Cidades

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 19h:00 | Atualizado: 27/02/2020, 20h:32

Segurança

MT tem 10 homicídios durante Carnaval; nenhum deles ocorreu em local de folia

Feriadão também foi tranquilo nas rodovias federais. Foram 33 acidentes, sem vítimas fatais, diz PRF

Christiano Antonucci Secom-MT

Opera��o de seguran�a da PM no carnaval

Operação Carnaval teve reforço de 1.200 mil policiais , cerca de 200 viaturas e helicóptero. Casos de roubos e furtos também tiveram redução, afirmou Sesp

Em Mato Grosso, 25 cidades contaram com 35 pontos de festa de carnaval entre 21 e 25 de fevereiro, aumento de 40% com relação a 2019. No entanto, os índices criminais diminuíram em até 17% em comparação ao carnaval do ano passado, sendo que nenhum homicídio foi notificado nos locais onde o policiamento foi reforçado durante os eventos. 

De acordo com a secretaria estadual de Segurança Pública (Sesp), que divulgou o balanço da Operação Carnaval 2020, na tarde de hoje (27), houve registro de 10 assassinatos em Mato Grosso durante o Carnaval, mas longe dos locaisde festividade. Já em 2019, 12 homicídios foram contabilizados entre os dias 1º e 5 de março.

Ainda conforme a Sesp, aproximadamente 260 mil pessoas compareceram nos pontos de festa. Em Cuiabá, a segurança foi reforçada no Parque de Exposição da Acrimat, no Sesi Papa e na praça da Mandioca.

O secretário adjunto de Integração Operacional, coronel Juliano Chiroli, explicou que a queda nos índices de crimes com relação ao carnaval de 2019 é resultado de um planejamento estratégico que envolveu todas as instituições de segurança. 

A operação contou com as forças integradas da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros , Politec, Detran, Ciopaer, Sistema Penitenciário e Socioeducativo. Para Chiroli, o principal objetivo dos trabalhos integrados foi de manter a segurança dos foliões mato-grossenses. 

As ocorrências de roubo tiveram redução de 14%, somando 130, contra 152 em 2019. Foram registrados 491 assaltos, em média quatro por hora. No caso dos furtos, 361 ocorrências, contra 373 no ano passado, redução de 3%. Já as ocorrências envolvendo tráfico ilícito de drogas tiveram redução de 15%, totalizando 57 casos este ano, contra 67 em 2019.

O uso ilícito de drogas também apresentou redução de 13%, com 40 casos este ano e 46 no ano passado. Por fim, 28 apreensões de armas de fogo foram realizadas este ano, número 32% menor do que em 2019, quando 41 casos foram registrados.

De acordo com o coordenador de plantões da Polícia Civil, Walter de Mello, a operação contou com reforço de 1.200 mil policiais e cerca de 200 viaturas. No total, 5.045 servidores públicos reforçaram a operação, sendo 1.113 mil viaturas. 

Com relação a ocorrências de motoristas que dirigiram sob efeito de bebidas álcoolicas durante o período, Shirolli ressaltou que habilitações foram apreendidas, assim como os veículos. Alguns dos motoristas ainda precisaram ser detidos. 

Operação nas rodovias 

Durante a Operação Carnaval 2020 da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que intensificou as fiscalizações em rodovias de todo o Brasil, mortes também não foram registradas em Mato Grosso. Entre 21 a 26 de fevereiro, foram 33 acidentes e 30 pessoas feridas. 

Já em 2019 a PRF registrou 34 acidentes de trânsito com 36 pessoas feridas e quatro mortes. Os dados apontam que desde 2016 o número de mortes durante o período de carnaval no estado estava em constante queda, chegando a zero neste ano. 

Foram realizados 3.946 testes de etilômetro (bafômetro) durante as ações que resultaram em 136 pessoas multadas por dirigir alcoolizadas, por recusa e sob influência de substância psicoativa destas 32 pessoas foram detidas por alcoolemia.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Secretário, furtos e a incompetência

rodrigo metello 400 curtinha   O secretário de Transporte e Trânsito de Rondonópolis, Rodrigo Metello (foto), filiado ao MDB e pré-candidato a vereador, corre risco de ser acionado na Justiça por centenas de pessoas que tiveram motocicletas apreendidas e que depois acabaram furtadas do Pátio Rondon. O local...

Vereador na base e críticas a Leonardo

leonardo 400 curtinha   Chico 2000, vereador pela Capital, assegura que não procede a informação de que o seu Partido Liberal irá romper com o prefeito Emanuel, não o apoiando à reeleição. Segundo ele, foi Leonardo Oliveira (foto), que participou na quarta de uma reunião do...

Embates sobre a cadeira da discórdia

selma arruda curtinha 400   A cadeira da senadora Selma Arruda (foto), que está cassada há um ano mas, mesmo assim, continua no cargo, vem dividindo opinião de vários líderes políticos, uns torcendo logo para a Mesa do Senado decretar a vacância para Carlos Fávaro assumir a vaga, outros...

PL avisa Chico que não apoiará EP

chico 2000 curtinha   O vereador Chico 2000 (foto), único do PL na Câmara de Cuiabá e governista de carteirinha, se mostrou  desconfortável politicamente quando foi informado nesta quinta que a legenda liberal não vai apoiar a reeleição do prefeito Emanuel, do MDB. O partido é comandado no...

Bolsonarista esperançoso no Patriota

roberto franca curtinha   Roberto França (foto) decidiu fazer uma aposta arriscada com vistas às urnas de outubro. Aos 71 anos, metade deles ocupando cargos eletivos, como de vereador, deputado estadual e federal e prefeito de Cuiabá, ele trocou um partido nanico por outro, do PV para o Patriota. A esperança do...

Ex-vereador abandona rei dos porcos

fernando morais 400 curtinha   Mesmo impedido de ser candidato, já que está inelegível por oito anos, o ex-vereador pela Capital Abílio Júnior segue se articulando politicamente, deixou o PSC e se filiou ao Podemos. Acabou dando de ombros para o empresário Fernando Morais (foto), o "rei dos porcos",...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.