Henrique Maluf

Rock In Rio, o maior festival de música do mundo

Por 08/10/2019, 07h:33 - Atualizado: 08/10/2019, 07h:43

Dayanne Dallicani

Colunista Henrique Maluf

Sim, o Rio de Janeiro continua lindo. Suas praias, natureza, favela e zona sul ainda continuam contrastando a tessitura da cidade maravilhosa, essa que oferece uma das noites mais badaladas do mundo. Bares, boates, baladas, tem pra todo gosto e, claro, o bom e velho samba assina a trilha sonora do Rio.

Experiência única

Porém é o Rock N’ Roll que dita o ritmo do maior festival de música do mundo, o Rock In Rio. Venho contar minha experiência e sensação, em realizar um sonho de adolescência e curtir meu primeiro RIR (Rock In Rio). Esse foi minha primeira vez a agora me pergunto o porquê de nunca ter ido antes, a experiência é única.

A estrutura é gigantesca, é realizado na Vila Olímpica, seriam necessário ininterruptas 14 horas andando sem parar pra poder conhecer tudo que o RIR oferece, sem contar com inúmeros banheiros, de ótima qualidade, várias pracas de alimentação e bebidas, além de tirolesa, montanha russa e outros entretenimentos, esses gratuitos.

A programação é muito diversificada, indo do metal extremo à eletrônica, um festival multiverso, onde o que não falta é atração para todo tipo de gosto musical, dos mais exóticos aos mais conservadores

 O “Palco Mundo” é o palco principal, onde se apresentam as maiores bandas do festival. O “Palco Sunset” é o segundo maior, destinado, em sua maioria, a atrações de artistas que convidam outros artistas e as Jams Sessions. Esses dois palcos são muito grandes. Além deles há o “Palco Supernova”, o “Espaco Favela”, o “Highway Street”, o “Rock Street Asia”, o “Palco Carioca”, o “Rock District”, o “New Order Dance” e a “Arenas”, a programação do RIR é muito diversificada, indo do metal extremo à eletrônica, um festival multiverso, onde o que não falta é atração para todo tipo de gosto musical, dos mais exóticos aos mais conservadores.

Eu escolhi dois dias pra ir ao RIR, o dia 3, que tinha como headline (banda principal) a californiana Red Hot Chilli Peppers, Capital Inicial, Panic et Disc! e Nile Rodgers and Chic completando o Line Up do palco Mundo. Esta última atração - o Nile Rodgers e Chic - foi um super show de Black Music. O Nile é considerado o “Papa” da Disco Music, me diverti muito, a pude assistir a um espetáculo único da música negra estadunidense, porém confesso ter saído um tanto decepcionado com o show do Red Hot, que tocou cerca de 5 músicas conhecidas do grande publico, as demais, a maioria não conhecia, inclusive eu.

O outro dia que escolhi foi o dia 4, chamado pelos mais entusiasmados como “o dia do metal”, pra ser bem sincero, estou até agora sem entender muito o que aconteceu nesse dia, ele foi absurdamente incrível. Claro que posso valer da minha memória afetiva, pois na minha adolescência ouvia muito rock, e essas bandas que assisti estavam entre as minhas favoritas.

Quem abriu o Palco Mundo foi o Sepultura, que desde a primeira nota estremeceu a vila olímpica, o público vibrou junto, num show muito pesado e contagiante, mostrou porque é chamada de maior banda do Brasil. Na sequencia veio a banda de Power Metal alemã, Helloween, com um show muito vivo e eletrizante e que trouxe os três vocalistas que a banda já teve, relembrando suas fases, foi um super show.

A banda principal da noite foi a britânica Iron Maiden, que fez um show de altíssimo nível, pressão a todo tempo, considerada a maior banda de heavy metal de todos os tempos. Bruce Dicknson e companhia mostraram pra que vieram. Os meninos do Maiden (valendo lembrar que estão entre 61 e 68 anos de idade) levantaram o público, um espetáculo de encher os ouvidos e olhos, afinal o show é teatral, cada música tem uma atmosfera, reforçada por bonecos gigantes, um avião, mudanças drásticas de cenário e muita pirofagia, sem duvidar o maior show que passou pelo Rock In Rio 2019.

Em nenhum momento houve confusão, algo quase impossível de conceber

A última banda foi outra alemã, a “classúda” Scorpions, outro show inesquecível, com uma super performance, num show em que o público cantou junto os grandes clássicos da banda. Vale lembrar que no palco Sunset teve as bandas Torture Squad, Testamente, Anthrax e Slayer. Como disse, era o Dia do Metal.

O clima criado pelo público é algo único, mesmo com cerca de 100 mil pessoas por dia, há uma atmosfera natural de muito respeito entre as pessoas, quilométricas filas para os banheiros ou para as bebidas, e as pessoas muito cordiais. Em nenhum momento houve confusão, algo quase impossível de conceber.

Eu realmente ainda estou digerindo o que vive nesses dias de Rock In Rio, até um tempo atrás eu não achava algo tão importante ou necessário para um pesquisador e entusiasta da música. Mas agora eu posso dizer, com certeza, que todo mundo que gosta de rock, música alternativa e suas diversas possibilidades deveria viver a experiência Rock In Rio.

Henrique Maluf é músico, produtor cultural e pesquisador em Cuiabá. Escreve nesta coluna com exclusividade às terças-feiras. E-mail: herojama@gmail.com

Postar um novo comentário

Luta por mais leitos de UTI em Sinop

rosana martinelli 400 curtinha   A prefeita de Sinop, cidade pólo do Nortão, Rosana Martinelli (PR), demonstra preocupação com os poucos leitos de UTI do Hospital Regional no município. A unidade atende moradores de mais de 30 municípios da região e só dispõe de 10. Rosana diz esperar...

Priminho Riva deve disputar em Juara

priminho riva 400 curtinha   Dezesseis anos depois de comandar Juara por dois mandatos (1997 a 2004), Priminho Riva (foto) está de volta. Filiado ao PR, ele deve concorrer a prefeito. Político bastante popular e carismático, tende a enfrentar um páreo duro com dois nomes considerados fortes, o do ex-vice e que se tornou...

Contas de prefeita são reprovadas

thelma 400 curtinha   As contas de 2018 da prefeita chapadense Thelma de Oliveira (foto), do segundo ano de mandato, foram reprovadas pelo TCE-MT. Agora, cabe à Câmara Municipal aprová-las ou rejeitá-las. Em seu parecer, o conselheiro interino João Batista apontou 15 irregularidades, sendo 11 delas sobre...

Prefeitos têm de trocar apadrinhados

kleber varzea grande 400 curtinha   Com a decisão do TJ-MT de considerar inconstitucional controlador-geral das prefeituras fora dos quadros efetivos de auditor municipal, muitos prefeitos terão de exonerar seus indicados políticos, vindo a escolher profissionais de carreira, assim como já se tornou prática na...

Controlador-geral agora só de carreira

angelo 400 curtinha   Uma decisão desta quinta do TJ, que julgou procedente, inclusive por unanimidade, uma ADIN proposta pela Associação dos Auditores e Controladores Internos do Estado (Audicom), presidida por Angelo Oliveira (foto), acaba, na prática, com os chamados controladores-gerais dos municípios...

Elogio à compra econômica do Estado

janaina riva 400 curtinha   Embora lançando críticas pontuais de vez em quando, a deputada Janaina Riva (foto) tem feito constantes defesa do Governo Mauro e elogiado ações da administração, especialmente na saúde pública. Sobre a decisão do governo de comprar 120 respiradores da China,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.