Cidades

Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 09h:40 | Atualizado: 18/10/2019, 09h:56

PROTESTO

Professores da Unemat cobram apuração sobre professora expulsa do palco a força

Reprodução

professora Unemat agress�o

Momento em que professora Lisanil Patrocínio é retirada do palco, onde subiu para pedir músicas mato-grossenses

A Adunemat, associação que representa os professores da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), protesta hoje (18), às 15h, em frente à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), no Centro Político Administrativo, em Cuiabá, para reinvindicar que o Governo investigue a violência sofrida pela professora da instituição, Lisanil Patrocínio, que foi tirada do palco de um bingo beneficiente por seguranças de uma paróquia

Facebook

Professora Lisanil

Lisanil ministrava aulas em uma turma especial de Direito da Unemat

Após a concentração na frente da Secretaria, representantes de movimentos sociais e sindicais, além de professores e alunos, devem protocolar uma solicitação exigindo que a ocorrência seja apurada. 

No  último domingo (13), a professora foi vítima de violência física e moral durante um evento realizado pela paróquia de Campos de Júlio (a 553 km de Cuiabá), onde Lisanil ministrava aulas em uma turma especial de Direito da Unemat desde o início deste mês. 

Usando uma camiseta com os dizeres “Lute como uma garota” e “Lula livre”, a professora, que no dia dos fatos se viu sem opção de restaurante para almoçar, achou que poderia comparecer à festa religiosa. Porém, quando chegou no salão paroquial, foi abordada de forma ostensiva por outros convidados. De acordo com Lisanil, os moradores da cidade a olhavam com estranheza e desdém. 

Mesmo com os julgamentos, decidiu continuar na festa. Em determinado momento, subiu no palco para pedir que fossem tocadas músicas mato-grossenses. Diante da situação, o pároco, apelidado como Frei Sojinha, teria chamado a polícia para expulsá-la do palco. Nas imagens é possível ver o momento em que ela é arrastada por vários seguranças. 

Em nota, a Adunemat informou que até mesmo as partes íntimas da professora acabaram ficando à mostra enquanto os homens a arrastavam escada abaixo. “Deixada ao chão por um instante e, posteriormente, levada à delegacia algemada com mãos para trás do corpo. Como se debatia muito, revoltada com a situação, foi levada ao hospital onde injetaram tranquilizantes que a fizeram ficar sem condições de ser ouvida pela delegada, obrigando-a passar a noite numa cela onde a fossa séptica aberta estava ao lado o fino colchão onde iria dormir”.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Shadow Cba | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 12h11
    7
    2

    Ao que parece ser, essa é a novela de sempre: a pessoa normalmente é "convidada a deixar o local", se recusa, os pedidos pra que deixe o local se tornam insistentes e repetitivos, mas a pessoa novamente não atende, então usa-se a força e ai a pessoa vira artista dramática e vitima automaticamente. Ainda que eu prefira LULA PRESO, e não compactue com essa politização de todo e qualquer fato, COM CERTEZA não se chegou e tento tirar essa senhora à força de cara. Retrato de muitos hoje: forçam a situação e logo depois se fazem de vitima.

Matéria(s) relacionada(s):

TCE cria estrutura para atender a AL

maluf 400 curtinha   A Assembleia Legislativa saiu de Guilherme Maluf (foto), mandando-o para o TCE, mas ele não saiu da AL. Alçado à presidência com menos de um ano na cadeira vitalícia, Maluf acaba de criar uma assessoria parlamentar para promover o intercâmbio com as comissões da AL e ainda um...

Cassação de Abílio depois do Carnaval

abilio junior 400 curtinha   Por mais que Abílio Júnior (foto) implore e grite por socorro, na esperança de escapar da cassação, inclusive se colocando como vítima de perseguição política, perderá mesmo mandato. Mas isso só vai ocorrer após o Carnaval. A...

PGR monitora delação de ex-deputado

jose riva 400 curtinha   Membros do alto escalão da Procuradoria-Geral da República, que rejeitou a proposta de delação de José Riva (foto) na esfera federal por causa de omissão de crimes, estão monitorando os bastidores do acordo de colaboração, agora entre o Ministério...

Fritado no PDT e buscando o Aliança

antonio galvan 400 curtinha   Fritado no PDT, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), pretende agora procurar espaço em um partido considerado de direita. E está se movimentando para assumir em MT o comando do Aliança pelo Brasil, partido que está sendo criado pelo presidente Bolsonaro. O sojicultor se mostra,...

Lúdio e incógnita sobre quem apoiar

ludio cabral 400 curtinha   Em 2010, com PT rachado, o hoje deputado estadual Lúdio Cabral (foto) não apoiou Carlos Abicalil, do seu partido, para o Senado. Preferiu virar cabo eleitoral de Pedro Taques, que se elegeu. Agora, para este pleito suplementar ao Senado marcado para 26 de abril, para preencher a vacância devido...

Cotado à cadeira de desembargador

francisco faiad 400 curtinha   É forte o movimento nos bastidores entre os juristas, dentro e fora da OAB/MT, pela indicação do nome de Francisco Faiad (foto) pela classe Quinto Constitucional à cadeira de desembargador. Bem articulado e com bom conceito no meio jurídico, Faiad foi presidente da OAB/MT por dois...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.