Cidades

Quarta-Feira, 16 de Abril de 2014, 12h:55 | Atualizado: 16/04/2014, 12h:57

Só 10% de tributo é aplicado

Rondonópolis arrecada R$ 2,1 bi, mas sobra para o município R$ 200 mi

Anualmente, Rondonópolis arrecada com impostos cerca de R$ 2,1 bilhões, mas o que sobra para o município é menos de 10%, R$ 200 milhões. Só para o governo Dilma é repassado R$ 1,6 bilhão e para o Estado quase  R$ 400 milhões. A informação é do prefeito Percival Muniz (PPS), em entrevista hoje (16) à Rádio Mix, 94,3. O gestor afirma que com o que fica para ele, não tem como trabalhar de maneira satisfatória. “Tenho trabalhado, mas não sou nenhum salvador da pátria”. 

De acordo com Percival, o Estado tem retirado os recursos do Fethab e usado para pagar folha ou para as obras da Copa, o que faz o interior ficar esquecido. Além disso, o ICMS tem sido distribuído de modo irregular e injusto. Para ele, o município já não tem investimento adicional e o que deveria receber por direito também não vem, desse modo pouco sobra para se desenvolver e muitas cidades podem acabar quebrando. Um exemplo que ele cita é o fato de que não há recursos para ele investir em mídia nos veículos locais, o que seria muito importante para a imprensa da região, enquanto o governo Dilma gasta bilhões em publicidade.

Percival destaca que para fazer o que possível com a arrecadação, ainda há muitas regras e muita burocracia, o que atrasa principalmente as obras. “Engessaram o país”, afirma. E o povo cobra melhorias sempre do prefeito, pois é o gestor mais próximo da população, ainda mais em cidades menores. Algo que pedem muito em Rondonópolis, segundo ele, é segurança, mas não é responsabilidade da prefeitura, é do Estado. “Não vou e não posso gastar dinheiro com segurança, vou buscar parcerias. Estou dialogando com o governo, mas não vejo solução em curto prazo”. 

Ainda de acordo com o prefeito, o cidadão paga por saúde, educação, transporte, segurança e não recebe nada disso com qualidade. Ele acredita que a qualquer momento a população irá se rebelar.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Ariosvaldez Rodrigues de Lima | Terça-Feira, 22 de Abril de 2014, 11h53
    0
    0

    O que acham da seguinte idéia para uma emenda constitucional? 1) Somente os municípios passam a ter competência para arrecadar os tributos no país, qualquer que seja a competência para instituição 2) Do produto da arrecadação, o município retém 40% de todo tributo cujo fato gerador tenha se dado em seu território 3) Do restante da arrecadação, o município remete 50% para o Estado (30% do total arrecadado), 40% para a União (24% do total arrecadado) e 10% (6% do total arrecadado) para um fundo de poupança nacional que serviria exclusivamente para fomentar o desenvolvimento dos municípios mais fracos do ponto de vista de arrecadação. Com isso, haveria bem mais dinheiro nas mãos dos municípios, muitos deles deixando de depender da União e do Estado para sempre e, por consequência lógica, seria bem mais fácil fiscalizar os casos de corrupção, afinal, os prefeitos e vereadores estão nos municípios, estamos bem mais perto deles que dos deputados e senadores! Com isto, Rondonópolis ficaria com a seguinte fatia bolo: 2.100.000.000,00 arrecadados 840.000.000,00 ficariam no município 630.000.000,00 iriam para o Estado 504.000.000,00 iriam para a União e; 126.000.000,00 iriam para a poupança emergencial para socorro dos municípios mais fracos

  • Zé Poxoréo | Quarta-Feira, 16 de Abril de 2014, 16h17
    0
    0

    Esses prefeitos são todos iguais, os caras no período de campanha prometem mundos e fundos, depois de eleitos começam com essas conversinha mole de que não é salvador da pátria. Vale aquela máxima, se não aguenta pede pra sair então!

Queda-de-braço em Alto Araguaia

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), enfrenta uma queda-de-braço com os vereadores. Recentemente, oito dos 11 parlamentares encaminharam ofício ao chefe do Executivo, inclusive com cópia para o MPE, considerando inoportuna, descabida e suspeita, neste momento de pandemia, fazer obra...

Estado amplia leitos de UTI no Sul

gilberto figueiredo 400 curtinha   O secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo (foto) reclama, sem citar nome, da forma como a prefeitura rondonopolitana está encarando a pandemia da Covid-19. Mesmo o governo federal já tendo pago diárias antecipadamente e, inclusive por três meses, de 10 leitos de...

Briga inconsequente com Santa Casa

z� do patio 400 curtinha   Acuado pela consequência da falta de planejamento e de gestão, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, está numa luta descabida de tentar encontrar culpados pelo avanço da Covid-19 no município. A prefeitura não construiu, sequer,...

2 secretários acionados sobre compras

ozenira 400 curtinha   Os secretários municipais de Cuiabá, Luiz Antonio Possas de Carvalho (Saúde) e Ozenira Félix Soares (foto), de Gestão, têm 48 horas para prestar esclarecimentos sobre compras, sem licitação, de óculos de proteção e macacões destinados a...

Valdir, conta rejeitada e pedido negado

valdirzinho 400 curtinha   Valdir Pereira de Castro, o Valdirzinho (foto), prefeito de Santo Antonio de Leverger, ingressou com pedido de revisão no TCE sobre o parecer contra aprovação das contas de 2018. O Tribunal apontou uma série de irregularidades, entre elas registros contábeis incorretos, abertura de...

Stopa vira trunfo do prefeito Emanuel

jos� roberto stopa 400   Filiado histórico do PV, José Roberto Stopa (foto) se tornou espécie de trunfo do prefeito Emanuel Pinheiro. Se o emedebista resolver buscar a reeleição, o que seria o caminho natural, Stopa pode entrar na chapa como candidato a vice ou simplesmente ficar de fora do...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a administração Emanuel Pinheiro em Cuiabá

excelente

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.