Cidades

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro de 2020, 14h:00 | Atualizado: 25/02/2020, 08h:19

LIDERANÇA CATÓLICA

Sobre campanha de abstinência sexual da Damares, Dom Milton sugere equilíbrio

Rodinei Crescêncio

Dom milton

Dom Milton Santos é arcebispo de Cuiabá e importante liderança católica em todo o Estado. Para ele, é preciso ter medida em tudo que se faz na vida

O arcebispo de Cuiabá Dom Milton Santos, questionado sobre a campanha de abstinência sexual puxada pela ministra Damares, disse em entrevista ao que o saudável é ter medida em tudo. Ele chegou a fazer uma comparação entre a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do governo Jair Bolsonaro com o profeta Moises, para afirmar que muitas vezes Deus usa pessoas menos qualificadas para cumprir missões poderosas.

“Tudo o que nós fazemos, precisa ter o pé no freio. Eu brincando com as pessoas, digo assim - que eu mudei de nome. Milton Santos, para Milton Santos Rédeas Curtas, para dizer o seguinte: que o que é saudável é a gente ter medida, para tudo que quiser fazer. Um exemplo é a alimentação. O que é de mais urgente para uma pessoa? É o alimento. Mas precisa ter uma abstinência. Então nós teremos agora o tempo da Quaresma, que começa na Quarta-Feira de Cinzas até a Sexta-Feira Santa, período em que se precisa de abstinência”.

 Lançada e cercada de polêmica, a campanha de Damares estimula a abstinência sexual como política de prevenção da gravidez precoce.

Dom Milton frisa, que, assim como o Papa Francisco, acha importante aulas sobre educação sexual, assim como acredita na abstinência sexual.

Para o arcebispo, quando Moises é escolhido por Deus para liderar a saída dos hebreus do Egito, onde eram escravos, rumo à terra prometida de Canaã, o povo passou por abstinência. “Deus libertou o seu povo através de uma pessoa, Moises. Mas Moises era gago, mas mesmo assim Deus mandou ele chamar Aarão para ajudá-lo a falar com Faraó. Então olha o instrumento que Deus escolhe! Através de alguns instrumentos que não tem todas as qualidades, mas é Deus quem está conduzindo, por meio de pessoas limitadas, mas que são revestidas da presença e do poder de Deus. Então através de Moises o povo ganhou a liberdade”.

Dom Milton explica que o sexo é necessário para perpetuar a vida, crescer e multiplicar, um presente de Deus. Portando, precisa ser respeitoso, uma vez que a própria educação sexual ensina que é necessária abstinência em um relacionamento, pois a mulher tem um ciclo diferente do homem.

“Quando ele (homem) passa da medida, começa a transformar a mulher em objeto. As próprias pessoas precisam ver que não são objetos. Pois tudo que é demais prejudica. A mulher tem um ciclo biológico diferente do homem, está chegando os dias de uma TPM (tensão pré-menstrual), a menstruação, ela não sente que está com toda disposição para esse momento. Isso é abstinência, é respeitar”, explica.

O arcebispo detalha que a abstinência não é só para o sexo. Ele aponta os diabéticos, como exemplo que são obrigados a ficar sem açúcar e a mudar toda a estrutura alimentar.

Ele reforça que é a favor da educação sexual, para que o ser humano entenda o que é abstinência.

“Uma educação sexual ensina esta abstinência, por isso é importante. Pois ela é mutua tanto para o homem quando para mulher, pois hoje em dia a comunicação é muito rápida. O comércio pornográfico vem atingindo crianças e jovens, que muitas vezes não estão preparados, imaturos para sexualidade. Muitas vezes ainda adormecidos pela idade”.

Campanha

Em coletiva de imprensa, tanto Damares quanto o titular da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), insistiram no que chamaram de “componente comportamental” da política de prevenção à gravidez precoce. A ministra, por exemplo, ironizou a repercussão da sua proposta e insistiu que irá “falar sobre retardar o início da vida sexual”.

Damares também anunciou que a discussão a cerca da abstinência e da contenção da gravidez precoce “continua”. Já Mandetta evitou o termo “abstinência”, mas não o descartou. Segundo ele, a pauta comportamental é “muito importante”, especialmente no que diz respeito às consequências de uma gravidez indesejada na adolescência, e, em alguns casos, o caminho envolve sim falar em não fazer sexo.

“Até não ter atividade sexual, sim, se servir para alguém, de ter o direito de ser dono ou dona do meu corpo, por que não dizer? Vamos falar para uma criança de 10, 13 anos para procurar um preservativo?” - questionou.

Criticada, Damares vinha negando que a abstinência seria posta como política de governo.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

DEM agora sem amarras dos Campos

frankes siqueira curtinha 400   Sem o controle absoluto dos Campos, como nas últimas duas décadas, desde quando era PFL, o DEM, que não elege vereador em Cuiabá desde 2004, vive melhores expectativas, agora sob comando da ala ligada ao governador Mauro. É presidido pelo secretário de Estado de Governo,...

O pulo de Elias do PSDB para o DEM

elias santos 400 curtinha   Elias Santos (foto), irmão do deputado Wilson, agiu como estrategista na construção de sua pré-candidatura a vereador por Cuiabá. Concluiu que teria mais dificuldades de obter êxito nas urnas no PSDB porque os dois vereadores tucanos que vão à...

DEM e voz na Câmara após 16 anos

marcelo bussiki 400 curtinha   O DEM (antigo PFL) passa a ter voz na Câmara da Capital 16 anos depois. Aproveitando a janela de março em que a Justiça Eleitoral permite mudança de legenda sem risco de perda do mandato, dois vereadores migraram para o Democratas, sendo eles Marcelo Bussiki (foto) e Gilberto Figueiredo, que...

MDB agora com 2 na Câmara-Cuiabá

juca do guaran� curtinha 400   O MDB do prefeito Emanuel Pinheiro, que não elegeu vereador em 2016 em Cuiabá, agora ganha duas vozes na Câmara. Tratam-se de Juca do Guaraná (foto), militante histórico do nanico Avante que resolveu migrar para a legenda emedebista, e do recém-empossado...

PT segue sem voz na Câmara-Cuiabá

bob pt 400 curtinha   O PT, presidido em Cuiabá por  Elisvaldo Almeida, o Bob (foto), está mesmo "queimado" e sem prestígio. Em meio ao troca-troca de partido entre os vereadores cuiabanos, aproveitando a janela de março, cujo prazo para mudanças para quem deseja se candidatar em outubro encerrou-se neste...

Deputado, única causa e os interesses

xuxu 400 curtinha   Xuxu Dal Molin (foto), deputado pouco atuante e limitado a defender a bandeira do agronegócio, é mais um daqueles que demonstram, na prática, usar a política para beneficiar os seus. De familiares de agricultores, Xuxu bateu duro, se posicionando contra a proposta encaminhada pelo governador Mauro...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.