Edésio Adorno

Críticos de Moro e o dinheiro recuperado pela Lava Jato

Por 12/07/2019, 07h:28 - Atualizado: 12/07/2019, 07h:35

Dayanne Dallicani

Colunista Ed�sio Adorno

 

Veja, Folha de S Paulo, Reinaldo Azevedo, UOL Notícias e TV Globo e site sensacionalista The Intercept Brasil formam um exército de mercenários. Os valentes da mídia estão dispostos a produzir uma nova versão da guerra da Reconquista, que retomou a Península Ibérica depois de oito séculos sob o domínio dos Mouros.

Como em toda guerra, primeiro elimina-se a verdade. O passo seguinte é apelar para a vilania e tornar infame o alvo que se pretende atingir. Sequestrar a honra, a reputação e imprestabilizar os esforços de Sérgio Moro no combate a corrupção faz parte do jogo rastaquera. Os possíveis erros do juiz seriam o suficiente para nulificar toda sua obra.

Oxalá houvesse um exército de Moros no Brasil, assim o País estaria livre da peste da corrupção por alguns séculos

O conluio da chamada grande imprensa com o The Intercept tem um proposito claro: atingir Moro para desestabilizar o governo do presidente Jair Bolsonaro. A jararaca fora do serpentário poderia inocular sua toxina nas redes sociais, arrebanhar uma legião de seguidores e arrastar o País a uma convulsão social. Na esteira desse movimento sedicioso, o governo do capitão seria sequestrado pelo centrão, com o apoio de corporações sindicais e da imprensa comunista.

Anular condenações da Lava Jato pressupõe liberar Lula e seus comparsas da cadeia, significa devolver a corrupção aos corruptos, conforme leciona Joaquim Falcão, que é desembargador aposentado e professor de Direito Constitucional. Se existe ‘vicio’ insanável nas operações policiais que redundaram na apreensão de milhões em malas e em apartamentos, então a montanha de dinheiro recuperada pelos investigadores da Lava Jato deve ser restituída aos ladrões da Pátria com um pedido de desculpas.

Falcão sustenta que a legislação processual e o formalismo interpretativo alimentam a irresponsabilização judicial. “O excesso do devido processo legal é uma doença. Inchaço. Patologia. É o processualismo”, diz o mestre e concluir: “este processualismo não defende a sociedade. São rituais de impunidades e desigualdades judiciais”.

Não pense que defendo relativização do devido processo legal e das garantias constitucionais. Nada disso. A questão é outra. O Brasil mudou e o soberano da República, Sua Excelência o Povo, exige justiça célere, eficaz e o combate sem trégua a corrupção, que é a fonte de todas as mazelas e iniquidades sociais.

Oxalá houvesse um exército de Moros no Brasil, assim o País estaria livre da peste da corrupção por alguns séculos. Infelizmente, a Lava Jato está sendo torpedeada em nome de regras processuais que sempre privilegiaram os delinquentes de colarinho branco. A imprensa virou a casaca, mudou o enfoque do noticiário, se armou com os vazamentos do The Intercept, deixou de lado os valores republicanos e levou para as redações a pauta da esquerda.

Anular a condenação de Lula abre brecha para anular outras condenações. Lula livre seria apenas a ponta do iceberg jurídico

O consórcio formado pela ‘grande’ imprensa tenta a todo custo encabrestar o STF para obrigar os ministros daquela Corte de Justiça a encurralar os magistrados e membros do MPF que atuam na Lava Jato. A coisa é sórdida, mesmo!

Anular a condenação de Lula abre brecha para anular outras condenações. Lula livre seria apenas a ponta do iceberg jurídico. Eduardo Cunha também seria colocado no olho da rua. O dinheiro encontrado no apartamento de Geddel Vieira Lima teria que ser devolvido ao rato do MDB.

A mala recheada de dinheiro apreendida pela Polícia Federal com Rocha Loures deveria ser restituía ao assessor de Michel Temer, o marido de Gleisi Hoffmann deveria ser inocentado por antecipação. Zé Dirceu e uma infinidade de outros gângsteres da era petista deveriam ser premiados com uma certidão de nada consta em seus prontuários policiais.

O ministro Sérgio Moro, ao longo de sua cruzada contra o crime organizado e a corrupção pode ter cometido falhas, equívocos e impropriedades. A obra dele, no entanto, é maior que tudo isso.

A Lava Jato fez pelo Brasil, a esquerda e a imprensa mercenária, quando hostilizam o exemplar e excepcional patriota Sérgio Moro prestam um desserviço à Nação.

Enquanto os ladrões da administração pública aplaudem o The Intercept e seus parceiros, os brasileiros de boa índole se solidarizam com Moro, defendem o governo Bolsonaro e o pacote anticrime. Ah, Lula continua preso, babaca!

Edésio Adorno é advogado em MT e escreve exclusivamente nesta coluna toda sexta-feira. E-mail: edesioadorno@gmail.com​

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Janio carlos | Sexta-Feira, 12 de Julho de 2019, 19h47
    1
    0

    Parabéns,falou tudo que o povo Brasileiro está sentindo neste momento no Brasil, que está sendo passado a limpo.

  • Oi? | Sexta-Feira, 12 de Julho de 2019, 17h17
    0
    0

    Justiça é dinheiro? Pensava que tinha a ver com o Direito. Oi?

Apoio entre opositores é pura falsidade

diego guimaraes 400 curtinha   O tão propagado apoio político recíproco entre os vereadores de oposição em Cuiabá, principalmente em relação ao futuro cassado Abílio Júnior, não é verdadeiro. Todos são concorrentes entre si. Tentam viabilizar suas...

Joaninha se afasta da Câmara de Sinop

joaninha 400 sinop vereador curtinha   O vereador por Sinop Joaninha (MDB), conforme a coluna Curtinhas adiantou, se licenciou do cargo por 60 dias para se recuperar do acidente que sofreu durante manobra na Competição Duelo de Motos, em Atibaia (SP). Enquanto isso, o suplente Mauro Garcia (MDB), ex-secretário de...

Manifestação de apoio deles para ele

elizeu nascimento 400 curtinha   Mesmo com o apoio dos deputados Elizeu Nascimento (foto), Xuxu Dalmolin e Ulysses Moraes que levaram até assessores, em pleno horário de expediente, a manifestação pró-Abílio na Câmara de Cuiabá foi considerada fraca. Investigado por quebra de decoro...

TCE cria estrutura para atender a AL

maluf 400 curtinha   A Assembleia Legislativa saiu de Guilherme Maluf (foto), mandando-o para o TCE, mas ele não saiu da AL. Alçado à presidência com menos de um ano na cadeira vitalícia, Maluf acaba de criar uma assessoria parlamentar para promover o intercâmbio com as comissões da AL e ainda um...

Cassação de Abílio depois do Carnaval

abilio junior 400 curtinha   Por mais que Abílio Júnior (foto) implore e grite por socorro, na esperança de escapar da cassação, inclusive se colocando como vítima de perseguição política, perderá mesmo mandato. Mas isso só vai ocorrer após o Carnaval. A...

PGR monitora delação de ex-deputado

jose riva 400 curtinha   Membros do alto escalão da Procuradoria-Geral da República, que rejeitou a proposta de delação de José Riva (foto) na esfera federal por causa de omissão de crimes, estão monitorando os bastidores do acordo de colaboração, agora entre o Ministério...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.