Cidades

Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 13h:11 | Atualizado: 22/07/2019, 13h:18

Termina reforma na Santa Casa que volta a atender pacientes na próxima 2ª - fotos

Quem pesquisar a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá no Google já será redirecionado para o novo nome da unidade - Hospital Estadual Santa Casa. Após mais de 200 anos sob uma administração filantrópica, a unidade passa a funcionar de forma pública e 100% pelo SUS na próxima segunda (29). Depois que a antiga direção fechou as portas do hospital secular por conta da crise financeira, o Estado fez uma reforma interna, apresentada nesta segunda (22). Os primeiros pacientes eletivos, que aguardam atendimentos na fila, já estão sendo agendados para as primeiras consultas.

Galeria: Santa Casa

 Nesta segunda, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) convidou a imprensa para uma visita guiada à Santa Casa depois da reforma. Já nesta terça (23), o Governo realizará uma cerimônia oficial de reabertura, após quatro meses em que a antiga direção paralisou as atividades por uma dívida superior a R$ 100 milhões. O evento contará com a presença do ministro da Saúde, do Governo Federal, Luís Henrique Mandetta.

Após a inauguração, o hospital passará por um processo de desinfecção que levará dois dias para ser concluído. Às 7h, de segunda, o hospital iniciará as atividades com atendimentos cirúrgicos, oncológicos e nefrológicos, e os primeiros pacientes, que são regulados pela Central do SUS, já serão atendidos.

O Governo ressalta que a Santa Casa não vai ser uma unidade de portas abertas para consultas gerais. Além disso, as UTIs já estarão com 100% da sua capacidade em operação.

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, afirmou que “além de tudo aquilo que já era previsto para ser feito na área da alta complexidade, serão realizadas em torno de 180 cirurgias por mês, de média e baixa complexidade”. A equipe de regulação do Estado já iniciou o processo de planejamento para realização das primeiras cirurgias.

Não poderíamos reabrir o hospital nas condições na qual recebemos. Intervimos em alguns aspectos, mas isso não resolve 100% das deficiências estruturais

Secretário Gilberto Figueiredo

De acordo com a secretária-adjunta, Deise Bocalan, os pacientes mais crônicos, que eram atendidos pela antiga administração da Santa Casa, também voltarão a ser atendidos na unidade. A prioridade vai ser para os que passam por tratamento oncológico ou nefrológico, como a radioterapia e a hemodiálise. A Regulação do SUS faz o trabalho de remanejá-los.

Pacientes de urgência e emergência já serão atendidos na Santa Casa. Mas a reabertura será gradativa. A SES estima que em seis meses a Santa Casa vá estar em pleno funcionamento.

Segundo Gilberto, a nova administração do hospital resolveu manter o nome Santa Casa por uma questão histórica. “Porém, não é Santa Casa de Misericórdia. A denominação correta é Hospital Estadual Santa Casa. Tem CNPJ próprio e todas as providências necessárias para sua legalidade junto ao Ministério da Saúde”, explica.

Reforma

Para realizar os trabalhos de readequação na estrutura, como pintura, troca de piso, manutenção do telhado, manutenção elétrica e hidráulica, o Governo já investiu aproximadamente R$ 2 milhões. Foram repaginadas as alas das UTIs, da pediatria, da cozinha, da recepção e da administração. Mas, para o secretário, as melhorias não podem ser consideras como “robusta”.

“(A reforma foi) prioritária e necessária. Não poderíamos reabrir o hospital nas condições na qual recebemos. Intervimos em alguns aspectos, mas isso não resolve 100% das deficiências estruturais”, disse.

O hospital contará com 10 leitos de UTI pediátrica, 10 leitos de UTI adulto, 10 leitos de UTI neonatal, 33 leitos de pediatria clínica, 27 leitos de pediatria cirúrgica e 22 leitos exclusivos para o Pronto-Atendimento Infantil. Apenas o setor pediátrico engloba 101 leitos da unidade – isto é, a pediatria abrange mais de 40% da totalidade de leitos do Hospital Estadual Santa Casa. A área terá 3 brinquetecocas para crianças juntas a ala infantil.

O Hospital Estadual Santa Casa vai ter um custo mensal de R$ 13 a 15 milhões, quando tiver em pleno funcionamento. A unidade vai funcionar com a gestão do Governo e com recursos do SUS e também do Estado. Segundo o secretário Gilberto, doadores privados também poderão contribuir com a fonte orçamentária.

Gilberto voltou a reafirmar que o Governo “nunca assumiu as dívidas da Santa Casa”. “Ele assumiu antecipadamente 30 meses pelo uso das instalações e consignou em torno de 7 milhões para uma conta judicial”, comentou em referência aos depósitos para pagamento do salário atrasado dos trabalhadores. 120 funcionários contratados para a nova unidade eram da antiga administração da Santa Casa que aceitaram receber “com o que Estado podia pagar”, segundo o secretário.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Florinda | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 14h55
    3
    0

    Parabéns governador MM e Equipe, só tu mesmo em sua gestão para essas vitórias.

Diversos cortes nas despesas da AL

eduardo botelho curtinha 400   Num período em que o Legislativo praticamente parou, assim como o Judiciário e órgãos vinculados aos Poderes, como TCE e MPE, o presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (foto), tomou decisão correta ao cortar gastos enquanto perdurar a pandemia do coronavírus. Entre as...

Governador está tenso e preocupado

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes anda tenso e preocupado. Mesmo já tendo adotado uma série de medidas de prevenção, inclusive consideradas radicais, ele não dorme direito por causa das projeções nada otimistas de aumento nos próximos dias de casos de coronavírus em...

AL aprovará empréstimo de R$ 550 mi

A Assembleia aprovou, na convocação extraordinária desta sexta (27), dispensa de pauta para a mensagem do Executivo que pede autorização para contrair empréstimo de R$ 550 milhões junto à Caixa Econômica. O recurso será aplicado na construção de pontes de concreto em diversos municípios. Agora, a matéria entra na pauta e será aprovada pela maioria dos deputados na próxima segunda (30),...

Queda nas receitas e o salário regular

emanuel pinheiro 400 curtinha   Prefeitos de um modo geral vão conseguir pagar a folha do funcionalismo de março, na próxima semana, sem tantas dificuldades. Já para abril, a tendência é que passem apurados para manter os vencimentos em dia, por causa do reflexo negativo da pandemia do coronavírus,...

Galvan, afronta à legislação e multa

antonio galvan 400 curtinha   O presidente da Aprosoja-MT, Antônio Galvan (foto), que tentou, mas acabou desistindo da disputa ao Senado, está sempre envolvido em polêmicas, seja nas demandas do agronegócio, seja no cotidiano da política. A mais recente é que ele, juntamente com outros produtores, está...

Destaque nas ações anti-coronavírus

leonardo bortolini leo 400 curtinha   O prefeito de Primavera do Leste Leonardo Bortolin (foto) vem recebendo elogios e ganhou o noticiário nacional por medidas práticas, céleres e seguras no atendimento à população, em meio aos cuidados para prevenção ao coronavírus. Desde a semana...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.