O empoderamento do conhecimento

Por 17/02/2019, 00h:00 - Atualizado: 16/02/2019, 17h:35

jackelyne_pontes_artigo_400

Jackelyne Pontes

Por diversas vezes aqui neste mesmo espaço defendi a ideia de que as classes devem fazer de tudo para que sejam unidas, que os  discursos devem ser pareados e, principalmente, que todos nós nos apoderemos do conhecimento.

Uma classe unida e informada é uma classe mais forte e com capacidade de promover mudanças, assim como uma sociedade consciente e participativa pode fazer com que suas necessidades e seus anseios sejam atendidos.

O conhecimento não é algo estático, imutável e, principalmente, não é inacessível. Ele está sempre a disposição daqueles que se propõem a usá-lo como arma de democracia, como objeto de luta, como meta.

Ele surge da relação das pessoas com o mundo e, gradativamente, influencia nas mudanças do meio em que vivemos. Existem vários tipos de conhecimento como o empírico, o científico, o filosófico, que tem associação com o conhecimento tácito, que é aquele particular, aquele que dita qual a função que podemos exercer com eficácia e é adquirido com as experiências da vida pessoal, é que deve ser diagnosticado, identificado e colocado em prática a nosso favor.

Digo tudo isso porque é preciso que acordemos para a nossa realidade, que gritemos por melhores condições de trabalho, salário digno, desprecarização de vínculos, equipamentos e insumos de qualidade e em quantidade suficiente para que o serviço não pare por falta de um item básico.

É preciso nos sensibilizarmos que o usuário não precisa dormir em uma fila para garantir o seu acesso ao atendimento, o que é preciso é que criem vagas e nelas empossem profissionais suficientes para atender a toda demanda.

É apoderando-se de conhecimento que podemos dizer: isso é mentira

Jackelyne Pontes

Não adianta construir uma belíssima unidade de saúde se esta não está equipada e muito menos pode atender a população de forma adequada. A “terapia do encaminhamento” deve acabar. O agravo deve ser sanado no momento da procura, e caso este usuário necessite de um atendimento mais especializado, aí sim ele seja referenciado a outra unidade com maior grau de complexidade.

Tem um ditado que diz que nos damos conta de que existe dor somente quando o calo aperta, e é a mais pura verdade. É fato que nos organizamos e exigimos os nossos direitos somente em momentos de crise, e isso tem que parar.

Chega dessa postura de reagir aos acontecimentos somente quando o barco está prestes a afundar, chega de nos curvarmos aos falsos moralismos e de olharmos o nosso próprio umbigo, chega de aplaudirmos inverdades ditas por gestores em atos públicos como se o seu discurso fosse o fiel retrato da nossa realidade.

É apoderando-se de conhecimento que podemos dizer: isso é mentira. Contra fatos não há argumentos. Não podemos continuar avalizando frases de efeito ditas em um discurso inflamado, para pessoas que não estão inseridas em nossa realidade ou até mesmo colegas que vivem em uma rotina de completa alienação, sabendo que o caos está instalado e que a situação por nós vivenciada é completamente diferente daquela que foi dita a plenos pulmões por nossos gestores. Vamos deixar a covardia de lado e nos apoderarmos de nossas lutas. Sonho com o dia em que vamos deixar o nosso confortável papel de expectador, acomodados em confortáveis cadeiras, e batendo palmas no modo automático. Sonho com o dia em que vamos nos levantar e dizer: “perai, isso é mentira!”

Jackelyne Pontes é cirurgiã-dentista e escreve exclusivamente para este blog todo domingo - jackelynepontes@gmail.com

Postar um novo comentário

Beto decide em maio quem vai apoiar

beto farias 400 curtinha   O prefeito barra-garcense e empresário Beto Farias (foto), que conclui neste ano o segundo mandato consecutivo, não sabe ainda quem apoiar à sucessão municipal. E só tomará uma decisão em maio, já faltando dois meses para as convenções. Até...

Lucas impõe regras pra cortar energia

luiz binotti 400 curtinha   Em Lucas do Rio Verde, a Energisa está proibida de interromper o fornecimento de energia elétrica, mesmo por inadimplência, sem informar ao consumidor, por escrito e com antecedência de 15 dias, sobre a suspensão dos serviços. O projeto aprovado pelos vereadores se transformou na...

Cidinho declina do convite à suplência

cidinho 400 curtinha   O ex-senador e empresário Cidinho Santos (foto), do PL, declinou do convite para compor uma das suplências da chapa ao Senado de Otaviano Pivetta (PDT). Em princípio, ele havia aceitado ser o primeiro-suplente. Mas questões empresariais não permitem que neste ano Cidinho concorra a cargo...

Conselhos, o populismo e a reeleição

ze do patio 400 curtinha   Em Rondonópolis, o prefeito Zé do Pátio (foto), bastante conhecido pelo perfil populista, busca se apegar cada vez mais às massas. Até para inaugurar um posto de saúde, Pátio, estrategicamente, aproveita para criar, ali na comunidade, os chamados conselhos. Busca debater...

Educação Inclusiva no Nilo Póvoas

marioneide 400 curtinha   A Seduc, sob Marioneide Kliemaschewsk (foto), decidiu desativar a tradicional escola estadual Nilo Póvoas, que funcionava há 50 anos no bairro Bandeirantes, em Cuiabá, o que acabou gerando protesto de pais e alunos. O prédio agora vai abrigar o Centro de Referência em...

Partidos com 2 ou mais pré ao Senado

margareth buzetti 400 curtinha   Dirigentes partidários estão passando apurado, nesta fase de pré-campanha, para conduzir o processo de escolha de candidatura ao Senado para a vaga de Selma Arruda, cassada por crimes eleitorais. Mesmo sabendo que as chances são remotíssimas de êxito nas urnas, alguns...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.