Edésio Adorno

Os desafios do novo prefeito de Tangará da Serra

Por 18/12/2020, 09h:01 - Atualizado: 18/12/2020, 09h:09

Dayanne Dallicani

Colunista Ed�sio Adorno

O empresário Vander Masson (PSDB) assume, no dia 1º de janeiro, a Prefeitura de Tangará da Serra, o 5º maior município de Mato Grosso. Essa quinta grandeza se refere ao número de habitantes, de seu colégio eleitoral e de sua extensão territorial. Nada além disso!

Em termos de PIB per capita (Produto Interno Bruto por Habitante), a posição de Tangará da Serra no ranking estadual precisa melhorar muito. Dados do IBGE de 2016 mostram os 100 municípios brasileiros com maiores PIBs per capita do país.

De acordo com o levantamento do IBGE, Mato Grosso é o 2º estado com mais municípios entre os 100 maiores PIBs per capita do país. Na lista aparecem 12, sendo eles, pela ordem: Campos de Júlio, Santa Rita do Trivelato, Nova Ubiratã, Sapezal, Alto Taquari, Diamantino, Itiquira, Ipiranga do Norte, Campo Novo do Parecis, Santo Antônio do Leste, Santa Carmem e Querência.

Masson vai precisar acumular energia, elaborar projetos e debater com a sociedade alternativas para fazer Tangará da Serra cicatrizar as feridas abertas na economia e no tecido social

Edésio Adorno

Vander Masson vai administrar um orçamento de pouco mais de R$ 400 milhões. Em números absolutos, é muito dinheiro. Subtraída as obrigações fixas, folha de pagamento, encargos, dívidas fundadas e repasse constitucional para o Legislativo (algo em torno de R$ 9 milhões), o que sobra para investimento em obras e na prestação de serviços é muito pouco – quase uma miséria.

A pandemia do novo coronavírus achatou a receita dos municípios, com Tangará da Serra incluso, reduziu o poder de compra das pessoas, recrudesceu o desemprego, afetou o comércio e a prestação de serviços. Apenas o setor produtivo rural não teria sido impactado negativamente pelos efeitos reflexos da aterrorizante doença.

Masson vai precisar acumular energia, elaborar projetos e debater com a sociedade alternativas para fazer Tangará da Serra cicatrizar as feridas abertas na economia e no tecido social, superar a dor pelas mortes ocorridas e impulsionar o município a reconquistar sua vocação de grandeza e de prosperidade. É um desafio e tanto!

Sem alternativas de geração de emprego e renda, o município empaca e se torna incapaz de oferecer os serviços garantidores de qualidade de vida digna a sua gente. A agricultura familiar, que é o subgrupo humano do agronegócio, pode contribuir para com o soerguimento da economia da cidade. O novo chefe da Seaf não pode ser um amador. A responsabilidade do futuro secretário de Agricultura Familiar será gigantesca neste cenário desolador causado pela pandemia do novo coronavírus.

De igual forma, o novo responsável pela pasta de Saúde precisa ser técnico, ter jogo de cintura, habilidade e conhecimento o suficiente para oferecer respostas rápidas a população. Acelerar a implantação do Hospital Regional, que já tem previsão de R$ 20 milhões no orçamento do governo do estado, via emenda de iniciativa do deputado Dr. João Matos (MDB), é medida que se impõe sem delongas.

Um outro desafio gigantesco da futura gestão Vander Masson passa pela resolução da questão do saneamento básico. Levar água as residências, adequar o aterro sanitário as normas legais, fazer funcionar a estação elevatória e garantir que a rede de esgotamento entre em operação. Canos e tubos estão enterrados há anos, porém sem nenhuma serventia prática para a população. Existem pendengas na justiça e dívidas enormes junto a Caixa Econômica Federal.

Soma a tudo isso, o enorme passivo ambiental. O Samae tem notificações da Sema-MT e já foi notificado para recuperar a degradação causada no córrego Queima Pé. O futuro diretor da autarquia municipal, Alceu Grappegia, já escaneou a empresa e logo será divulgado um relatório completo. Grappegia tem experiência na área e conhece o funcionamento da autarquia. Ele será duramente cobrado pela população. Ninguém vai admitir mais falta de água nas torneiras. Vander e Alceu sabem disso.

O cenário que se afigura diante da futura gestão Vander Masson é desafiador. Mas é em situação de adversidade que o gestor mostra suas habilidades e competências. Uma alternativa para não perder a estrondosa legitimidade alcançada nas urnas é não esconder nada e não se afastar da população. Debater tudo e conversar sempre com o povo ajuda qualquer governante a preservar seu capital político.

Edésio Adorno é advogado em MT e escreve exclusivamente nesta coluna toda sexta-feira. E-mail: edesioadorno@gmail.com​

Postar um novo comentário

2 suplentes já estreiam em Cuiabá

alex rodrigues 400   Com menos de quatro meses de mandato, dois dos 25 vereadores cuiabanos reeleitos no ano passado já pediram licença para abrir espaço a suplentes. Diego Guimarães (Cidadania) se afastou por 30 dias. Em sua cadeira está Maysa Leão, do mesmo partido. Marcrean Santos (PP) pediu afastamento...

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

MAIS LIDAS