Henrique Maluf

Deus salve a cloroquina

Por 28/07/2020, 07h:23 - Atualizado: 28/07/2020, 07h:28

Arte/Dayanne Dallicani

Colunista Henrique Maluf

Bem provável que essa tenha sido a legenda que se passou na fantasiosa cabeça de Bolsonaro ao protagonizar a desvairada cena erguendo uma caixa de Cloroquina para seus fiéis seguidores.

A primeira coisa que veio a minha cabeça foi a cena do filme “O Rei Leão” quando o babuíno Rafiki levanta o pequeno filhote de leão Simba em um penhasco para a contemplação e adoração de todos os animais da floresta. Zebras, elefantes, macacos, cervos, todos se curvam perante o rei leão, isso tudo ao som de Elton John cantando o “Círculo da vida”. Seu houvesse bois e vacas na savana, com certeza o gado se curvaria diante de tão majestosa e contagiante cena.

Há muita semelhança entre a cena do filme infantil de 1994 e a cena da série de terror trash chamada “Bolsonaro Presidente”, a diferença está apenas no “que” eles estão mostrando em suas mãos. A trilha sonora desse momento também seria diferente, não caberia Sir Elton John com o “Círculo da vida” e sim Roger com sua banda de “rock reaça” “Ultraje a Rigor” cantando “inútil, a gente somos inútil”, poderia até rolar uma participação especial do arrependido Lobão nos backing vocals.

Bolsonaro não tem a mínima estrutura emocional e racional para governar o país, sua obsessão pela cloroquina é só mais um exemplo disso

Enquanto Bolsonaro ostentava o medicamento, seus seguidores bradavam “Cloroquina! Cloroquina!” com toda a força, os gritos pareciam vir do fundo do coração, com todo amor – talvez o amor, esse tão belo sentimento explique tudo isso, afinal, o amor é cego – e davam o aval ao medicamento que o Jair Messias defende como o tratamento para Covid-19. Nos surreais pensamentos da trupe bolsonarista uma grande conspiração mundial vem abafando o tratamento com a cloroquina a fim de manter a população pavorosa e além de fragilizar a economia por meio do isolamento social.

Esse tom engraçado é a única reação que consigo ter e não é deboche, é desespero. Eu já passei com louvor pela raiva, tristeza, medo e isso sem nenhuma surpresa, pois sabia que Bolsonaro seria um péssimo presidente, mas não que ele se empenharia tanto para tal. Seu ódio pela cultura, pela educação, pelas minorias, pela igualdade social só revelaram seu caráter preconceituoso, no sentido literal da palavra, Bolsonaro odeia aquilo que ele desconhece.

Bolsonaro não tem a mínima estrutura emocional e racional para governar o país, sua obsessão pela cloroquina é só mais um exemplo disso e reflete nos seus seguidores que, como se estivessem diante algo sagrado, adoram um medicamento que a Organização Mundial de Saúde suspendeu para o tratamento de Covid-19 por ser ineficaz e trazer riscos de efeitos colaterais. É o reflexo sólido da sua negação a ciência, mais uma das “coisas” que ele odeia.

Antes de vir defende-lo dizendo que Bolsonaro foi curado pela cloroquina, lembremos que ele anunciou no dia 7 de julho, que testou positivo e apenas no dia 25 de julho, no quarto teste, é que ele indicou negativo. É muito tempo! Inúmeras pessoas foram curadas do vírus em menos tempo e sem usar a cloroquina. A covid-19 ainda não tem cura. Bolsonaro quer emplacar seu “santo” remédio para justificar o gasto de R$ 1,5 milhões do laboratório do Exército Brasileiro na produção da cloroquina.

O sentimento de impotência que a pandemia criou nos deixam desorientados e aflitos, nós merecíamos ter um presidente da república comprometido com a nação. Estamos completamente desamparados, no pior lugar do mundo para se estar hoje. Não há mais espaço para “achismos”, a conta já ultrapassou 87 mil mortos. Nas próximas eleições lembrem-se de votar em quem defenda a universidade pública, os professores e pesquisadores, são esses que vão descobrir a vacina para o coronavírus.

Enquanto estou aqui tentando quantificar a sanidade mental do presidente que mostra um remédio para emas me esqueci que ia escrever sobre os escândalos de corrupção que assombram Jair Messias Bolsonaro. Os casos de funcionários fantasmas e a prisão de Fabrício Queiroz, o ex-faz-tudo da família, que ao lado de seus filhos e aliados são investigados no inquérito das Fake News.

Henrique Maluf é formado em Música pela UFMT, produtor cultural, pesquisador de cultura regional e arte educador. Escreve nesta coluna com exclusividade às terças. E-mail: herojama@gmail.com

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Antonio | Terça-Feira, 28 de Julho de 2020, 23h39
    1
    1

    Henrique, parabéns pelo texto! Expressa exatamente como é o comportamento desse miliciano Bolsonaro. Cidadãos de bem, vamos tirar logo este tirano do poder. Este é o Hitler brasileiro, discípulo do Trump!

  • Everton | Terça-Feira, 28 de Julho de 2020, 23h26
    1
    1

    Estão criticando por que? O Henrique colocou o dedo na ferida. Temos um governo incompetente, que somente quer agradar o seu gado e defender sua família de milicianos.... lamber as bolas do Trump e salvar a cloroquina....Para defender um (des)governo desses, somente as elites, a burguesa podre, os milicianos e os pobres de direita.

  • alexandre | Terça-Feira, 28 de Julho de 2020, 16h12
    1
    3

    Isso mé lembra Dr oswaldo Cruz,no começo do século, que recebia, as mesmas críticas..

  • alex r | Terça-Feira, 28 de Julho de 2020, 14h37
    4
    0

    Vendo os comentários entendo pq o país esta do jeito que está... O texto tem um monte de problemas mas entendi as referencias e as alegorias... O país perdeu seu senso moral, ético, até de realidade... Aplaudir ou defender as situações bizarras que acontecem hoje é tão pior quanto a corrupção que assola o país desde seu descobrimento. A mim me parece que se aceitar a loucura o povo deve acreditar que deva ser sonho ou pesadelo a vida que levam e não a realidade. Negam a realidade , mas negar a realidade não a torna menos real.

  • ENFIM A HIPOCRISIA | Terça-Feira, 28 de Julho de 2020, 12h29
    3
    6

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK olha o perfil do maluco, nítido esquerdista e lulista!

  • Roger Moreira | Terça-Feira, 28 de Julho de 2020, 11h45
    0
    0

    Roger Moreira, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Alexandre | Terça-Feira, 28 de Julho de 2020, 09h22
    7
    8

    Pelo currículo dele percebe-se que assiste muito desenho.

  • Angela | Terça-Feira, 28 de Julho de 2020, 09h08
    6
    9

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk chora na cama que é lugar quente, esquerdista!

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

Câmara chama secretária para vaga

chico 2000 curtinha   Após a destituição de Ralf Leite (MDB) da vaga de Chico 2000 (foto), licenciado, por força de decisão judicial, a Câmara de Cuiabá convocou a primeira suplente Luciana Zamproni (MDB) para assumir mandato temporário no Legislativo, menos de 30 dias. Ela atua como...

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.