Cidades

Sábado, 25 de Maio de 2019, 09h:21 | Atualizado: 25/05/2019, 20h:12

CONTAGIOSA

Nova doença que surgiu no Brasil afeta moradores de Cuiabá e prefeitura alerta

Reprodução

SMPB

Na Síndrome da Mão, Pé e Boca surge manchas vermelhas na boca, amídalas e faringe

A secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), chama a atenção da população para uma nova doença que surgiu no Brasil recentemente: a Síndrome da Mão, Pé e Boca (SMPB). Em Cuiabá foram notificados 40 casos da doença em abril de 2018 e neste ano, até dia 06 de abril, foram registrados 18 casos.

De acordo com Moema Blatt, gestora do CIEVS, a Síndrome da Mão, Pé e Boca é uma enfermidade contagiosa causada pelo vírus Coxsackie, que habita normalmente no sistema digestivo. A síndrome tem esse nome porque acarreta lesões nas mãos, pés e boca, inclusive garganta e faringe.

Nos últimos anos foram registrados surtos dessa síndrome em vários países, como Japão, Malásia, Cingapura, China, entre outros. Este ano já foram registrados no Brasil surtos na Bahia, Paraná, São Paulo, Rio Grande do Sul, mas sabe-se que está ocorrendo em todo o território nacional, especialmente em menores de 5 anos.

Moema explica que a transmissão se dá através do contato direto entre as pessoas ou com as fezes, saliva e outras secreções, alimentos e objetos contaminados. “Mesmo depois de recuperada, a pessoa pode transmitir o vírus pelas fezes durante aproximadamente quatro semanas. O período de incubação oscila entre um e sete dias. Na maioria dos casos, os sintomas podem ser confundidos com os do resfriado comum e também da catapora”, revela.

Segundo a gerente de Vigilância em Doenças e Agravos Transmissíveis, Flávia Guimarães, são sinais característicos da síndrome a febre alta nos dias que antecedem o surgimento das lesões, o aparecimento de manchas vermelhas na boca, amídalas e faringe, que podem evoluir para ulcerações muito dolorosas, pequenas bolhas nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, sendo que também podem surgir nas nádegas e região genital. Além disso, há mal-estar, falta de apetite, vômitos, diarréia, dificuldade para engolir e muita salivação. É comum que a febre e a dor de garganta sejam os sintomas predominantes. “O tratamento da doença consiste em aliviar os sintomas, manter a hidratação, isolamento social e seguir orientação médica. Ainda não existem vacina nem tratamento específicos contra a SMPB”, diz Flávia.

Recomendações

  • Alimentos pastosos, como purês, mingaus, gelatina, sorvete, e as bebidas geladas como sucos naturais, chás e água são mais fáceis de engolir e mantém a boa hidratação do organismo;
  • Evitar, na medida do possível, o contato muito próximo com o paciente (como abraçar e beijar) e lavar as mãos antes e depois de lidar com o doente e após usar o banheiro;
  • Cobrir a boca e o nariz ao espirrar ou tossir;
  • Manter um nível adequado de higienização da casa e demais ambientes coletivos;
  • Não compartilhar mamadeiras, talheres ou copos e lavar superfícies, objetos e brinquedos que possam entrar em contato com secreções e fezes dos doentes com água e sabão e, após o uso, desinfetar com solução de 1 colher de sopa de água sanitária diluída em 4 copos de água limpa;
  • Afastar as pessoas doentes da escola ou do trabalho até o desaparecimento dos sintomas (geralmente 5 a 7 dias após início dos sintomas);
  • Descartar adequadamente as fraldas e os lenços de limpeza em latas de lixo fechadas.
  •  
  • Os casos suspeitos podem ser notificados pelos telefones:
  • (65) 3617-1485 ou 9 9206-8618 (plantão 24h)
  • (65) 3617-1685 ou 9 9247-4536 (plantão 24h).

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Júlio, do DEM, vê boa gestão de EP

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), uma das lideranças históricas do DEM, foi "apertado" nesta sexta, em entrevista a Antero de Barros, na rádio Capital FM, especialmente sobre o fato do ex-governador e ex-senador demonstrar simpatia e apoiar a gestão do prefeito Emanuel, enquanto outros do partido...

Empresário ensaia de novo em ROO

 luizao_curtinha400   Em Rondonópolis, o empresário Luiz Fernando de Carvalho, o Luizão, dono da Agro Ferragens Luizão, ensaia mais uma vez disputar a prefeitura. Como a sua pré-candidatura não é considerada novidade, ele é visto como uma espécie de "cavalo paraguaio", que tem arrancada...

2 governistas prontos para a briga

chico2000_curtinha400   O prefeito Emanuel tem 2 aliados de primeira hora na Câmara que não resistem a uma provocação. Tratam-se de Renivaldo Nascimento (PSDB) e Chico 2000 (foto), do PL. Sabendo do estopim curto, os vereadores de oposição, especialmente Diego e Abílio, não perdem a chance de...

Niuan agora sob rédeas do Podemos

niuan ribeiro curtinha 400   O vice-prefeito Niuan Ribeiro, agora no Podemos, se torna obrigado, conforme exigência estatutária, a contribuir com 5% dos R$ 15 mil que recebe mensalmente . Ou seja, vai ter que repassar R$ 750 para o seu novo partido. Considerado um partido com novas concepções, regras e exigências, o...

Efeito-senado e briga no ninho tucano

carlos-avalone_curtinha400   O deputado estadual Carlos Avalone não tem certeza de que o acordo pré-estabelecido para ele se tornar presidente do PSDB-MT, a partir de fevereiro, ou seja, daqui 5 meses, será cumprido. Pela costura entre a cúpula tucana, Paulo Borges renunciaria à presidência, abrindo assim...

Pivetta vai despachar em 2 gabinetes

otaviano pivetta 400 curtinha   O governador em exercício a partir desta quinta, empresário Otaviano Pivetta (foto), vai dividir o tempo no Palácio Paiaguás pelos próximos oito dias despachando em dois gabinetes. Ora sentará na cadeira do titular Mauro Mendes, que viajou numa comitiva para a Bolívia,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.