Cidades

Sexta-Feira, 29 de Outubro de 2010, 18h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:28

SINOP

MP quer suspender contrução da hidrelétrica no rio Teles Pires

   O Ministério Público ingressou na última quarta (27) com uma ação civil pública contra o Governo do Estado requerendo a suspensão do procedimento licitatório para a construção da Usina Hidrelétrica Teles Pires, em Sinop (distante 500 km de Cuiabá). O pedido de liminar é de autoria da promotora de Justiça Audrey Ility, que argumenta que o trabalho de licenciamento da obra vem sendo realizado pela secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), quando seria de responsabilidade do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), já que se trata de um rio de posse da União e que banha mais de um Estado do país.

   A promotora argumenta ainda que a usina faz parte de um complexo de hidrelétricas e, por isso, sua instalação não poderia ser analisada individualmente. O Complexo Hidrelétrico da Bacia do Rio Teles Pires compreende os empreendimentos de São Manoel, Colíder, Magessi, Foz do Apiacás e Teles Pires. Este último, o mais polêmico de todos, já que seria necessário alagar uma área de pelo menos 33 mil hectares para sua implantação, 23 deles apenas na região de Sinop.

População questiona construção de hidrelétrica no Teles Pires

   Na ação, a promotoria solicita também que o estudo de impacto ambiental da obra seja analisado pelo Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça (Caop) com a finalidade de encontar possíveis irregularidades no relatório. Para discutir o assunto, o MP realizará no dia 18 de novembro mais uma audiência pública na cidade. A data foi escolhida porque antecede a análise de concessão da licença prévia para o início das obras. Com a reunião, a promotora pretende conseguir a anulação do licenciamento, não apenas da usina Teles Pires, mas de todo o complexo.

   Em agosto o MP, por meio da Procuradoria Especializada na Defesa Ambiental e da Ordem Urbanística, realizou a primeira audiência pública para tratar do impacto ambiental da obra. Cerca de 500 pessoas estiveram presentes. A audiência foi marcada depois que o próprio MP notificou a Sema para que cancelasse uma outra reunião, agendada para o final de junho, sob o argumento de que não foi feita a devida publicidade do ato para informar a população sobre sua realização.

MPF e MPE realizam audiência para discutir sobre hidrelétrica

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • ferreira silva | Quinta-Feira, 12 de Janeiro de 2012, 21h51
    0
    0

    parabens ao MP que continui pegando pesado. que legal?vamos ficar vendo no que vai dar, acho que devemos fazer o mesmo largar so lixo e b*****. para nossas futuras geracao !!!!!!

  • fabio | Terça-Feira, 08 de Fevereiro de 2011, 21h51
    0
    0

    Palhaçada isso gente , este rio é maravilhoso tem as corredeiras do sete quedas q é a maior maravilha do mundo e eles vão acabar com ela palhaçada e das grandes mesmo , depois o homem chora quando acontece catastrofes naturais e não sabe, PPAALLHHAAÇÇAADDAAA só isso a comentar

  • Paulo | Sábado, 30 de Outubro de 2010, 09h23
    0
    0

    ehh começou mais uma campanha de lavagem cerebral contra usinas hidrelétricas em nosso estado rsrsrsrs

  • elsgan | Sábado, 30 de Outubro de 2010, 08h50
    0
    0

    engraçado como a SEMA concede a autorizaçao para desmatar 22.000h de reserva a esta empresa e nao autoriza um pequeno agricultor a desmatar mais de 20% de sua area para o plantio familiar. estranho né?

  • joao | Sexta-Feira, 29 de Outubro de 2010, 22h34
    0
    0

    Parabéns Ministério Público e população, resistam o que podem para não deixar construir hidrelétrica no Rio Teles Pires. Ele acabou com as nossas matas e agora que acabar com os nossos rios.

  • luiza marques da silva | Sexta-Feira, 29 de Outubro de 2010, 21h16
    0
    0

    o MP poderia também aproveitar e levar como se dá a aprovação dos projetos de licenciamento ambiental de usinas hidrelétricas na sema. há uma relação perversa, de troca de favores, envolvendo empreendedores, empresas de consultorias e técnicos do setor. isso justifica porque projetos totalmente irregulares, mal concebidos e executados, conta com a vista grossa de alguns técnicos da sema.

Prefeitos revoltados com Neurilan

neurilan fraga 400 curtinha   Vários prefeitos, especialmente os recém-eleitos, se mostram revoltados com novas manobras promovidas no estatuto da AMM pelo seu "eterno" presidente Neurilan Fraga (foto), que tenta, de todas as formas, se auto-beneficiar na eleição que deveria ocorrer em janeiro, mas que foi antecipada...

Candidato a reitor e 2 apoios fortes

dimorvan rui 400   O candidato de oposição a reitor do IFMT, Deiver Teixeira, recebeu dois apoios importantes. As manifestações de adesão à candidatura vieram dos professores Ruy Oliveira e Dimorvan Brescancim. Ruy foi candidato a reitor nos últimos dois pleitos e é um pesquisador...

Abílio e Medeiros rejeitam Fernanda

coronel fernanda 400 curtinha   Abílio Júnior e o deputado José Medeiros, presidente do Pode-MT e que foi derrotado para senador, querem distância da coronel Rubia Fernanda (foto) da campanha neste segundo turno em Cuiabá. Nos bastidores, comentam que não precisam da militar filiada ao Patriota e que ficou...

Com maioria na Câmara de Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   A prefeita eleita de Cáceres Eliene Liberato (foto), que conquistou 15.881 votos (38,16% dos válidos), terá apoio da maioria dos 15 vereadores. Destes, oito garantiram cadeira pela coligação da própria Eliene, o que representa 53%. As duas maiores bancadas são do PSB de...

Gamba quer Tuti presidindo a Câmara

tuti 400 alta floresta curtinha   O prefeito eleito de Alta Floresta, Chico Gamba (PSDB), tem se articulado para eleger presidente da Câmara o vereador reeleito do seu partido, Oslen Dias dos Santos, o Tuti (foto), que obteve a segunda maior votação, com 814 votos. Na tentativa de convencer os novos integrantes da próxima...

Várzea Grande paga a folha já na 6ª

lucimar campos 400   A prefeita várzea-grandense Lucimar Campos, prestes a concluir o segundo mandato, anunciou que na sexta, a três dias de fechar o mês, conclui o pagamento da folha de novembro. E, nesta quarta (25), já libera a diferença da correção do piso federal para os professores. No total...