Eduardo Mahon

Minha luta

Por 14/12/2019, 08h:06 - Atualizado: 14/12/2019, 08h:11

Dayanne Dallicani

Colunista Eduardo Mahon

Anuncio que serei candidato ao Senado Federal!

Queridos amigos, desprezíveis inimigos, anuncio que serei candidato ao Senado Federal! A partir de hoje, vocês poderão acompanhar a minha plataforma eleitoral. Garanto que não trairei a tradição política brasileira e, no primeiro mês de mandato, nomearei 30 assessores para o meu gabinete, de preferência parentes dos maiores cabos eleitorais da minha campanha. De antemão, prometo enriquecer nesses sete anos de política, adquirindo concessões de rádio e televisão pelo interior do Estado, terras em nome de laranjas onde venderei a madeira derrubada, contratando índios e garimpeiros para assumirem a culpa. Portanto, vai aqui a essência dos meus principais projetos:

1º Projeto de Lei – Obrigar escolas e universidades a rezarem o terço no princípio das aulas e, ao final, perfilar os alunos diante da bandeira nacional a fim de cantar Dancing Queen, do Abba. Qualquer estudante que não souber a letra ou resistir ao ritmo será advertido e, em caso de comprovada recusa no uso da braçadeira colorida, sofrerão excomunhão sumária.

2º Projeto de Lei – Abolir o gênero na língua portuguesa falada e escrita no território brasileiro. As gramáticas e os dicionários deverão ser recolhidos para acrescentar o X em qualquer palavra em que haja variação de gênero. Assim, a partir da promulgação da lei, todxs xs demais brasileirxs deverão se tratar de forma indefinida em atenção à diversidade sexual.

3º Projeto de Lei – Criminalizar a conversão à esquerda. Daqui pra frente, será crime virar à esquerda. Os Detrans de todo o país lançarão campanha de conscientização para que os motoristas virem sempre à direita, enquanto as grandes montadoras de veículos fazem o recall dos automóveis para retirar o pisca alerta e o retrovisor da esquerda. Encerrado o prazo de adaptação, quem for flagrado convertendo à esquerda será condenado a 13 anos de trabalhos forçados.

4º Projeto de Lei – Construir um banheiro para cada brasileiro. A fim de evitar preconceito de qualquer natureza, o governo federal deverá providenciar um banheiro químico para cada cidadão. A desigualdade desaparecerá mediante a distribuição gratuita de lentes de contato azuis para negros e pardos, além de proibir por 100 anos o acesso de homens brancos heterossexuais a concursos públicos para provimento de qualquer cargo federal, estadual ou municipal.

O companheiro Luís Inácio Lula da Silva não será considerado culpado

5º Projeto de Lei – Instituir a Gramática Bovina. Com ajuda das associações do agronegócio, o Ministério da Educação promoverá um grande programa para implementar a escola bilingue no Brasil. O Brasil passará a adotar o bovinês como segunda língua oficial e qualquer publicação deverá circular com a versão em mugido. O ENEM passará a exigir conhecimentos bovinos básicos, indicando-se a bibliografia obrigatória de Olavo de Carvalho.

1ª Emenda Constitucional – Ficam abolidos todos os impostos. Imposto é roubo. Portanto, cada brasileiro deve se virar para conseguir o próprio saneamento básico, asfaltamento nas ruas por onde andar, iluminação urbana e rural etc. Os serviços de justiça e de legislação deverá ficar a cargo de milícias populares que decidirão os rumos da nação por meio de voto on-line no Facebook.

2ª Emenda Constitucional – O companheiro Luís Inácio Lula da Silva não será considerado culpado nem com sentença transitada em julgado, permitindo-se sua eleição democrática para o mandato de 50 anos ininterruptos, ocasião em que indicará outro companheiro para assumir o posto de comandante-em-chefe.

Eis a minha luta!

Se a coisa tá preta, vote no Marrom!

Eduardo Mahon é advogado, escritor e escreve exclusivamente neste espaço todo sábado. E-mail: edu.mahon@terra.com.br

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Moreira | Sábado, 14 de Dezembro de 2019, 21h35
    0
    0

    Moreira , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Ex-vereador por 5 vezes tenta retornar

wilson kishi 400   Após uma década sem encarar uma disputa eleitoral, Wilson Kishi (foto), que já exerceu cinco mandatos de vereador por Cáceres, somando quase 20 anos ininterruptos de assento no legislativo, decidiu se submeter ao teste das urnas de outubro. Vai tentar cadeira de vereador. Se filiou ao PSB, que tem a...

SD e chapa competitiva pra vereador

aluizio lima 400   Comandado no Estado por Zé do Pátio, prefeito de Rondonópolis, o Solidariedade ganhou novos filiados em Cuiabá e já tem uma lista de 32 pré-candidatos a vereador, numa expectativa de conquistar até quatro cadeiras. Além dos recém-filiados, vereadores Vinicius Hugueney...

MDB diz apostar em Thiago em Roo

thiago silva 400 curtinha   Dirigentes do MDB contestam o registro em nota no Curtinhas, assegurando que a oposição está forte em Rondonópolis e que deve unificar os grupos políticos e derrotar o projeto de reeleição do prefeito Zé do Pátio. Pesquisas internas estão deixando...

Pátio, adversários fracos e reeleição

ze do patio 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis Zé do Pátio (foto), por mais populista, demagogo e com uma gestão avaliada pela maioria como desastrosa, caminha a passos largos para conquista de mais um mandato. Tende a vencer pela lógica do menos pior. Seus virtuais adversários são...

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.