Cidades

Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2021, 17h:40 | Atualizado: 21/01/2021, 18h:02

PIAUÍ

Teresina tem acesso a VLT há 20 anos e passagem custa apenas R$ 1; MT patina

Reprodução

VLT em Teresina - Piau� - vag�o

Por apenas R$ 1, moradores de Teresina, capital do Piauí, têm acesso ao Veículo Leve sob Trilhos (VLT) há 20 anos. Enquanto Mato Grosso ainda vive o dilema sobre a escolha e desdobramentos do modal, município tem transporte subsidiado pelo Governo.

Metrô de Teresina é composto pelo sistema do VLT e tem 13,5 quilômetros de extensão, além de 11 estações, apesar de 6 estarem desativadas. Quem escolhe o VLT como meio de transporte paga 4 vezes mais barato do que se andasse de ônibus, que atualmente custa R$ 4.

Por dia, ao menos 5 mil usuários utilizam a linha que liga duas regiões periféricas da cidade ao centro. Diferença para o VLT mato-grossense é que modal proposto para atender Cuiabá atende os eixos centrais do município a Várzea Grande, na baixada.

Outro diferencial é o tipo de energia utilizada para fazer os vagões funcionarem. Em Cuiabá, há a expectativa de ele ser movido por energia elétrica, fonte ambiental considerada limpa.

No quesito segurança, no metrô de Teresina há dois policiais que viajam nos vagões para assegurar que os usuários viagem em segurança. Cada vagão comporta até 445 pessoas em pé e 130 sentadas.

As informações foram levantadas pelo jornalista Alexandre Aprá, do site Isso É Notícia, que em parceria com o GW100, está produzindo uma série de reportagens mostrando como funciona os sistemas VLT e BRT pelo Brasil.

Além de Teresina, o profissional vai visitar as cidades de Maceió, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Santos.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • JEFERSON SILVA DE MATOS | Sexta-Feira, 22 de Janeiro de 2021, 07h22
    1
    0

    Para vocês verem o quanto Cuiabá é uma cidade ATRASADA em todos os sentidos. Estamos perdendo para Teresina, vejam só. Lá o VLT funciona, mal mas funciona. E a 1 real. Aqui a coisa foi hipermegasuperfaturada e vai ficar por isso mesmo. Se estamos perdendo para cidade nordestina é melhor entrega Cuiabá de volta para os índios.

  • Nilson Ribeiro | Sexta-Feira, 22 de Janeiro de 2021, 05h54
    0
    0

    EM ESTUDO NA GRANDE CURITIBA08.01.2021 | 15H49 VLT poderá por fim à defasagem de ônibus e facilitar a circulação de 1,5 milhão de pessoas por dia Prefeitura de Curitiba e o governo do Paraná estudam a possibilidade de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). A mudança de modal na cidades da Grande Curitiba, como apontam os chefes dos Executivo municipal e estadual, poderá por fim à defasagem do sistema de ônibus e facilitar a circulação de cerca de 1,5 milhão de pessoas diariamente.   Conforme informações divulgadas pela Prefeitura na quarta-feira (06), o Executivo municipal e o Estado formarão um grupo técnico no qual será avaliada a possibilidade de implantação de um sistema de transporte sobre trilhos, sendo cotado tanto o VLT quanto o monotrilho.  Segundo o governador do estado, Carlos Massa Ratinho Junior, o mote da mudança se dá em torno da renovação do sistema de transporte da cidade, que já é considerado altamente eficiente. Para o gestor, contudo, transporte por ônibus não atende mais demanda da Grande Curitiba. "Queremos construir juntos uma solução para modernizar esse sistema, aproveitando os traçados já existentes para incluir outros modais, como VLT e o monotrilho", defendeu o governador.  Tanto Ratinho Junior como o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, se reuniram com representantes da empresa Build Your Dreams (BYD), responsável pela fabricação de veículos elétricos que funcionam sem emissão de poluentes.  Em Mato Grosso Paralelamente, a mais de 1,4 mil km de distância do Paraná, Mato Grosso atravessa um período de batalha judicial anunciada entre Capital e Estado desde que o governador Mauro Mendes (DEM) anunciou, no fim de 2020, que encerraria as obras do VLT, substituindo o modal pelo Bus Rapid Transit (BRT).  Desde então, a mudança tem sido tema de discussão e acrescentou novo capítulo à oposição política entre o governador e o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB). O chefe do Executivo municipal chegou a dizer nesta semana que não atenderá à notificação do Estado na qual o governo determina a não renovação da frota de ônibus da cidade devido aos estudos do BRT.  Em documento oficial, o prefeito apontou que não acatará nenhuma decisão até ouvir o que a população tem a dizer sobre o tema.  Em enquete realizada , 67% dos leitores se mostraram contra o encerramento do VLT. No levantamento, a opção mais votada pela população cuiabana foi a de que os populares "são contra acabar com o VLT, até porque a obra já gastou muito dinheiro público". PARA aqueles que são contra o V.L.T. dando Cuiritiba PR como exemplo, está ai a lógica, a tendência natural, todas, Eu disse TODAS as cidades polo irão implantar o V.L T., pois é o meio de transporte mais viável do ponto de vista econômico, ecológico, moderno, rápido, seguro, limpo etc

  • Nilson Ribeiro | Sexta-Feira, 22 de Janeiro de 2021, 05h52
    0
    0

    DIGITE No Google: (ONDE EXISTE V.L T. NO MUNDO), VCS VERÃO QUANTAS MENTIRAS SOBRE ESSE MEIO DE TRANSPORTES. ELE ESTÁ PRESENTE NO JAPÃO, NA CORÉIA, NA CHINA, NA HOLANDA, NA ALEMANHA, NA RÚSSIA, PORTUGAL, ITÁLIA, FRANÇA.... EM FIM, ESTÁ PRESENTE E SENDO ESTENDIDA SUAS LINHAS. POR FAVOR, FAÇAM UMA CONSULTA E VERÃO QUE É ATUALIZADISSIMO ESSE MEIO DE TRANSPORTE COLETIVO. HOLANDA POR EXEMPLO, SUA CAPITAL TEM POUCO MAIS DE 800 MIL HABITANTES, MENOS QUE CUIABÁ E VÁRZEA GRANDE, É UMA CIDADE PLANA, NESSES LOCAIS O V.L T. É MOVIDO A ENERGIA ELÉTRICA, TAL COMO O PROJETO DAQUI. OS COMENTARIOS CONTRÁRIOS AO V.L T. SÃO INFUNDADOS, MENTIROSOS, NÃO ACEITEM, NÃO ACREDITA

  • Ribeiro | Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2021, 18h01
    6
    0

    Ha 20 anos, quando foi implantado o VLT de Teresina. Teresina tinha 720 mil habitantes, segundo IBGE. Atualmente, Cuiabá e Varzea Grande tem mais de 900 mil habitantes. Esses dados mostra que Cuiabá/VG tem demanda de passageiros para sustentar o sistema de transporte do VLT.

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

juca 400 curtinha A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O...