Cidades

Quarta-Feira, 02 de Abril de 2014, 09h:10 | Atualizado: 02/04/2014, 16h:56

executivo

Governo firma acordo com Parecis para cobrança de pedágio na MT-235

O governador Silval Barbosa (PMDB) e o procurador-geral do Estado Jenz Prochnow Júnior firmaram um compromisso com representantes das lideranças Pareci na segunda (31). O tema do tratado foi o reconhecimento da permanência da cobrança feita pelos indígenas de passagem dos veículos em parte da rodovia MT-235. A conversa aconteceu com a etnia das cidades de Tangará da Serra, Sapezal, Conquista D’Oeste e Campo Novo do Parecis.

O pedido dos indígenas é a concessão do trecho Rio Papagaio-Rio Verde e da Rodovia João Arrezomae (João Garimpeiro). Essa extensão está situada entre Campo Novo do Parecis e Sapezal. “Isso é uma questão de compromisso, de cumprimento de acordos anteriores com o devido amparo legal. São terras indígenas utilizadas por todos e que – a exemplo de boa parte das rodovias brasileiras – existem os custos de manutenção que devem ser cobertos com essa cobrança do direito de passagem”, afirmou o deputado Wagner Ramos (PR), responsável pelo encontro.

O republicano ainda lembra que o acordo sobre a cobrança foi firmado em assembleias entre o Povo Pareci, Funai e o Governo estadual, e definido ainda antes da pavimentação feita na gestão de Blairo Maggi. Há preocupação por parte da liderança do grupo Pareci de uma possível quebra do acordo, mas o governador se comprometeu a debruçar sobre o assunto para encontrar viabilidade jurídica e evitar prejuízo para as comunidades indígenas. Ele garantiu que o procurador Jenz Prochnow Júnior vai montar uma equipe para trabalhar em parceria com a Procuradoria Geral da União e a Fundação Nacional do Índio. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • elizeu | Sexta-Feira, 04 de Abril de 2014, 21h46
    0
    1

    A questão é extorçãoR$ 20,00 para um carro passar lá em uma estrada esburacada, enquanto que na rodovia presidente dutra acesso ao Rio de Janeiro por exemplo em uma rodovia sem um buraco com apoio e seguro para os veiculos que la transitam custa R$ 8,00.

  • antonio carlos | Sexta-Feira, 04 de Abril de 2014, 10h39
    0
    1

    Isso não acaba nunca, esse assistencialismno a vagabundos nesse país. Diga que eles nãom poderão cobrar pedágio para ver o que acontece, vão morrer de fome e não terão dinheiro para comprar cachaça. É uma demagogia ceder a pressão desses vagabundos. Querem cada vez mais aumentar reservas indígenas, mas temos que dar todo o suporte para eles nas cidades, e se não tiver eles protestam e os governantes cedem. Larga eles no mato, não querem extensão de terra? Que vivam dela então.

  • celso ferreira- Tangara Da Serra MT | Quarta-Feira, 02 de Abril de 2014, 15h31
    3
    1

    Este deputado Vagner esta de brincadeira somente agora 6 meses antes das eleiçoes aparece ele querendo resolver uma situaçao revoltante que é este pedagio. para de DEMAGOGIA Deputado

  • nelson fleury | Quarta-Feira, 02 de Abril de 2014, 12h44
    3
    1

    minha nossa estou sonhando nao posso crer neste acordo, agora se entrar no quintal de minha casa vai ter pagar na calçada tambem

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 02 de Abril de 2014, 11h06
    3
    2

    Que prejuízo teria os índios? pelo contrario, são beneficiários de estrada pavimentada! eles não pagam impostos, milhões do contribuinte vai para o saco sem fundo da Funai.....Eles, os índios humilham motoristas, cobram o preço que querem! mandam e desmandam...como se fossem os donos do mundo! Tá na hora do Governo tomar uma providência, ou então os brancos que pagam impostos vão montar uma barreira fora do limite das terras indígenas e eles vão pagar também. No Brasil rasgaram a constituição....onde todos são iguais perante a lei? só se for na lua ou Marte. onde eu tenho direito de ir e vir? já pagamentos um IPVA mais caro do Brasil, e ainda temos que nos dar aos caprichos de um bando de vagabundos.

Stopa vira trunfo do prefeito Emanuel

jos� roberto stopa 400   Filiado histórico do PV, José Roberto Stopa (foto) se tornou espécie de trunfo do prefeito Emanuel Pinheiro. Se o emedebista resolver buscar a reeleição, o que seria o caminho natural, Stopa pode entrar na chapa como candidato a vice ou simplesmente ficar de fora do...

Sem chance para ser desembargador

pio da silva curtinha 400   Pio da Silva (foto) é um advogado que não desiste nunca. Age no meio jurídico como aquele candidato insistente que faz questão de concorrer a cargo eletivo em toda eleição, mesmo sabendo da chance mínima de êxito nas urnas. Pio já se tornou um "eterno"...

Delação de Riva tira apoios à Janaina

max russi 400 curtinha   A delação de José Riva, que deve complicar a vida de vários ex-deputados e alguns dos atuais, dificultou a entrada da filha, deputada Janaina Riva, como primeira-secretária da futura Mesa, que será eleita na próxima semana, com Botelho na presidência pela terceira vez....

Wallace, calendário eleitoral e disputa

wallace 400 curtinha   Cassado em maio de 2015 por gastos ilícitos na campanha, após dois anos e quatro meses de mandato, o ex-prefeito de Várzea Grande, Wallace Guimarães (foto), do PV, está torcendo pelo adiamento da data das eleições. Com ganho de mais tempo, ele acredita que consiga obter ...

Rossato desiste; Lafin livre à reeleição

ari lafin curtinha 400 sorriso   Depois de ensaiar e travar discussões com seu grupo político, o empresário e ex-prefeito de Sorriso, a cidade conhecida como capital nacional do agronegócio, Dilceu Rossato decidiu não disputar a sucessão municipal neste ano. Com isso, o caminho fica mais livre para o...

Fazendo politicagem sobre Covid-19

rubia fernanda 400 curtinha   A tenente-coronel Rúbia Fernanda, pré-candidata ao Senado pelo Patriota, não só ignora medidas protetivas em relação à Covid-19, como isolamento social, mantendo agenda de visitas e reuniões, como passou a fazer politicagem com coisa séria. Numa...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.