Cidades

Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 08h:37 | Atualizado: 10/02/2019, 10h:40

Militante rebate preconceito e afirma que Direitos Humanos é a defesa da sociedade

Arquivo

defensor p�blico Roberto Tadeu

Defensor público Roberto Tadeu Curvo afirma que militantes são alvo de visão distorcida

Uma pesquisa do Instituto Ipsos, divulgada em maio do ano passado, indicou que 63% dos brasileiros  se dizem favoráveis aos direitos humanos embora acreditem que são mais aplicados para beneficiar criminosos.  Enquanto isso, 21% da população se declara contrária à mera existência deles.

É neste contexto que o defensor público Roberto Tadeu Vaz Curvo, presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos, busca esclarecer  que os militantes de direitos humanos não se dedicam a defender bandidos. Segundo ele, essa é uma visão distorcida que o senso comum faz parcelas consideráveis da sociedade acreditar.

“O senso comum diz que direitos humanos são direitos de bandidos, mas isso não é verdade. Defendemos valores como solidariedade, igualdade, liberdade e justiça para todos”, afirmou Roberto Tadeu ao .  

 De acordo com Roberto Tadeu, os direitos humanos também são fundamentais para a defesa dos direitos de parcelas vulneráveis da população. Como exemplos, o defensor público cita idosos, crianças, portadores de necessidades especiais, LGBTs e outros setores que carecem de atenção do poder público.    

“São os militantes de direitos humanos  que trazem para o poder público demandas das populações em situação em vulnerabilidade. Gestores e sociedade deveriam ver com bons olhos. Estes militantes abnegados estão sinalizando os problemas que precisam ser resolvidos”, completou.

 Sobre a acusação de defender bandidos, Roberto Tadeu esclarece que mesmo as pessoas que praticam delitos e são retiradas temporariamente do convívio social têm seus direitos assegurados no Código Penal e Código de Processo Penal.  Em sua opinião, o respeito às garantias dos reeducandos contribui para que não voltem a delinquir apesar de todas as falhas no sistema prisional.

 “Mesmo perdendo a liberdade, outros direitos devem ser respeitados, como direito à saúde, educação, ao trabalho para recuperação. A pena tem duas funções: punição e evitar a reincidência”, lembrou o defensor público.

Outro fato que contribui para os ataques aos militantes de direitos humanos são os posicionamentos de figuras como o próprio presidente da República Jair Bolsonaro (PSL).  Além de consolidar a carreira política com retórica contra as minorias, já apareceu em fotografia postada  pelo filho Carlos  Bolsonaro, que é vereador  pelo PSL do Rio de Jairo, segurando uma camiseta com os dizeres:  Direitos Humanos: Esterco da Vagabundagem.

Reprodução

Esterco Bolsonaro DH

Presidente Jair Bolsonaro é um dos que fazem ataques públicos aos Direitos Humanos

“Infelizmente, existem pessoas de alta projeção social e até mesmo intelectual dizendo que direitos humanos defendem bandidos e que os militantes são desocupados. Direitos humanos são necessários para os pobres, para os excluídos e para toda sociedade”, concluiu.  

  Plano Estadual

Em dezembro de 2015, Roberto Tadeu entregou ao então secretário da extinya pasta de Justiça e Direitos Humanos, o também defensor público Márcio Dôrileo, o Plano Estadual de Direitos Humanos e da Terra de Mato Grosso. Resultado de conferências estaduais, o documento apresenta  políticas para erradicação da miséria e da fome,  a preocupação com o direito à moradia e à saúde e tem o  objetivo de garantir o respeito à dignidade humana.

Entretanto, o Governo Pedro Taques (PSDB) encerrou sem que o Executivo assinasse o Plano e se comprometesse com a execução das políticas públicas propostas. Por isso, Roberto Tadeu pretende retomar o debate com a equipe do governador Mauro Mendes (DEM) ainda neste ano. Com a reforma administrativa, a Justiça foi para a pasta de Segurança Pública e os Direitos Humanos para o Trabalho e Assistência Social. 

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Jkp | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 13h13
    0
    0

    enquanto outros países se discutem sobre como melhorar o bem estar social (direitos humanos), no Brasil ainda se discute sobre o que é direitos humanos e para que serve ou para quem? É um absurdo a nossa falta de conhecimento histórico e, as vezes, sensibilidade. É preciso sair do senso comum e acordar para a realidade, que é bem mais complexa! É lógico que ninguém quer que os criminosos saiam impunes, nunca, mas se há constituído seus direitos no código penal e no processo penal, então que, assim, seja cumprido. Isso é minimamente um direito humano.

  • dog dog | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 08h22
    0
    0

    dog dog, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • GILMAR DE PAULA | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 20h19
    6
    2

    No Brasil já faz a hora em que deveria estar em pleno vigor a CARTA DOS DEVERES HUMANOS. As vítimas da bandidagem generalizada nada mais são que "descartáveis". É um choro-rô-rô danado por bandido morto! Essas "minorias" citadas não podem ter direito algum a mais que qualquer outro cidadão.

  • Manoel Silva | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 19h05
    6
    5

    Todos merecem estes direitos, sem discriminação, direitos humanos são necessários para aqueles excluído da sociedade e nos militantes fazemos em protagonismo para garantir esses direitos a quem precisa.

  • Orlandir Cavalcante | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 18h16
    4
    3

    Os detratores dos Direitos Humanos que aqui comentam citam como referência para a discussão, Bolsonaro e Datena.... kkkkkkk

  • Ilze | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 15h35
    4
    6

    É isso aí Dr. Roberto T. Vaz Curvo; muito feliz esse seu trabalho no sentido de propagar o que realmente significa os Direitos Humanos, nesse momento de cegueira social que projeta que a violÊncia se combate com violÊncia. Infelizmente há uma enorme inversão do entendimento por grande parte da sociedade quanto ao conceito e emprego desse importante tratado elaborado pela Organização das Nações Unidas no pós guerra, visando o entrelaçamento dos povos levando em consideração que a Paz se constrói apenas com observância dos direitos básicos que são inerentes a cada vida humana existente neste planeta.

  • Antonio | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 13h59
    4
    5

    Esse Portocarreiro eh um apedeuta!!! Entao defender o ser humano eh ser esquerda? Uma coisa nao tem a ver com a outra..lamentavel..va estudar, meu caro!!

  • MARCELO AUGUSTO PORTOCARRERO | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 12h56
    10
    7

    Lamentavelmente os direitos humanos passaram a ser instrumentos de ataque e não de defesa a muito tempo. Prova disso é a descarada, mas fracassada tentativa de denegrir a pessoa do Presidente Bolsonaro todas as vezes que um militanteda esquerda tem a média como palco de suas manifestações. Uma pena porque o assunto é muito importante e por isso mesmo não deve riaser tratado como plataforma para manifestação política.

  • Alexandre | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 10h06
    7
    2

    Parabéns pela objetividade e clarividência de sua posição! Direitos humanos são para tod@s o seres humanos. Se alguém exerce este direito de forma equivocada é um problema de quem assim o fez e não um problema de existir os direitos existirem. Se levarmos o debate para este lado teremos muitas contradições a serem expostas pela mau uso de institutos que também são por vezes levados ao uso inadequado.

  • Paulo | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 09h57
    8
    3

    esse senhor. Roberto Tadeu deve estar vivendo em outro país. aqui no Brasil meu caro os valores estão invertendo a muito tempo.

Matéria(s) relacionada(s):

Maluf reforça gestão eficaz do TCE-MT

guilherme maluf curtinha   O novo conselheiro Guilherme Maluf participou nesta quinta da abertura do programa de capacitação do TCE, Gestão Eficaz, representando o presidente Domingo Neto. Fez um extenso elogio ao programa que considerou ser o maior sucesso do Tribunal, por orientar os gestores a obter maior eficiência,...

MTI, extinção, pressão e cargos DAS

Servidores da MTI (antigo Cepromat) demonstram, na prática, serem os mais organizados no movimento contra a extinção de empresas no Estado. Monitoram de perto os passos do Governo Mauro. Uns resistem, à proposta de acabar com a empresa, como se estivessem numa guerra. Outros concordam com o fim da empresa. O fato é que 172 ja aderiram ao PDV, o que projeta uma redução de 42% na folha salarial. A empresa, em nota, assegura que ainda não...

Selma, artifícios de ontem e de hoje

selma arruda curtinha   Tida como “Sérgio Moro de saias” e juíza linha dura, a senadora Selma Arruda (PSL) sempre foi incisiva contra políticos julgados por ela na 7ª Vara Criminal. Agora, no banco dos réus no TRE-MT, usa o mesmo trunfo tão criticado. À época com o poder da caneta,...

Condenados por "brincar" com giroflex

valdecio_domaquino_curtinha   Agentes públicos parecem não ter noção da responsabilidade e compromisso que têm com a sociedade. Em Dom Aquino, o prefeito Valdécio da Costa (PSDB) e o vereador Fabrício Ribeiro (SD) foram condenados por retirar o giroflex de uma ambulância para colocar em um carro...

Ex-prefeito ganha salário de R$ 6,4 mil

nininho curtinhas   O agricultor e ex-prefeito de Tapurah, Milton Geller, irmão do ex-ministro e federal Neri, virou assessor parlamentar do estadual Nininho (foto). Ganha, em cargo comissionado na AL, R$ 6,4 mil. Cargo como esse nem sempre exige do nomeado o cumprimento do horário de expediente. No fundo, Nininho, que tem base...

Mauro decreta primeiras promoções

Prestes a fechar três meses de mandato, o governador Mauro Mendes assina as primeiras promoções na carreira militar. O oficial bombeiro, tenente-coronel Hector Péricles de Castro, recebeu promoção para a mais alta patente por "requerimento". Isso quer dizer que ele será transferido para a reserva remunerada, com vencimento acima de R$ 30 mil, a partir de 12 de abril. Também já ganhou promoção à patente de coronel...

Sinfra e o emergencial do transporte

luiz henrique curtinha   O conselheiro interino do TCE Luiz Henrique Lima (foto) deu 4 dias para o secretário de Logística e Infraestrutura do Estado, Marcelo Padeiro, se explicar sobre questionamentos levantados a respeito do chamamento público para fazer contrato emergencial para exploração do serviço...

5 vereadores por trás de manifestação

felipe wellaton curtinha   Cinco vereadores de oposição estão instigando um pequeno grupo que se apresenta como motoristas dos aplicativos de transporte de passageiros Uber e 99 Pop a fazer manifestação contra a prefeitura por causa da taxação do serviço na Capital, como o ato desta...

TJ posterga escolha de desembargador

Desembargador Carlos Alberto Curtinha   O TJ está postergando o preenchimento da vaga deixada pela desembargadora Cleuci Terezinha Chagas, em janeiro. Inicialmente havia a previsão de que ocorresse neste mês, mas ficou para os próximos meses. O presidente Carlos Alberto (foto) aguarda abertura de orçamento para...

MAIS LIDAS