Cidades

Sexta-Feira, 29 de Outubro de 2010, 18h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:28

SINOP

MP quer suspender contrução da hidrelétrica no rio Teles Pires

   O Ministério Público ingressou na última quarta (27) com uma ação civil pública contra o Governo do Estado requerendo a suspensão do procedimento licitatório para a construção da Usina Hidrelétrica Teles Pires, em Sinop (distante 500 km de Cuiabá). O pedido de liminar é de autoria da promotora de Justiça Audrey Ility, que argumenta que o trabalho de licenciamento da obra vem sendo realizado pela secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), quando seria de responsabilidade do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), já que se trata de um rio de posse da União e que banha mais de um Estado do país.

   A promotora argumenta ainda que a usina faz parte de um complexo de hidrelétricas e, por isso, sua instalação não poderia ser analisada individualmente. O Complexo Hidrelétrico da Bacia do Rio Teles Pires compreende os empreendimentos de São Manoel, Colíder, Magessi, Foz do Apiacás e Teles Pires. Este último, o mais polêmico de todos, já que seria necessário alagar uma área de pelo menos 33 mil hectares para sua implantação, 23 deles apenas na região de Sinop.

População questiona construção de hidrelétrica no Teles Pires

   Na ação, a promotoria solicita também que o estudo de impacto ambiental da obra seja analisado pelo Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça (Caop) com a finalidade de encontar possíveis irregularidades no relatório. Para discutir o assunto, o MP realizará no dia 18 de novembro mais uma audiência pública na cidade. A data foi escolhida porque antecede a análise de concessão da licença prévia para o início das obras. Com a reunião, a promotora pretende conseguir a anulação do licenciamento, não apenas da usina Teles Pires, mas de todo o complexo.

   Em agosto o MP, por meio da Procuradoria Especializada na Defesa Ambiental e da Ordem Urbanística, realizou a primeira audiência pública para tratar do impacto ambiental da obra. Cerca de 500 pessoas estiveram presentes. A audiência foi marcada depois que o próprio MP notificou a Sema para que cancelasse uma outra reunião, agendada para o final de junho, sob o argumento de que não foi feita a devida publicidade do ato para informar a população sobre sua realização.

MPF e MPE realizam audiência para discutir sobre hidrelétrica

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • ferreira silva | Quinta-Feira, 12 de Janeiro de 2012, 21h51
    0
    0

    parabens ao MP que continui pegando pesado. que legal?vamos ficar vendo no que vai dar, acho que devemos fazer o mesmo largar so lixo e b*****. para nossas futuras geracao !!!!!!

  • fabio | Terça-Feira, 08 de Fevereiro de 2011, 21h51
    0
    0

    Palhaçada isso gente , este rio é maravilhoso tem as corredeiras do sete quedas q é a maior maravilha do mundo e eles vão acabar com ela palhaçada e das grandes mesmo , depois o homem chora quando acontece catastrofes naturais e não sabe, PPAALLHHAAÇÇAADDAAA só isso a comentar

  • Paulo | Sábado, 30 de Outubro de 2010, 09h23
    0
    0

    ehh começou mais uma campanha de lavagem cerebral contra usinas hidrelétricas em nosso estado rsrsrsrs

  • elsgan | Sábado, 30 de Outubro de 2010, 08h50
    0
    0

    engraçado como a SEMA concede a autorizaçao para desmatar 22.000h de reserva a esta empresa e nao autoriza um pequeno agricultor a desmatar mais de 20% de sua area para o plantio familiar. estranho né?

  • joao | Sexta-Feira, 29 de Outubro de 2010, 22h34
    0
    0

    Parabéns Ministério Público e população, resistam o que podem para não deixar construir hidrelétrica no Rio Teles Pires. Ele acabou com as nossas matas e agora que acabar com os nossos rios.

  • luiza marques da silva | Sexta-Feira, 29 de Outubro de 2010, 21h16
    0
    0

    o MP poderia também aproveitar e levar como se dá a aprovação dos projetos de licenciamento ambiental de usinas hidrelétricas na sema. há uma relação perversa, de troca de favores, envolvendo empreendedores, empresas de consultorias e técnicos do setor. isso justifica porque projetos totalmente irregulares, mal concebidos e executados, conta com a vista grossa de alguns técnicos da sema.

Mais 20 respiradores para Cáceres

leonardo 400   O Ministério da Saúde enviou mais 20 respiradores para Cáceres, em atendimento ao pedido do médico  e deputado federal Leonardo (foto). Os equipamentos foram entregues na segunda (12) para a secretaria municipal de Saúde e serão instalados no Pronto Atendimento Municipal para tratar...

Isenção de IPVA a algumas categorias

max russi 400   A Assembleia Legislativa deve aprovar esta semana uma proposta do governo para, em tempos de pandemia, isentar algumas categorias do pagamento de Imposto de Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do exercício de 2021. O projeto chega nesta quarta à Mesa Diretora, sob Max Russi (foto), e vai ser votado no...

CAA-MT fará vacinação contra H1N1

ittalo leite 400 caixa de assistencia   A Caixa de Assistência dos Advogados de Mato Grosso (CAA/MT), presidida por Ittalo Leite (foto), já deu início à Campanha de Vacinação Contra a gripe H1N1. Serão disponibilizadas seis mil doses da vacina para imunização contra a Influenza A e B,...

Governo compra 103 motos para PM

O governo estadual vai entregar nos próximos dias 103 motocicletas à Polícia Militar. Isso deveria ter ocorrido nesta segunda, mas foi adiado e ainda sem data definida. As motos serão utilizadas pelas equipes de policiais da Companhia Raio de Moto-Patrulhamento, Força Tática e pelo policiamento ordinário na Região Metropolitana de Cuiabá e em vários outros municípios. No primeiro lote, o governador Mauro...

Ex-prefeito, contratos e multa do TCE

jeovan faria 400   O ex-prefeito de Campinápolis, Jeovan Faria (foto), vai ter de pagar uma multa equivalente a 10 UPFs/MT, o que corresponde hoje a R$ 1,8 mil, como punição por contratação de pessoal por tempo determinado sem atender à necessidade temporária de excepcional interesse público....

Decon investiga "fura-fila" da vacina

O delegado Rogério Ferreira, da Especializada do Consumidor (Decon), instaurou o que se chama de Auto de Investigação Preliminar para apurar possíveis irregularidades no cumprimento da ordem de vacinação contra a Covid-19 dentro dos critérios estabelecidos pela Prefeitura de Cuiabá. Na prática, busca investigar possíveis situações de “fura-fila” e outras circunstâncias ilegais. Rogério...