Cidades

Sábado, 19 de Setembro de 2020, 15h:37 | Atualizado: 19/09/2020, 16h:29

TRANSPANTANEIRA

Senadores e deputados de MT verificam de perto danos de incêndio no Pantanal

Reprodução G1-MT

Transpantaneira fogo Pantanal

Os deputados federais de Mato Grosso, Professora Rosa Neide (PT-MT) e o e Dr. Leonardo (Solidariedade-MT), o deputado estadual Carlos Avalone e os senadores Jayme Campos (SEM) e Carlos Fávaro (PSD) integram a comitiva de deputados e a comissão temporária de senadores que estão visitando hoje (19) as áreas atingidas por incêndio florestal, no Pantanal mato-grossense. A diligência, na região da Transpantaneira, em Poconé (100 km da Capital), foi aprovada na primeira reunião do colegiado, ocorrida esta semana, por sugestão do senador Wellington Fagundes (PL-MT), que lidera a comitiva.

De acordo com a Agência Brasil, o grupo é composto ainda pelo presidente da Frente Parlamentar Ambientalista, deputado Rodrigo Agostinho; e pelos deputados Professor Israel Batista (PV-DF), Professora Rosa Neide (PT-MT), Nilto Tatto (PT-SP), Paulo Teixeira (PT-SP) e Dr. Leonardo (Solidariedade-MT).

Thielli Bairros

Deputados e senadores visitam �rea do Pantanal atingida pelo fogo

 

Representantes do Governo de Mato Grosso também acompanham a visita. Entre eles, o secretário-chefe da Casa-Civil, Mauro Carvalho, e o secretario estadual de Desenvolvimento Econômico, Cesar Miranda.

Conforme a agência, a comissão temporária externa do Senado, foi criada para acompanhar as ações de enfrentamento aos incêndios no Pantanal. Eles também fazem hoje uma visita ao Mato Grosso, estado que abriga parte do bioma.

“Nós pretendemos, com essa visita in loco, acompanhar as ações de enfrentamento aos incêndios detectados no bioma Pantanal e seus desdobramentos, bem como conhecer os espaços de acolhimento dos animais afetados e conversar com as equipes que estão atuando na região para subsidiar as futuras ações no âmbito desta comissão”, disse o senador Wellington Fagundes. Em uma reunião por videoconferência nesta tarde, os senadores estão debatendo a situação das queimadas para definir ações de prevenção.

Diligência

De acordo com o roteiro, os senadores saíram de Cuiabá até Poconé, para uma visita a um espaço de acolhimento de animais atingidos pelo fogo. Em seguida, um encontro com representantes de proprietários de fazendas e pousadas, de organizações não-governamentais (ONGs) e cientistas. Também estava programado um sobrevoo de helicóptero na região afetada pelas queimadas. Depois o grupo seguiu para Porto Cercado para um encontro com equipes que estão atuando na região para o combate às chamas.

Pauta verde

A Câmara dos Deputados criou um grupo de trabalho para analisar a chamada “pauta verde”. O grupo vai sugerir proposições, como o Projeto de Lei 3961/20, do deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), que coloca o Brasil em estado de emergência climática até que ações para reduzir o impacto da atividade humana no clima deixem de ser urgentes.

Se aprovado, o governo brasileiro fica proibido de, durante a situação de emergência, remanejar recursos orçamentários que se destinem à proteção ambiental.

* Com informações das agências Senado e Câmara de Notícias

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Paulo | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 08h56
    1
    0

    Comissão pra fazer um tur como curiosos pra vê se sobrou alguma coisa depois das queimadas. Deveria ter vindo a 40 dias atrás. Agora precisa mais não. Aproveita então já que estão a passeio mesmo, vai dar uma olhadinha nas nascentes dos rios e córregos que deságua no paraguai principal formador do pantanal. região totalmente desmatada e cheia de erosão enchendo rios como cabaçal, sepotuba e jauru de areia, secando os pequenos corregos que forma esses rios. Isso é pra ontem daqui uns tempos vão ficar chorando as patacas que o pantanal não tem agua, daí vai ser tarde de novo.

  • Francisco Gomes | Domingo, 20 de Setembro de 2020, 14h13
    3
    0

    Só políticos canastrão fazendo bravatas depois de mais de 60 dias de incêndio devastador no Pantanal, eles aparecem querendo fazer política em cima da tragédia alheia. Todos sem vergonha e oportunistas!!!

  • Eleitor | Domingo, 20 de Setembro de 2020, 04h22
    5
    0

    EU PERGUNTO AOS NOBRES SENADORES, APÓS A DESTRUIÇÃO TOTAL QUE OS SENHORES VIRAM PESSOALMENTE, O QUE O SENHORES VÃO TOMAR DE PROVIDÊNCIAS CONTRA O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO E O PRESIDENTE DA REPUBLICA POR OMISSÃO? OU SERÁ APENAS UM GASTO DE RECURSOS PUBLICOS DESNECESSARIO ?

  • Benedita da Silva | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 17h56
    12
    1

    Quando se quer arrastar uma solução, crie uma comissão, assim a decisão fica para calendas gregas. Foram para um tour na rota das cinzas, e o texto deixa claro o famoso " se". Se aprovado irá subsidiar ações, estratégias, politicas públicas, etc etal, se fosse o Pantanal um banco já teria sido salvo. Jogando pra platéia com estas narrativas.

  • araqueto | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 15h49
    10
    1

    Isso é vergonhoso. Gastar dinheiro público olhar os estragos já mostrados pela mídia brasileira e estrangeira. É só dispêndio. A grana dessa aglomeração deveria ser destinada para o combate ao fogo, ou destinadada para a compra de remédios e alimentos para os animais. Só politicagem.

Reconhecimento de um governo ruim

pedro taques 400   Pedro Taques (foto) recorreu a uma observação feita pela mãe, professora Eda Taques, de que fora melhor senador do que governador. No horário eleitoral, o candidato ao Senado, agora pelo SD, menciona a frase da mãe para, em seguida, dizer que reconhece que sua atuação em...

Apoiado por deputados bolsonaristas

jose medeiros 400 curtinha   Um dos vice-líderes do Governo Bolsonaro na Câmara, o deputado José Medeiros (foto), do Podemos, vem recebendo apoio na disputa ao Senado de vários parlamentares bolsonaristas. O chamado núcleo duro do presidente no Congresso Nacional está com Medeiros, entre eles os deputados...

Justiça barra ficha suja em Poconé

clovis martins 400   A Justiça Eleitoral barrou em Poconé o ex-prefeito Clovis Damião Martins (foto), considerado ficha suja. Está inelegível por oito anos. Filiado ao PTB, ele foi condenado pelo TCU por irregularidade insanável que configura ato doloso de improbidade administrativa. Enquanto...

3 estão fazendo pesquisa em Cuiabá

Três institutos de pesquisa entraram em campo na capital nesta semana para levantar as intenções de voto para prefeito. São eles: Malujoa Comunicações, que geralmente divulga os resultados no site Olhar Direto; a Voice Pesquisas e Comunicação, do site Midianews; e Real Time Big Data. A Voice poderá tornar públicos os números apurados da pesquisa a partir de segunda (26), enquanto os outros dois estão autorizados...

Marino enaltece Leitão para o Senado

marino franz 400 curtinha   O empresário e ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Marino Franz (foto), anunciou apoio a Nilson Leitão (PSDB) para o Senado. Disse que conhece o candidato tucano de longa data, desde quando este foi prefeito de Sinop e assegura que Leitão é preparado, representa muito bem a região e o...

Magali de fora em General Carneiro

magali vilela 400   A ex-prefeita de General Carneiro, Magali Vilela (foto), que se lançou novamente à disputa ao Executivo, foi barrada pela Justiça. Teve o registro indeferido, já que está inelegível por ter sido condenada à suspensão de seus direitos políticos em...

MAIS LIDAS