Saúde pública: recidiva do caos

jackelyne_artigo_domingo.jpg

Jackelyne Pontes

Sabemos que a saúde pública no Estado de Mato Grosso e, mais especificamente em nossa capital Cuiabá, é precária, um caos como muito de nós repetimos várias e várias vezes em nossas reflexões. A situação é realmente crítica. Inúmeros pontos importantes devem ser considerados e a resolução dos problemas está longe de acontecer, porém, a cada troca de gestor eu mantenho a esperança de avanço, de melhoras, de contar com o novo, sem a ilusão de que isso aconteça em todos os aspectos, porque isso soaria utópico demais, mas em algumas situações pontuais ao menos.

 

No momento estamos vivendo uma dessas fases de mudança, e eu rezo que o novo gestor, com a sua equipe não tão nova assim, tenha sabedoria e força de vontade de fazer o melhor pela população. O que me preocupa nesses casos é a falta de oxigenação na dança das cadeiras dos cargos de confiança. Pessoalmente, eu preferiria que ao invés de remanejar mais do mesmo, ou escolher chefes com o pensamento no passado e que de certa forma traz consigo uma forma amalgamada de pensar a saúde, o gestor pensasse uma equipe de gente com ares de trabalho, com força total, com capacidade administrativa, com ideias inovadoras, com preparo e formação na área, com o perfil de líder, e não de chefe. Penso que deveria ter preparo acadêmico e que encarasse a saúde pública como política e não como politicagem. A população e o sistema de atenção só ganhariam.

Eu não desisto de acreditar que a saúde pública venha a ser solução e não um problema para os seus usuários. A velha desculpa da falta de verbas deve ser superada e contornada com estratégias e ações conscientes. Os recursos, se aplicados de forma inteligente e driblando as duas grandes pragas da administração, a má gestão e a corrupção, podem trazer muito mais benefícios que possamos imaginar. Prova de que estamos contaminados são os constantes escândalos relatados nos meios de notícias. O pior cego é o que não quer ver.

Soluções simples como licitações para compras, aquisição de medicamentos com um prazo de validade que não expire rapidamente, assim como armazenamento adequado destes, evitar desperdícios, manter a equipe profissional motivada, com uma infraestrutura adequada e boa remuneração, medidas de administração dos agendamentos de consultas para evitar filas intermináveis, pensadas por líderes de vanguarda tirariam a população desta situação de iniquidade.

Exatamente por isso penso que o gestor de saúde, seja ele secretário, coordenador, gerente, deve ter formação em gestão. Deve exaustivamente ser preparado para agir com conhecimento de causa, e não ser aquele indicado, apadrinhado ou o que foi agraciado com o cargo porque está prestes a aposentar-se, não tirando o mérito dos profissionais experientes, porque sei de muitos que continuam em constante qualificação e poderia citá-los nominalmente, estou falando daqueles que ficaram perdidos no tempo e na história, jurássicos, retrógrados, e o pior, sem a mínima vontade de adaptar-se ao hoje, e que acostumaram-se com as suas salinhas e modus operandi de “chefe”.

Concluo dizendo que a saúde pública, os profissionais de saúde e usuários merecem líderes e não chefes, gente comprometida com o novo, com a realidade local, que saiba ouvir a voz do povo e transformá-la em ações resolutivas, merecem respeito.

Jackelyne Pontes é cirurgiã-dentista, filiada ao Sinodonto-MT (Sindicato dos Odontologistas do Estado de Mato Grosso) e escreve exclusivamente para este blog todo domingo - jackelynepontes@gmail.com

Postar um novo comentário

Professor terá desempenho avaliado

marioneide 400 curtinha   Professores da rede pública estadual agora vão passar por avaliação de desempenho tanto para fins de progressão funcional quanto para atender a uma série de novas exigências. A secretária de Educação, professora Marioneide Kliemaschewsk (foto), já...

O pinóquio de antes, o aliado de hoje

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), hoje deputado pelo quarto mandato, está levando porrete de todo lado pela decisão de entrar na base do Governo Mauro Mendes, seu então adversário político dos últimos 15 anos. Ambos, que se enfrentaram nas urnas duas vezes, uma a prefeito e outra para...

França, convite do Pode e suspense

roberto franca 400 curtinha   Roberto França (foto), que exerceu vários mandatos eletivos, entre eles de vereador e de prefeito de Cuiabá, ficou empolgado com o convite para se filiar ao Podemos, inclusive com abertura para concorrer novamente ao Palácio Alencastro. Para evitar conflitos, antes de fazê-lo, o...

Neurilan critica Pivetta e faz campanha

otaviano pivetta 400 curtinha   Em discurso em Tangará da Serra, num evento promovido pela AMM que serviu de palanque eleitoral, Neurilan Fraga disparou críticas ao vice-governador Pivetta (foto), que também pretende concorrer ao Senado. Disse que Pivetta não aceita nem discutir o valor repassado hoje aos...

Evento da AMM para pré-candidatura

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto), que aproveita o trunfo de presidente da AMM para tentar projeção política, insiste na pré-candidatura ao Senado, mesmo com a filiação oficial ao PL fora do prazo exigido pela legislação, o que ensejará no indeferimento do registro. E...

Selma, carreata e "ciúmes políticos"

selma arruda 400 curtinha   Quem vê Selma Arruda (foto), senadora cassada por crimes eleitorais, e o ex-senador e federal José Medeiros afinados no Podemos, nem imagina que no pleito de 2018 ela optou por distanciá-lo motivada simplesmente por "ciúmes políticos". Selma carregava o slogan de "Senadora de Bolsonaro"....

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.