Cidades

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 10h:04 | Atualizado: 27/02/2020, 10h:19

BELA E FERA

Investigadora que atua na GCCO é a 1ª de MT a passar na escola de guerra no Rio

Patrícia Martins Maggio Maximino do Ó.jpg

Mato Grosso terá sua 1ª investigadora da Polícia Civil (PJC) no curso superior de Inteligência Estratégica oferecido pela Escola Superior de Guerra (ESG), o Instituto de Altos Estudos de Política, Defesa e Estratégia do Ministério da Defesa do Brasil. Trata-se da policial Patrícia Martins Maggio Maximino do Ó.

Patrícia está na PJC-MT há 18 anos. É especialista em Inteligência de Segurança Pública pela Universidade Federal de Mato Grosso e há 12 anos exerce atividades de inteligência.

“Ingressei em 2001 atuando na região fronteiriça de Cáceres. Em 2006, passei a trabalhar no Núcleo de Inteligência do antigo Centro Integrado de Segurança Pública, no Coxipó, em Cuiabá. Atuei na Diretoria de Inteligência por um longo período e atualmente exerço funções na Unidade de Inteligência da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). Sinto-me muito honrada em representar toda a classe de investigadores e a Polícia Judiciária Civil como aluna da Escola Superior de Guerra”, afirma.

A ESG foi criada em 1949 para desenvolver e consolidar os conhecimentos para o exercício das funções de direção e assessoramento superior para o planejamento da Defesa Nacional. A instituição funciona como centro de estudos e pesquisas que tem como objetivo planejar, coordenar e desenvolver os cursos que forem instituídos pelo Ministro da Defesa. A Escola não desempenha função de formulação ou execução da política do país. Seus trabalhos são de natureza exclusivamente acadêmica, sendo um foro democrático e aberto ao livre debate.

“A primeira oportunidade de ingresso ao Curso Superior de Inteligência Estratégica veio em 2013 quando ainda atuava na Diretoria de Inteligência da PJC-MT, mas, infelizmente, não fui aprovada no processo de seleção. Contudo, não desisti e continuei estudando e trabalhando muito até que este ano fui aprovada. Foi um longo período de estudo e dedicação à atividade de inteligência na Polícia Civil para chegar até aqui”, contou a policial.

“Entendo que esta é uma oportunidade singular na minha carreira, já que será a primeira vez que uma investigadora da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso integrará o Curso Superior de Inteligência Estratégica da ESG. Estamos falando de um curso que para nós militantes da atividade de inteligência é de extrema importância, haja vista que foi esta instituição que preparou diversos líderes civis e militares deste país. Sinto-me honrada com a oportunidade e certa de que continuarei a fazer o melhor em termos de segurança pública em prol da sociedade mato-grossense e da instituição”, concluiu.

Patrícia embarca na próxima semana para o Rio de Janeiro onde dará início aos estudos na Escola Superior de Guerra.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Pedro | Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 13h53
    1
    1

    sera que tem coragem de confronto, acho patrícia.

  • marcia | Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 11h11
    7
    2

    Não foi ela a primeira, já teve outra investigadora em outros tempos. E não foi só ela selecionada, teve outra investigadora pelo nome de INDIRA que trabalha na Inteligência da PJC /DI as duas irão seguir para o curso.

Senadora, ataques e defesa de Galvan

selma arruda 400 curtinha   Selma Arruda, senadora cassada por crimes eleitorais, um deles caixa 2, escreveu artigo entitulado "MP x Aprosoja. Afinal, quem tem razão", especialmente para defender o aliado político Antonio Galvan, presidente da Aprosoja. Ao concordar com plantio de soja dentro de período proibido pela...

Deputado, carona e ainda se gabando

paulo araujo 400 curtinha   Considerado de baixo clero na Assembleia, o deputado Paulo Araújo (foto) agiu de carona e num oportunismo condenável acerca do decreto do governador Mauro Mendes da última quinta, quando resolveu relaxar as medidas restritivas em meio à pandemia do coronavírus e liberou o funcionamento...

Políticos querem suspender eleição

Cresce o movimento entre políticos para adiar as eleições municipais de outubro. O argumento utilizado é o impacto que o coronavírus terá na economia, saúde e vida das pessoas. Isso porque, neste ano, uma vacina não deve ficar disponível ao mercado e os prejuízos causados pela Covid-19 ainda estão só começando. Entre os políticos de MT que defendem adiar o pleito para 2022, quando a...

Ex-vereador, demagogia e contradição

everton pop 400   O ex-vereador por Cuiabá e apresentador de um programa popular de TV que leva o seu nome, Everton Pop (foto), gravou um vídeo em que critica o fato da Mesa Diretora da Câmara da Capital pagar os servidores todo dia 20, antecipando o salário em 10 dias do fechamento do mês. Pop só não...

Jayme é contra decreto do governador

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto), que já foi governador e prefeito, engrossa a lista dos que defendem isolamento social mais rigoroso neste momento. A postura vai na contramão do correligionário Mauro Mendes. O governador editou decreto que prevê a abertura de shoppings e comércio, desde...

EP e 2 medidas junto à Águas Cuiabá

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) impôs duas medidas à concessionária Águas de Cuiabá. A empresa está proibida de cortar a água de inadimplentes e não terá direito a um aumento de 6%, aprovado pela Arsec. As medidas, segundo o prefeito, são...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.