Cidades

Quinta-Feira, 07 de Fevereiro de 2019, 19h:19 | Atualizado: 08/02/2019, 09h:06

Equipe de busca encontra corpo de mato-grossense desaparecido em Brumadinho

Reprodução

Jo�o Paulo e Rosilene Ozorio

Rosilene Ozório Mattar era casada com João Paulo Pizzoni, que morou em MT por 22 anos

O corpo de João Paulo Pizzani, 37 anos, foi encontrado por equipes de busca na manhã desta quinta (7), nas redondezas da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). Ele era um dos desaparecidos após os rompimentos de barragens na cidade mineira.

Assim como Pizzani, outras 156 pessoas morreram na tragédia. Há ainda 182 desaparecidos, conforme números divulgados nesta quinta (7).

Ele era funcionário da Vale, mineradora responsável pelo Córrego do Feijão. A morte do trabalhador foi confirmada ao portal G1 pela irmã do homem, Janaína Pizzani, que está em Brumadinho desde o último fim de semana.

De acordo com o G1, Janaína informou que o sepultamento do irmão será realizado ainda nesta quinta. Ela não divulgou o horário.

Pizzani era casado com Rosilene Ozório Mattar, 48 anos, que era funcionária administrativa da Vale. O corpo dela foi identificado dias antes. Conforme o jornal Estado de Minas, o casal morreu, provavelmente, no mesmo tempo. Rosilene foi enterrada na manhã de terça (5). Mineira, ela conheceu o marido na Vale. Eles não tiveram filhos.

Os dois moravam e trabalhavam em Brumadinho. Na mineradora, atuavam em setores diferentes.

Pizzani nasceu em Belo Horizonte, mas mudou-se com a família para Arenápolis (a 259 quilômetros de Cuiabá), ainda bebê. No município mato-grossense, viveu por cerca de 22 anos e depois retornou para Belo Horizonte.

Conforme a irmã dele, ainda em entrevista ao G1, Pizzani foi aprovado em um processo seletivo da Vale em 2005 e, desde então, começou a trabalhar na mineradora.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Xuxu recusa diárias e cala Wilson

xuxu curtinha   Na tribuna da AL, o tucano Wilson Santos tentou ironizar o colega Xuxu Dal Molin (foto), que retornou de missão oficial à Ásia nesta semana, mas acabou se dando mal. Considerando que Xuxu é membro de uma das famílias mais abastadas de Sorriso, Wilson sugeriu que ele poderia ter custeado a viagem e...

TCE já suspende licitação na Câmara

misael galvao curtinha   O TCE determinou que a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), suspenda de imediato um pregão para contratar empresa para fornecimento de material de informática e de equipamentos de áudio e vídeo. Técnicos de Controle Externo de Contratações...

Janaina, MDB e o Palácio Alencastro

janaina riva curtinha   A presidente interina da Assembleia Janaina Riva não assume publicamente mas, nos bastidores, alimenta a esperança de ser prefeita de Cuiabá. Para que isso ocorra, em 2020, teria que deixar o seu MDB o prefeito Emanuel que, aliás, já está com um pé no PTB. Na cúpula...

Respaldo jurídico para barrar grevistas

mauro mendes curtinha   O Governo Mauro Mendes, de forma estratégica, está se respaldando de forma técnica e juridicamente, para enfrentar setores do funcionalismo que caminham para a deflagração de greve geral. Primeiro, recebeu do MPE uma notificação para não conceder reajuste salarial,...

Bolsonaro veta algoz de Selma no TRE

ulisses curtinhas   Fatores políticos-partidários podem ter pesado na escolha do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao definir o novo membro do TRE. Ele optou por Sebastião Monteiro e não por Ulisses Rabaneda, que tentava ser reconduzido. Os presidentes costumam escolher o mais votado ou manter quem já está no...

Prefeitura de Barra garante legalidade

joaojakson   Procurador-geral de Barra do Garças João Jackson Vieira Gomes (foto) esclarece, em resposta à curtinha Contrato de R$ 4 mi pra limpeza, que a dispensa de licitação por 6 meses obedeceu todos os tramites legais, sendo que a empresa contratada ofertou o menor orçamento. A...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.