Planos de saúde, um problema crônico

 

gilson_colunista.jpg

Gilson Nunes

Já faz algum tempo que a sociedade tem vem por estresses constantes por força da desorganização dos gestores dos planos de saúde ou, talvez, por malandragem de determinados médicos que não se preocupam em atender seus pacientes a contento. Tudo no começo é fácil. A partir da marcação da primeira consulta, começa a anarquia: o médico solicita alguns exames para um diagnóstico mais eficiente e confiável, mas não marca o retorno do paciente, que deve retornar portando os resultados desses exames.

 

   Aí é que está o problema: quando o paciente retorna à clínica com o resultado, sua secretária exige o pagamento de uma nova consulta alegando que o prazo para entrega dos mesmos já expirou. Irritado(a), o(a) paciente não retorna ao médico e o tratamento fica a ver navios. É preciso procurar outro médico, pois para aquele médico tanto faz como tanto fez se aquele paciente volta ou não.

 

   A revolta de quem precisa de cuidados médicos é muito grande. Essa angústia tem se repetido em várias clínicas espalhadas por toda capital mato-grossense. Tanto as clínicas quanto os médicos que interrompem a consulta a um paciente por decurso de prazo na entrega de exames, não merecem a confiança de seus sócios. É bom que se diga que para algumas clínicas o prazo para entrega dos exames é de 15 dias a partir da data da primeira consulta e, em outras, esse prazo vai até um mês.

 

   O tempo para realização desses exames parece ser elástico, mas não é. O fato é que, dependendo do exame, os laboratórios não têm data hábil que possa encaixar dentro do prazo estipulado pela clínica. Este fato aconteceu com uma paciente da Clínica da Mulher, localizada no bairro Consil. A paciente utilizava o plano de saúde da Caixa Econômica Federal, o Saúde Caixa. A paciente não tinha porque pagar outra consulta uma vez que ele já havia recebido pela primeira consulta e, incapacitado de dar o prognóstico pela necessidade dos exames, o pagamento de uma nova consulta é, no mínimo, oportunismo voluntário que, por si só, não se justifica.

 

   Estes fatos vêm ocorrendo sistematicamente em quase todos os hospitais e clínicas que atendem através dos planos de saúde, o que considero uma vergonha. Se o CNM comunga com essa conduta, quero deixar registrado a minha revolta e de todos aqueles que estão passando por isso. Infelizmente, eu só posso lamentar a falta de credibilidade que esses supostos “profissionais” estão deixando de conquistar. São por essas e outras que o Brasil está implantando o programa “Mais Médicos”. A grande preocupação da sociedade de hoje é quanto a falta de respeito para com o cidadão e cidadã. Gente que cuida de gente precisa agir como gente.

 

   Gilson Nunes é jornalista e funcionário público e escreve neste Blog todo sábado. E-mail: gnunes01@yahoo.com.br

Postar um novo comentário

Queda-de-braço em Alto Araguaia

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), enfrenta uma queda-de-braço com os vereadores. Recentemente, oito dos 11 parlamentares encaminharam ofício ao chefe do Executivo, inclusive com cópia para o MPE, considerando inoportuna, descabida e suspeita, neste momento de pandemia, fazer obra...

Estado amplia leitos de UTI no Sul

gilberto figueiredo 400 curtinha   O secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo (foto) reclama, sem citar nome, da forma como a prefeitura rondonopolitana está encarando a pandemia da Covid-19. Mesmo o governo federal já tendo pago diárias antecipadamente e, inclusive por três meses, de 10 leitos de...

Briga inconsequente com Santa Casa

z� do patio 400 curtinha   Acuado pela consequência da falta de planejamento e de gestão, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, está numa luta descabida de tentar encontrar culpados pelo avanço da Covid-19 no município. A prefeitura não construiu, sequer,...

2 secretários acionados sobre compras

ozenira 400 curtinha   Os secretários municipais de Cuiabá, Luiz Antonio Possas de Carvalho (Saúde) e Ozenira Félix Soares (foto), de Gestão, têm 48 horas para prestar esclarecimentos sobre compras, sem licitação, de óculos de proteção e macacões destinados a...

Valdir, conta rejeitada e pedido negado

valdirzinho 400 curtinha   Valdir Pereira de Castro, o Valdirzinho (foto), prefeito de Santo Antonio de Leverger, ingressou com pedido de revisão no TCE sobre o parecer contra aprovação das contas de 2018. O Tribunal apontou uma série de irregularidades, entre elas registros contábeis incorretos, abertura de...

Stopa vira trunfo do prefeito Emanuel

jos� roberto stopa 400   Filiado histórico do PV, José Roberto Stopa (foto) se tornou espécie de trunfo do prefeito Emanuel Pinheiro. Se o emedebista resolver buscar a reeleição, o que seria o caminho natural, Stopa pode entrar na chapa como candidato a vice ou simplesmente ficar de fora do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.