Cidades

Quarta-Feira, 15 de Julho de 2020, 18h:00 | Atualizado: 15/07/2020, 19h:48

SEM INSALUBRIDADE NA PANDEMIA

Profissionais da saúde denunciam que não recebem plantões há 4 meses em MT

Rodinei Crescêncio

Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiab�

Profissionais da saúde dos hospitais estaduais Santa Casa, em Cuiabá, e Metropolitano, em Várzea Grande, denunciam que não estão recebendo pagamentos do governo do Estado referente aos plantões realizados durante a pandemia da Covid-19. Segundo relatos de servidores, o problema é recorrente e os atrasos beiram a 4 meses.

Além disso, uma denúncia anônima ao feita por um profissinal da área, que preferiu não se identificar, afirma que o adicional de insalubridade não está sendo pago e muitos funcionários que não são seletivos e que estão infectados pela Covid-19 são substituídos e temem até a perda do emprego.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) informou que o Adicional de Insalubridade é pago conforme Laudo Técnico das Condições de Ambiente de Trabalho (LTCAT), já implantado nos Hospitais Estaduais Santa Casa e Metropolitano.

Ainda segundo a SES, o pagamento de plantões é realizado após o encaminhamento do processo por parte da Unidade Hospitalar e exige rigorosa instrução processual, conforme estabelece a normatização aplicada.

A presidente interina do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do Estado de Mato Grosso (Sisma), Ana Claudia Machado, afirmou que quanto ao atraso no pagamento de plantões de servidores efetivos do Hospital Metropolitano, referente aos meses de março, abril e maio não foram implantados na folha de pagamento.

De acordo com informações da presidente, as folhas de março e abril encontram-se na SES para análise da coordenadoria de manutenção e provimento. Já a do mês de maio, ela disse que está no gabinete da secretária adjunta de gestão hospitalar para avaliação. Além disso, a presidente destaca que os problemas de não pagamentos de plantões são decorrentes em outras unidades hospitalares que aguardam análises em setores da SES.

“Temos cobrado da SES não só colocar em dia esses plantões, mas também os adicionais noturno e pagamento de insalubridade.  Muitos colegas que não recebem o adicional de insalubridade, a exemplo de colegas que estão no Samu, linha de frente de atendimentos da Covid-19 e pré-hospitalar. Muitos deles não recebem nada de insalubridade”, afirma a presidente do sindicato.

Ainda segundo Claudia, foram solicitados pagamento de grau máximo de insalubridade neste momento de pandemia aos profissionais que estão na linha de frente do novo coronavírus, porém, tanto a SES, como a Justiça até o momento não concederam.

Leia a nota da SES na íntegra:

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) informa que o Adicional de Insalubridade é pago conforme Laudo Técnico das Condições de Ambiente de Trabalho (LTCAT), já implantado nos Hospitais Estaduais Santa Casa e Metropolitano. A SES também esclarece que o pagamento de plantões é realizado após o encaminhamento do processo por parte da Unidade Hospitalar e exige rigorosa instrução processual, conforme estabelece a normatização aplicada. Portanto, os processos que encontram-se em conformidade estão em fase regular de implantação à Folha de Pagamento.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Elizangela (Enfermeira) | Sexta-Feira, 17 de Julho de 2020, 08h03
    0
    0

    O site falou a verdade, nos nunca recebemos insalubridade, e os plantões são pagas de forma atrasadas. A secretaria falou em nota que está tudo certo, isto tem que ser investigado! Quem está recebendo o adicional insalubridade ?.

  • Carlos | Quinta-Feira, 16 de Julho de 2020, 11h00
    0
    0

    Todas as documentações são encaminhadas mensalmente pra SES pelos RHs dos hospitais, os funcionários responsáveis pra fazer a publicação dos plantões é que não estão desempenhando suas funções.

Prefeito de Sapezal e aditivo com 15%

valdecir casagrande 400 curtinha sapezal prefeito   O prefeito de Sapezal, Valcir Casagrande (foto), autorizou o quarto aditivo de um contrato sem licitação, firmado em 2019 entre o município e a Casa de Saúde Santa Marcelina. Chamam atenção o valor e o aumento. A continuidade do atendimento aos...

Partidos acirram disputa a vice de Léo

leonardo 400 curtinha   Em Primavera do Leste, o prefeito emedebista Léo Bortolin (foto), um dos mais bem avaliados gestores mato-grossenses, convive com uma disputa acirrada de pretendentes ao cargo de vice-prefeito de sua chapa. A corrida por novo mandato está tão confortável que Léo praticamente não tem...

MDB e PRB devem se juntar em ROO

luizao 400 curtinha   Ao menos dois blocos de oposição em Rondonópolis estão levando a sério a observação do ex-governador e ex-senador Blairo Maggi, para quem Zé do Pátio ganharia a reeleição numa boa se o município tiver várias candidaturas. Ou seja, quanto...

Parlamentares numa disputa cômoda

thiago silva 400 curtinha   Parlamentares que estão se aventurando na disputa a prefeito nada têm a perder. Não precisam nem se afastar dos mandatos para concorrer ao pleito. Em caso de derrota nas urnas de novembro, continuam com suas cadeiras garantidas até 2022 (situação de estadual e federal) e...

Sob recall e apoiamento de Bolsonaro

roberto franca 400 curtinha   Mesmo isolado e sem grupo político da época em que foi prefeito por duas vezes, Roberto França (foto), filiado ao nanico Patriota, não desiste da pré-candidatura em Cuiabá. E há um motivo forte que o deixa empolgado. Seu nome vem se consolidando como o segundo nas...

Prejuízos para Acorizal de R$ 753 mil

clodoaldo monteiro 400 curtinha acorizal   O conselheiro interino Moisés Maciel concedeu medida cautelar proposta pela secretaria de Controle Externo de Contratações Públicas do TCE, suspendendo de imediato um termo de parceria, em vigor desde 2017, entre a prefeitura de Acorizal e a Oscip Iso Brasil. Foi descoberto...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.