Cidades

Sábado, 12 de Outubro de 2019, 07h:26 | Atualizado: 12/10/2019, 07h:29

PADROEIRA DO BRASIL

Fiéis cuiabanos relatam milagres e fazem peregrinações para pagar as promessas

Reprodução

Nossa Senhora Aparecida

Imagem de Nossa Senhora Aparecida foi encontrada por pescadores no Vale do Paraíba

O ano era 2017 e chovia quando Letícia Helena dos Santos, na época com 25 anos, saiu do seu trabalho, um escritório de advocacia perto do Pronto-Socorro de Cuiabá. Naquele dia chuvoso de outubro, após um longo período de estiagem, ela lembra que estava apressada. “Queria ir rápido para chegar à igreja”.

Seu irmão de 22 anos (a época) passou de carro para lhe buscar. Os dois seguiam pela avenida Dante de Oliveira, a dos Trabalhadores, quando foram vítimas de um acidente de trânsito que poderia ter sido fatal. “Não sei o que aconteceu, mas tenho certeza que foi a mão da Nossa Senhora Aparecida”, assevera.

Neste sábado (12) é dia das crianças, mas também é comemorado o dia da santa padroeira do Brasil. Fazem 302 anos que pescadores de Guaratinguetá, no vale do Paraíba, acharam a imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida (seu nome completo). Primeiro, a pesca trouxe a estátua de um corpo sem cabeça e, ao lançar a rede em seguida, pegaram a parte que faltava.

Arquivo Pessoal

Let�cia Helena dos Santos e outros fi�is no Santu�rio Nacional de Nossa Senhora Aparecida

Letícia Helena dos Santos e outros fiéis no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida

A partir daí, a fama da imagem foi se espalhando pelo Brasil e milagres foram atribuídos à Aparecida. Velas, que se acendem e apagam sozinha, correntes de um escravo chamado Zacarias que se soltaram por si mesmas, ou até uma onça que passou indiferente por um homem. Há, inclusive, um caso mencionando um cavaleiro cuiabano – saiba mais abaixo.

Os casos chamaram atenção e altares foram construídos em sua homenagem, um após outro, que culminaram na Catedral Basílica Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, onde está guardado a imagem original.

É tido como o segundo maior templo católico do mundo – o primeiro é a Basílica de São Pedro, no Vaticano, morada do papa Francisco, a mais alta autoridade da Igreja Católica. Segundo o Santuário, cerca de 12 milhões de fiéis passam pelo local por ano.

Arquivo Pessoal

Let�cia Helena dos Santos

Letícia Helena diz ter sido protegida pela santa

Para Letícia, a memória do acidente e da intercessão de Aparecida ainda é nítida na sua cabeça. Após passar em um supermercado na avenida dos Trabalhadores, um caminhão a sua esquerda deu seta para virar em uma rotatória, que levaria em direção ao bairro Carumbé. “Mas, ele virou para a direita, indo na nossa direção, fechando a gente”, disse.

O irmão então entrou em desespero e perdeu o controle do carro. Chegou a tirar as mãos do volante, por as mãos na cabeça e gritou: “Vai bater! Vai bater!”. O veículo derrapou na avenida e colidiu com um muro, porém só a parte traseira do veículo ficou totalmente destruída. Na frente, onde estavam, tinham saído intactos.

Letícia conta que, ao contrário do irmão, conseguiu manter os ânimos, se preparar para o baque e se sentir protegida naqueles poucos segundos antes da batida. "Nesse momento, ao invés de eu ficar muito apavorada, fiquei calma. Dentro do meu coração, alguma coisa me dizia que não ia acontecer nada".

Hoje com 27 anos e trabalhando como recepcionista, Letícia afirma categoricamente que ela e o irmão só estão vivos por intermédio de Nossa Senhora Aparecida. “Tenho certeza. Se não fosse ela, não teria como sair daquele acidente da forma como saí, ilesa", disse. E enfatiza que não teve nenhuma lesão.

Já o carro, a história é outra. “Teve que trocar tudo!”, exclama. Ficou 90 dias na concessionária, precisou trocar portas, pneu e restaurar a parte traseira do veículo. O custo foi toda da empresa proprietária do caminhão que causou o acidente. Segundo Letícia, o motorista não fugiu e não tinha os percebido. E, após ver o ocorrido, ficou desesperado, já que era recém-contratado.

Reprodução

cavaleirosemfe

Ilustração do milagre do Cavaleiro Sem Fé

Letícia revela que a devoção à santa foi passada de mãe para filha. Mas, depois acidente, lhe instigou uma vontade ainda maior de atuar na Comunidade Cristo Redentor, na região do CPA, onde também trabalha como catequista.  E quer ensinar a sua fé para os seus filhos - quando os tiver.

“Durante toda a minha vida, ela (Aparecida) vem me acompanhando, orientando, tirando as coisas ruins e dando forças para continuar. É impressionante! Não quero me desapegar (dela ou da devoção) nunca”, disse.

Caso do Cavaleiro sem Fé

Entre os vários milagres, um atribuído a um cuiabano foi preponderante para a canonização de Nossa Senhora Aparecida. Não se sabe o ano em que ocorreu, mas o caso recebeu o nome de “cavaleiro sem fé”.

Ele passava por Aparecida, em uma viagem a Minas Gerais. Ao ver a fé dos romeiros, o cavaleiro começou a zombá-los. Dizia que a fé a imagem de Aparecia era uma bobagem. Ousado, entrou com o cavalo na igreja para provar o seu ponto de vista.

Mas, não conseguiu. A pata do cavalo ficou presa à escadaria da igreja onde estava a santa. Não havia quem desgrudasse o animal. Alguns outros relatos contam que ele chegou cair da cela. Arrependido, pediu perdão e se tornou um devoto.

Promessas

Reprodução

caminhoFe

Ramais de peregrinação até o santuário de Aparecida. Para cumprir promessas, após obter graças, fiéis chegam a andar até 1000 km. A preparação é árdua

Muitos devotos de Nossa Senhora Aparecida costumam fazer promessas para obter alguma graça – ter filhos, ficar curada de alguma doença, passar em concurso. Após obterem a intercessão, os fiéis vão até a Basílica de Aparecida, em São Paulo, onde está a imagem original da Santa, para agradecer pessoalmente e rezar a ela.

Arquivo

Rodinei e a esposa Cl�udia se preparam para pagar uma promessa

Rodinei e a esposa Cláudia se preparam para pagar uma promessa - vão percorrer 300 km

Outros, porém, fazem romarias, em que os devotos caminham a pé ou vão de bicicleta até o santuário, em trajetos que podem chegar a mais de 1000 km de distância.

Segundo o Santuário Nacional de Aparecida, existem quatro caminhos para a peregrinação – veja cada uma no mapa ao lado. Os romeiros passam por trilhas de mata natural, cruzam serras e contemplam a natureza. O trajeto também é sinalizado e, a cada 2km, placas informam da distância até a Basílica e apontam a direção para que o romeiro não se perca.

O casal Rodinei e Claúdia Crescêncio vai fazer um destes trajetos em maio do ano que vem. Vão cumprir uma promessa feita a Aparecida após obter uma graça em 2018. Os dois vão sair de Águas da Prata, em Minas Gerais.

Planejam andar por 12 dias em caminhadas diárias de 20 km a 30km. Para se ter uma ideia da andança, é como se Rodinei e Cláudia estivessem saindo, todos os dias, de Cuiabá para Santo Antônio do Leverger a pé. No total, eles irão caminhar pouco mais de 300 km.

Arquivo Pessoal

Altar na casa de Let�cia

Altar na casa de Letícia, devota da padroeira

Aqui, na Capital, o casal se prepara fisicamente para as caminhadas, dispensando veículos e andando a pé pela cidade. Se tem um evento no bairro Coxipó, por exemplo, no final do evento eles voltam caminhando pela cidade até chegar em casa, no bairro CPA 4, seja de dia ou noite, com chuva ou não. Durante o caminho, Rodinei conta que pousadas oferecem refeições e lanches, com frutas e águas, para os romeiros.

“Cada um tem que levar sua mochila com sua roupa, o menos possível, por que você tem que carregá-la o dia inteiro nas costas pelo período que estiver caminhando. Acorda de madrugadinha, toma o café, pega frutas que as pousadas disponibilizam para fazer o lanchinho até chegar à outra pousada, que pode ser depois do almoço ou no final da tarde”, descreve Rodinei.

Letícia também já visitou a Basílica de Aparecida. Foi em 2013, logo após a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), quando o papa Francisco veio ao Brasil. Na volta de ônibus para Cuiabá, eles passaram em excursão pela basílica. Em 2020, a recepcionista pretende retornar com sua mãe, que também vai pagar uma promessa à santa.

“O irmão (de sua mãe), que tem necessidades especiais, estava doente justamente quando estava na JMM, no Rio de Janeiro. Ela fez a promessa e ele melhorou. E agora vamos cumprir”, disse.

Santu�rio de Aparecida

Santuário de Aparecida recebe milhões de devotos que vão ao local para orar, agradecer, pagar promessas e também para pedir graças à Nossa Senhora

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Will sai do PSDB e adere ao Podemos

itamar Will 400   O líder comunitário do bairro Pedro 90 Itamar Will, conhecido por fazer a defesa apaixonada do ex-governador Pedro Taques nos grupos de Whatsapp, apresentou carta de desfiliação do PSDB após 22 anos de militância  e está aderindo ao Podemos. Agora, passa a ser...

Advogado de MT toma posse no CARF

thiago dayan curtinha advogado 400   O advogado Thiago Dayan (foto) tomou posse no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF), em Brasília, na última terça (15). Ele se tornou o único representante de Mato Grosso no Conselho Federal, responsável por julgar decisões de instância administrativa,...

Dutrinha será reinaugurado só em abril

francisco vuolo curtinha 400   Convocado a comparecer nesta quarta à reunião da Comissão de Trabalho, Administração, Serviços e Obras da Câmara Municipal, para explicar sobre a situação do estádio Dutrinha, especialmente em relação ao andamento das obras, o...

Botelho, vaidade e implante capilar

Eduardo Botelho _ 400   Vaidoso, o presidente da AL Eduardo Botelho vai se submeter a um procedimento estético. Se afasta por uma semana para realizar um implante capilar. Bem humorado, anunciou que ficará fora alguns dias para atender pedidos femininos. Depois, disse que vai usar boné e pediu para não ser fotografado...

CPI da Energisa e resultado incerto

elizeu_curtinha_400   O deputado de primeiro mandato Elizeu Nascimento (foto) vai presidir os trabalhos da CPI da Energisa, que realiza a sua primeira reunião nesta 4ª. Thiago Silva, Paulo Araújo e Carlos Avalone vão atuar ativamente nas investigações, sendo membros titulares, mas o resultado ainda é...

Prefeito Pátio tira verba da Santa Casa

jose medeiros 400 curtinha   O ex-senador e deputado federal José Medeiros (foto) reclama da postura oportunista do prefeito Zé do Pátio, de Rondonópolis. Explica que, por meio de emenda de bancada, foram destinados R$ 12,9 milhões para a Santa Casa atender pacientes do SUS da região Sul, compreendendo 20...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.