Cidades

Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 08h:21 | Atualizado: 28/01/2014, 08h:43

Prefeitos fecham as portas em protesto

Os 141 prefeitos de Mato Grosso vão cruzar os braços em 11 de abril com objetivo de denunciar a situação que as cidades enfrentam. A paralisação foi decidida pelo Conselho Político da Confederação Nacional de Municípios (CNM). O realização do protesto foi decidida nesta segunda (27), em Maceió, durante reunião com líderes municipais de várias regiões. A mobilização ocorrerá em outros 25 estados e no Distrito Federal. Em Mato Grosso o ato será organizado pela AMM, sob o prefeito de Juscimeira Chiquinho do Posto (PSD).

A organização deste movimento vai ficar a cargo das entidades estaduais com o apoio das associações microrregionais de municípios. “O objetivo da paralisação é denunciar a situação que os municípios brasileiros enfrentam de igual maneira”, explicou o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski. A meta é levar ao menos um ônibus de cada região para a Capital.

No encontro, os participantes também debateram a pauta do movimento municipalista para este ano. A organização da XVII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que será realizada em maio, também integrou os temas do encontro, bem como a demanda política, com os projetos de lei favoráveis e desfavoráveis às cidades.

Na reunião, os gestores avaliaram ainda a relação com o governo federal, analisaram relatórios institucionais, os resultados de 2013 e as metas e estratégicas para 2014. A exemplo dos anos anteriores, as prefeituras vão mobilizar a União e Congresso Nacional para garantir o apoio e compromisso do atendimento da pauta municipalista. Durante encontro realizado em dezembro, em Brasília, o aumento de 2% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) foi debatido, além dos royalties e o piso salarial dos professores. 

Esta é a primeira reunião do Conselho em 2014. Além do presidente da CNM, participaram de 15 presidentes de entidades estaduais, três representantes e diversos líderes de microrregionais. (Com assessoria)

 

 

 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Zé Poxoréo | Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 15h43
    0
    0

    Na realidade o que a população percebe é que o dinheiro público precisa ser administrado com mais seriedade pelos prefeitos, um pequeno exemplo, é o caso das nomeações de DAS em regra nomeados sem qualquer qualificação para as funções e em quantidade bem superior que o necessário, isso sem contar as outras contratações das quais a gente ouve falar de práticas e métodos totalmente absurdos. Dai é claro que todo dinheiro do mundo ainda será pouco!

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...

Neurilan e apoio de Botelho à AMM

eduardo botelho 400 curtinha   Em busca de apoio de lideranças políticas para permanecer no comando da AMM por mais três anos, Neurilan Fraga foi pedir socorro para o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (foto). Quer que o parlamentar seja o presidente de honra de sua chapa. Neurilan tem se articulado como pode e,...