Cidades

Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019, 09h:41 | Atualizado: 19/04/2019, 09h:53

Patrimônio

Notre-Dame inspirou 2 construções de igrejas de Mato Grosso - confira histórias

As chamas que atingiram a Catedral Notre-Dame, na França, na última segunda (15), causaram comoção em todo o mundo. O assunto trouxe à tona parte da história do catolicismo em Mato Grosso: duas igrejas do Estado foram inspiradas na construção incendiada no início da semana.

A catedral francesa é considerada uma das principais estruturas medievais da Europa. Ela começou a ser construída no início de 1163 e foi concluída mais de 170 anos depois. A arquitetura gótica da construção tornou-se referência para outras igrejas em diversos lugares do mundo.

Rodinei Crescêncio

Igreja Bom Despacho

Construída no Morro do Seminário em 1918, a Igreja de Nossa Senhora do Bom Despacho é uma das mais belas da Capital e comporta até 400 pessoas

Em Cuiabá, no bairro Dom Aquino, é possível observar traços semelhantes ao templo católico de Notre-Dame na Igreja de Nossa Senhora do Bom Despacho. A construção seguiu traços góticos da catedral europeia. Parte dos materiais utilizados para erguê-la vieram do exterior.

Arquivo Pessoal

Padre Felisberto cita que arcos botantes e as ab�badas s�o marcas da igreja

Padre Felisberto da Cruz cita que arcos botantes e as abóbadas são marcas da igreja

De acordo com o padre Felisberto Samoel da Cruz, diretor do setor de Arquivos e Certidões da Cúria Metropolitana de Cuiabá, a construção da igreja teve início em 1918 e foi concluída dois anos depois. “Os arcos botantes e as abóbadas são suas marcas, características do estilo gótico”, diz ao .

Construída no Morro do Seminário, a igreja cuiabana, feita em homenagem a Nossa Senhora do Bom Despacho, era de uso quase exclusivo dos seminaristas em suas primeiras décadas. “Ela era aberta ao público somente aos domingos”, pontua Cruz.

Depois, passou a receber a população da capital mato-grossense diariamente.

Conforme o sacerdote, o templo católico da Capital foi idealizado pelo frei franciscano Ambrosio Daydèe e pelo arquiteto Leon Joseph Louis Mousnier, ambos franceses e admiradores da Catedral de Notre-Dame.

Para a construção, foi necessária a ajuda de populares. “Houve muito apoio do povo cuiabano para concluir”, relata.

Hoje, a igreja é considerada Patrimônio Histórico de Mato Grosso. “Isso porque é um imóvel que conta a história coletiva do povo”, diz o padre. Em 2004, ela passou por obras de restauração.

Para Cruz, a Igreja de Nossa Senhora do Bom Despacho é uma das mais belas da Capital. “Além disso, ela se tornou um monumento de espiritualidade para todas as pessoas de Cuiabá”, ressalta. O templo católico comporta até 400 pessoas.

A reportagem tentou contato com representantes da igreja, para obter informações sobre a questão de prevenção a incêndios adotados pela igreja. No entanto, não obteve respostas até a publicação da reportagem.

Catedral de Cáceres

Outra construção inspirada no templo católico europeu em Mato Grosso está localizada em Cáceres (a 234 km de Cuiabá). É a Diocese de São Luiz, também idealizada pelo arquiteto francês Leon Mousnier.

A igreja começou a ser construída em 1919. No entanto, foi concluída somente em 1965. A demora de mais de quatro décadas  foi motivada por problemas estruturais.

Rodinei Crescêncio

Catedral São Luiz, Cáceres

Catedral São Luiz, Cáceres, começou a ser construída em 1919, mas só foi concluída em 1965. A demora se deu, principalmente por problemas estruturais

Conforme o engenheiro civil e presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Cáceres, Adilson Reis, durante a construção, na década de 40, parte da lateral interna do templo desabou. “Nessa época, passou a ser adotado um segundo projeto da catedral, feito pelo engenheiro e arquiteto Antônio Calixto, que é brasileiro, responsável por projetar a basílica de Aparecida, em Aparecida do Norte, em São Paulo”, conta.

Apesar de mudanças no projeto inicial, a inspiração no templo religioso francês continuou. “O projeto inicial previa três naves, assim como em Notre-Dame, uma central e duas abas laterais. Mas, com a mudança de projeto, ficou definido que seria apenas uma nave. Mas tudo foi inspirado em Notre-Dame”, explica o engenheiro.

Rodinei Crescêncio

Catedral S�o Luiz, C�ceres

Fachada e parte interna da Catedral São Luiz. Projeto inicial previa três naves, assim como em Notre-Dame, mas foi alterado. Permaneceu apenas uma nave

A diocese também tornou-se Patrimônio Histórico de Mato Grosso. “Atualmente, ela está em excelente estado de conservação”, afirma Reis. É a principal igreja de Cáceres e tem capacidade para receber até mil pessoas. “Às vezes tem superlotação e algumas pessoas precisam ficar em pé”, diz o engenheiro.

Reis comenta que recomendou à direção da igreja, recentemente, a instalação de sistema de prevenção e combate a incêndio e pânico. “Ainda não foi adotado esse sistema. Mas depois desse caso de Notre-Dame, espero que seja utilizado. Estamos conversando novamente sobre o assunto. É fundamental prevenir”, declara.

Galeria de Fotos

Credito: Rodinei Crescêncio
A igreja é considerada Patrimônio Histórico de Mato Grosso
Credito: Rodinei Crescêncio
Fachada da Igreja de Nossa Senhora do Bom Despacho
Credito: Rodinei Crescêncio
Parte dos materiais utilizados na construção da Igreja de Nossa Senhora do Bom Despacho vieram do exterior
Credito: Rodinei Crescêncio
A construção seguiu traços góticos da catedral europeia
Credito: Rodinei Crescêncio
Escadas de madeira na Catedral São Luiz, Cáceres
Credito: Rodinei Crescêncio
Maquete da Catedral São Luiz, Cáceres
Credito: Rodinei Crescêncio
Fachada da Catedral São Luiz, Cáceres, inspirada na Notre Dame (Paris)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • LUCIO FLAVIO GARCIA | Sábado, 20 de Abril de 2019, 06h40
    0
    0

    percebe-se que por dentro a igreja de caceres recebeu um reforço estrutural que nem consegue ser feio ( é horroroso ). coisa bem caracteristica de ''engenheiro'' ; e pelas fotos tbem se nota um avançado estado de deterioração, fato que o administrador parece não perceber!!!!!!!!!!!!!!!

Matéria(s) relacionada(s):

Efeito-Leitão desmonta o PSDB-Sinop

Luciano Chitolina 190 curtinha   O enfraquecimento político de Nilson Leitão, derrotado ao Senado e delatado pelo ex-secretário Permínio Pinto num esquema de desvio de recursos na Seduc, está provocando esfacelamento do PSDB em Sinop, onde mora o ex-prefeito e ex-deputado federal. São 4 tucanos com assentos...

Olhar para 2020 e distância do prefeito

niuan vice-prefeito curtinha   Prefeito e vice de alguns municípios já estão rompidos politicamente, inclusive em cidades polos como Cuiabá, Rondonópolis e Sinop. No caso da Capital, Niuan Ribeiro (foto), que trocou o PTB pelo PSD, passou a descer o porrete no prefeito Emanuel Pinheiro, emedebista que deve...

Câmara adia o parecer sobre denúncia

felipe wellaton curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão, assinou a Resolução número 16, na última terça (21), prorrogando por mais 30 dias o prazo para definir um parecer sobre a representação do servidor público Valmir Molina contra o vereador Felipe Wellaton...

Pacto descumprido à saúde e denúncia

Pedro Taques curtinha   O governador Mauro ingressou com representação junto ao TCE, com pedido de medida cautelar, contra o antecessor Pedro Taques (foto) e o ex-secretário de Saúde Luiz Soares, apontando supostas irregularidades na concessão de R$ 82 milhões do Fundo Estadual de Saúde para...

Ex terá de restituir erário em R$ 11 mil

gisely ex julio pinheiro curtinha   O Tribunal de Contas do Estado manteve, em decisão desta semana, a sanção aplicada à Gisely Carolina Lacerda Pinheiro (foto), viúva do ex-presidente da Câmara de Cuiabá, Júlio Pinheiro, que faleceu em junho de 2016. Julgada à revelia, já que foi...

Xuxu recusa diárias e cala Wilson

xuxu curtinha   Na tribuna da AL, o tucano Wilson Santos tentou ironizar o colega Xuxu Dal Molin (foto), que retornou de missão oficial à Ásia nesta semana, mas acabou se dando mal. Considerando que Xuxu é membro de uma das famílias mais abastadas de Sorriso, Wilson sugeriu que ele poderia ter custeado a viagem e...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.