disputa.

      No caso de Ribeirão Cascalheira, 3 coligações devem concorrer aos cargos de prefeito e vice-prefeito: "Compromisso, Ação e Desenvolvimento, 4 anos em 2" (PR e DEM), com Adário Carneiro Filho, a prefeito, tendo como vice Jair Barros Lima; "Todos Juntos por Ribeirão Cascalheira" (PP e PMDB), que tem Antônio de Morais Pinto Júnior na disputa pela prefeitura, com Deusiano Ferreira dos Santos de vice; "Trabalho, Progresso e Cidadania" (PSDC, PDT, PT e PPS), que será encabeçada por Patrícia Fernandes de Oliveira Vilela, tendo como vice João Marcos Alves, que hoje é presidente da Câmara de Vereadores. A nova data para o pleito em Ribeirão Cascalheira deve ser apreciada pelo pleno na próxima semana.

  Além dos eleitores de Ribeirão Cascalheiras, a população de Novo Mundo, Campos de Júlio, Poconé e Matupá também vão às urnas escolher os novos prefeitos gestores. Em todos os casos os prefeitos eleitos acabaram cassados após serem acusados de cometer crimes eleitorais em 2008, durante as eleições municipais.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Razão | Domingo, 17 de Outubro de 2010, 10h39
    0
    0

    Heheheehe. Como é engraçado o desespero dos adversários, a ponto de usarem a emoção deichando de lado a razão. Caro denunciante analfabeto, procure se informar direito sobre o que é um candidato ficha limpa ou ficha suja antes de usar de seus desespeiros de derrotado.

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

DEM é "suprapartidário" em Cuiabá

wilson santos, 400 curtinha   Para uns, o DEM de Cuiabá se tornou "suprapartidário". Para outros, um partido de aluguel. Além de não ter cabeça de chapa para prefeito, o partido do governador Mauro e dos irmãos Júlio e Jayme Campos enfrenta uma situação inusitada de concorrentes...

Diretório do Podemos-VG dissolvido

mara podemos curtinha 400   A direção estadual do Podemos, sob o deputado José Medeiros, destituiu o diretório municipal de Várzea Grande e anulou o encaminhamento para apoio a Kalil Baracat a prefeito. Agora sob comando provisório da professora Wilcimara Carnelós, a Mara (foto), que está na...

Silvio provoca debandada no PTB-VG

silvio fidelis 400 curtinha   Silvio Fidélis (foto), afilhado político de Chico Galindo e que se tornou fiel escudeiro da prefeita várzea-grande Lucimar Campos, de cuja gestão é secretário de Educação, provocou debandada geral no PTB local. Inconformado com a decisão de Emanuelzinho de...

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.