Henrique Maluf

O céu dos músicos recebe o mestre Bolinha

Por 06/08/2019, 07h:30 - Atualizado: 06/08/2019, 07h:35

Dayanne Dallicani

Colunista Henrique Maluf

A classe artística e toda baixada cuiabana lamenta a perda do saxofonista João Batista de Jesus da Silva, uma das figuras mais icônicas da nossa cultura.

A primeira vez em que estive com o Bolinha em palco, foi num show num balneário em Nobres, fui como guitarrista da banda do Gilmar Fonseca e Roberto Lucialdo, isso tem pelo menos uns 10 anos. Lembro me que fomos de van, passamos o dia todo por lá, passando som, fazendo os ajustes, naquela época Bolinha já era um senhor, não era de muitas palavras, mas sempre que falávamos algo com ele, de prontidão respondia com um largo e contagiante sorriso

Venho com minhas inicias palavras lembrar os poucos, porém bonitos, momentos que tive a honra de dividir o palco com Bolinha, pra que a lembrança de sua alegria possa enfeitar meu texto, e talvez, trazer a vocês um pouquinho do que era a energia dele.

A primeira vez em que estive com o Bolinha em palco, foi num show num balneário em Nobres, fui como guitarrista da banda do Gilmar Fonseca e Roberto Lucialdo, isso tem pelo menos uns 10 anos. Lembro me que fomos de van, passamos o dia todo por lá, passando som, fazendo os ajustes, naquela época Bolinha já era um senhor, não era de muitas palavras, mas sempre que falávamos algo com ele, de prontidão respondia com um largo e contagiante sorriso.

Aquela noite foi de muita música, um bailão longo, o Rasqueado comeu solto a noite inteira, e também alguns outros estilos da velha guarda, no palco eu e Bolinha ficamos bem próximos, o que me fez sentir um pouco da sua energia no palco, e isso era impressionante, cada nota, cada melodia que ele entoava no seu sax era de uma força imensurável, algo realmente único. Musicalmente, talvez, possamos explicar como impostação, ou volume, na linguagem popular, talvez pegada, ou pressão, não dá pra definir, mas isso era contagiante.

Na segunda vez, fomos convidados pelo trompetista Tony Maia para seu show “Trompete Sambalístico” no ano de 2012, no Cine Teatro Cuiabá. Na ocasião não dividimos o palco, apenas os ensaios e bastidores, pois atuávamos em momentos diferentes no show.

Dessa vez pude reparar mais nele, de como seu carisma é grande e de sua postura em palco, enquanto eu assistia sua participação no show, reparei que ele dava uma “reboladinha” nas horas em que solava, e isso era muito evidente, que quando ele ia a frente solar, o público reagia com inúmeros sorrisos, não gargalhadas, mas sorrisos de alegria e sensibilidade ao que viam ali.

Desse dia em diante criei uma admiração maior ainda pelo Bolinha, eu senti nele uma pessoa totalmente apaixonada e entregue pra música, seu “reboladinho” era seguido de uma “cara” de felicidade que era só dele, sem amarras ou preocupações, estava ali – no palco – única e exclusivamente pela música, pela arte, pelo amor.

Vi ele depois em algumas apresentações, noutras vezes nas coxias dos teatros, por ai e ali, em 2017 trabalhei como produtor musical do tema de abertura/encerramento da Web Série “Tipos Mato-grossenses” e um dos homenageados foi o Maestro Bolinha, quando assisti o lançamento fiquei muito emocionado ao ver o episódio dedicado a ele, que começa com essa fala: "Não consigo largar da música. A gente toca, a gente passa alegria, não tem tristeza. É só as coisas boas que a gente vê". A tradução literal do que eu havia sentido ao vê-lo tocar, alegria.

O Maestro Bolinha faleceu na tarde desta última segunda-feira, aos 79 anos, ele havia sofrido um derrame cerebral no sábado e estava internado em estado grave, sua saúde estava comprometida há alguns meses. Como dizia os versos de um antigo samba de Ataulfo Alves “morre o homem, fica a fama”.

Caso queira saber um pouco da história de vida do Maestro Bolinha recomendo a leitura de matéria publicada no e também a assistir o episódio “Maestro Bolinha” da Web Série “Tipos Mato-grossenses".

Henrique Maluf é músico, produtor cultural e pesquisador em Cuiabá. Escreve nesta coluna com exclusividade às terças-feiras. E-mail: herojama@gmail.com

Postar um novo comentário

Lúdio e incógnita sobre quem apoiar

ludio cabral 400 curtinha   Em 2010, com PT rachado, o hoje deputado estadual Lúdio Cabral (foto) não apoiou Carlos Abicalil, do seu partido, para o Senado. Preferiu virar cabo eleitoral de Pedro Taques, que se elegeu. Agora, para este pleito suplementar ao Senado marcado para 26 de abril, para preencher a vacância devido...

Cotado à cadeira de desembargador

francisco faiad 400 curtinha   É forte o movimento nos bastidores entre os juristas, dentro e fora da OAB/MT, pela indicação do nome de Francisco Faiad (foto) pela classe Quinto Constitucional à cadeira de desembargador. Bem articulado e com bom conceito no meio jurídico, Faiad foi presidente da OAB/MT por dois...

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

Digital de Selma no apoio para Pivetta

olga lustosa curtinha 400   Mesmo com laços antigos de amizade com Otaviano Pivetta, Olga Lustosa, que está se desligando do cargo de assessora do gabinete da senadora cassada Selma Arruda em Brasília, causou aquele climão dentro do Podemos quando apareceu no encontro do PDT, neste sábado. O ato marcou o...

Fritado ao Senado, Galvan deixará PDT

antonio galvan 400 curtinha   Como já esperado, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), foi mesmo patrolado dentro do PDT estadual na tentativa de concorrer ao Senado na suplementar de abril. Com a decisão oficial do partido de lançar o vice-governador Otaviano Pivetta à disputa, Galvan agora pensa em sair da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.