Cidades

Domingo, 15 de Dezembro de 2019, 09h:00 | Atualizado: 15/12/2019, 12h:08

UNIÃO HOMOAFETIVA

Uniões homoafetivos quadruplicam, em clima de perda de direitos e Bolsonaro

Arquivo Pessoal

casamento homoafetivo

As jornalistas Priscila Mendes e Bruna Maciel estão entre os que apressaram a oficialização da união para ter direitos

Nos últimos três meses de 2018, período entre eleição de Jair Bolsonaro e a posse dele como presidente da República, um pico de registros de casamentos entre pessoas do mesmo gênero foi registrado em todo o Brasil, de acordo com o IBGE. Na região Centro-Oeste, por exemplo, o número de casais LGBTQI+ que formalizaram uniões civis saltou de 44, em outubro, para 159, em dezembro.

As jornalistas Priscila Mendes e Bruna Maciel, de 34 e 25 anos, apressaram o casamento. Juntas desde dezembro de 2017, inicialmente planejavam a união para o final deste ano. Priscila conta que elas pretendiam planejar a cerimônia e a mudança para o mesmo endereço com mais calma. Porém, com Bolsonaro ganhando projeção, ambas viram a vida pessoal ser atravessada pelo contexto político brasileiro. Entre outros discursos, o atual presidente ficou marcado pelas mensagens homofóbicas, situação que fez muitos casais LGBTQI+ se preocuparem com o futuro de suas relações.

Arquivo Pessoal

casamento homoafetivo

Foto clássica cortando o bolo na confraternização de celebração da união

"Já tínhamos a intenção de manter um relacionamento longo e duradouro, mas, especialmente em outubro de 2018, começou um período que mexeu com todos nós [mulheres e LGBTQI+]. Entramos em novembro do mesmo ano, com pouca perspectiva para 2019", explica Priscila. 

Então, em 28 de dezembro do ano passado, elas finalmente registraram a união civil. Poucos dias antes da formalidade, também começaram a morar juntas. Porém, a jornalista explica que o processo não foi tão fácil para outros casais, que, com medo de não conseguirem se casar no ano seguinte, apressaram as uniões mesmo não tendo ainda terminado de pagar a casa própria, por exemplo. 

"Teve gente que casou sem conseguirem ir morar juntas, porque ainda não tinham condições. Outros casaram e não queriam que fosse dessa forma. Ou foram morar de aluguel. Em algum nível houve isso de terem o sonho 'invadido' por conta de uma percepção ruim. Correr para garantir um direito, sendo que os planos eram outros", ressalta. 

Priscila afirma que a união civil acabou sendo vista como um ato político por amigos LGTQI+s, que se emocionaram durante a festa de casamento, que aconteceu apenas em janeiro deste ano. Porém, apesar da representatividade, a jornalista explica que ela e a mulher não planejaram a união civil como um protesto. 

"Não colocaria meus sonhos e minha forma de viver à mesa por conta de uma questão política, porque é a minha vida. Não houve intenção de protesto, houve intenção de garantir o direito que é nosso. Mas, qualquer grupo vulnerável que se posiciona socialmente, 'arrasta' com ele todo mundo junto", diz.

Rodinei Crescêncio

casamento homoafetivo

Em Mato Grosso, durante todo o ano de 2018, 46 casamentos entre pessoas do mesmo sexo foram formalizados. Com medo de perderem o direito à união civil com a posse de Bolsonaro, que aconteceu em janeiro deste ano, casais, como Priscila e Bruna, adiantaram o registro. 

No Brasil, o crescimento fica ainda mais evidente. Em novembro do ano passado, segundo o IBGE, foram realizadas 957 uniões civis entre pessoas do mesmo sexo. No mês seguinte, o número saltou para 3.098 mil registros. Em comparação com 2014, ano que elegeu Dilma Rousseff, houve um crescimento de 538% nos registros de casamento em dezembro, segundo levantamento da Gênero e Número com dados do IBGE.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • alexandre | Domingo, 15 de Dezembro de 2019, 20h02
    4
    0

    mimimi sem noção, deixa ele se felizes.. tudo é afronta e lacração..

  • jorge lucas | Domingo, 15 de Dezembro de 2019, 18h09
    6
    5

    vai lavar roupa,varrer uma calçada,procure uma pauta relevante para publicar,estão sem bandeira para defender e fazer barulo ??? afff tá dificil engolir que o Brasil está entrando nos eixos ? e vou dizer mais,não votei no tal do bolsonaro,mas na proxime eu votarei.

  • Janjão | Domingo, 15 de Dezembro de 2019, 15h42
    7
    4

    Isso só pode ser matéria desses luletes adoradores de condenados por corrupção. Vôte! To fora desse fanáticos petebas

  • Olrandir Cavalcante | Domingo, 15 de Dezembro de 2019, 13h39
    5
    8

    Na verdade as paginas do governo tratam isso como sinal de segurança.... NA VERDADE É UMA RESISTENCIA ... O governo e os bozonaristas são tão tapados que nao sabem o que significa este dado

  • Bugre | Domingo, 15 de Dezembro de 2019, 09h46
    9
    5

    Mas que conversa fiada essa. Onde já se viu dizer que casou por causa do Bolsonaro?! Já li matéria meia boca nesse site mas essa foi a campeã! Fraquíssimo esse argumento de meia tigela.

Júlio apoiou Bolsonaro pra varrer o PT

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), pré-candidato a senador pelo DEM, diz que em 2018 não só votou em Bolsonaro, como participou de carreata e vestiu camisa com as cores verde e amarela em apoio à candidatura do capitão. Lembra que estava convicto naquele momento de que era preciso varrer o PT...

Já com apoio de mais de 50 prefeitos

otaviano pivetta 400 curtinha   Otaviano Pivetta (foto) não para nas articulações políticas. E, se apoio elevado de prefeitos vier a ser decisivo, ele será eleito senador na suplementar de 26 de abril. Dos 141 gestores municipais do Estado, mais de 50 já anunciaram que estarão no palanque do...

Grupo de EP e Kleber pra marketing

kleber lima 400 curtinha   O grupo do prefeito Emanuel Pinheiro decidiu abrir diálogo com o jornalista e marqueteiro Kleber Lima (foto), visando o pleito de outubro. Não há mais resistência a uma possível contratação de Kleber, independente de quem o grupo lançar ao Palácio Alencastro,...

Prefeito coloca secretarias em alerta

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) colocou em estado de alerta a Defesa Civil e as secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos por causa da chuva torrencial que caiu neste sábado em Cuiabá. Em vários locais, inclusive na região central, como em frente à praça...

Jovem prefeito à reeleição e os Maia

gustavo melo 400 curtinha   Em Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), o mais jovem dos 141 prefeitos mato-grossenses - completa 36 anos no próximo 26 de junho -, está disposto a buscar a reeleição pelo PSB. Mas carrega forte desgaste. O que traz certo conforto para Gustavo é o fato de Maia Neto, que comandou o...

Suposta delação tira sono de Alencar

alencar soares 400 curtinha   A notícia de que o STJ já teria homolagada delação de Sérgio Ricardo caiu como uma bomba. Mesmo depois do ex-deputado e hoje conselheiro afastado do TCE vir a público desmenti-la, assegurando não ter motivos para fazer tal colaboração premiada, os efeitos...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.