Cidades

Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2021, 15h:26 | Atualizado: 06/01/2021, 20h:00

APÓS ANÚNCIO DA SEDUC

Escolas particulares ainda esperam aval da prefeitura para definir retorno às aulas

sala de aula

Após o Governo anunciar a retomada "híbrida" de 380 mil estudantes às salas de aulas da rede estadual, as escolas privadas ainda esperam autorização das prefeituras, principalmente de Cuiabá e de Várzea Grande, para retomar o ensino de forma presencial ou híbrida.

“O problema é que está uma confusão tão grande. O Governo fala uma coisa, as prefeituras fazem outra e a gente está no meio do tiro cruzado”, afirma ao o presidente do Sindicato dos Estabelecimento de Ensino (Sinepe) de Mato Grosso, Gelson Menegatti Filho.

Gelson pontua que municípios, como Sinop, Nova Xavantina e Água Boa, já liberaram o retorno, conforme seus próprios protocolos de segurança. Enquanto isso, na Região Metropolitana e demais cidades, as escolas particulares ainda não contam com essa autorização.

Em Cuiabá, por exemplo, está liberada apenas a educação infantil até quatro anos, aulas de idioma, aulas práticas de ensino técnico e superior. O último decreto da prefeitura, de 10 de dezembro do ano passado, prorrogou a suspensão das atividades presenciais nas unidades educacionais até 31 de dezembro de 2020. Passada a data e sem novas disposições, esta regra ainda vale.

Escolas preparadas

Apesar do impasse, o presidente afirma que as escolas estão prontas para as volta às aulas e preparadas para seguir a risca “toda a parafernália” para garantir a segurança biológica dos alunos, como distanciamento social e álcool-gel, adotando o protocolo adotado por cada prefeitura em decreto.

“De qualquer forma, nosso ano letivo [de 2021] vai iniciar”, pontua. As escolas devem começar as aulas em fevereiro, mesmo que seja à distância, de forma presencial ou híbrida com revezamento de grupos de alunos, segundo Gelson. A data de início varia de escola para escola.

O presidente diz ainda que para a Capital, onde concentra a maioria de estudantes e escolas, aguarda uma agenda para se reunir com o prefeito Emanuel Pinheiro com o objetivo de discutir a autorização das aberturas das escolas.

Críticas

O anúncio da retomada das aulas foi feita em meio ao crescimento de casos de coronavírus em Mato Grosso. Segundo o secretário Alan Porto, a decisão foi tomada considerando curva de evolução do novo coronavírus e pode ser reavaliada a qualquer momento. As aulas foram suspensas em março, após o primeiro registro da doença em Mato Grosso.

Mas o presidente da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto da Assembleia, deputado estadual Valdir Barranco (PT), entende que não é momento de retomar as aulas enquanto a população não for vacinada. "Só assim teremos segurança sanitária para o retorno às aulas em todo o estado”, disse.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Júlia | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2021, 20h52
    5
    2

    Comentário injusto ao dizer que os professores não estão trabalhando. Pelo contrário, o trabalho dobrou diante das novas demandas. Aulas on-line, atividades e provas . As escolas particulares tem feito um excelente trabalho diante da situação atual. Quem não conhece o contexto do que está acontecendo, faz julgamentos errados e maldosos contra uma classe sempre desvalorizada pela sociedade . Vale a pena refletir antes de falar !

  • UIARA Mattos | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2021, 18h14
    3
    6

    Vamo trabalhar cambada. Professor está recebendo sem trabalhar com desculpa do coronavirus. Quem não voltar será exonerado. Matogrossense é preguiçoso.

  • José Carlos. | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2021, 17h35
    5
    1

    Dona Dita CPA 2, deve desconhecer as regras sanitárias. Quem determinou a suspensão as aulas foram as autoridades não foi os profissionais da educação. Provavelmente não suporta os próprios filhos ou netos em casa e acha que a escola tem que dar educação. que não teve em casa.

  • Dona Dita CPA 2 | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2021, 16h55
    4
    7

    Acabou a teta de professor que recebem sem trabalhar. Vão ter que aguentar crianças irritantes na sala de aula novamente. Chega de preguiça.

Com Covid-19 e frequentando a AL

paulo araujo 400   O deputado Paulo Araújo (foto), do PP, está com reinfecção pelo Covid-19 e, mesmo assim, continua frequentando o prédio da Assembleia normalmente, como se não tivesse contaminado. Na primeira vez que foi infectado pelo vírus, também fez igual. Colegas parlamentares e...

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...