Todos temos direito aos serviços de saúde

jackelyne_artigo_domingo

Jackelyne Pontes

Alguns fatos me intrigam e sempre me preocupam em relação à saúde pública. A questão do acesso do usuário aos serviços aos quais têm direito é um deles. Para que haja uma boa cobertura é pré-requisito de fundamental importância facilitar a acessibilidade da população, pensando desde a localização geográfica da unidade de saúde até as questões demográficas, sociais, econômicas, funcionais e culturais, com a participação ativa da comunidade no processo de escolha da metodologia utilizada pelos gestores para implementar e implantar esta assistência.

Deve-se levar em conta a demanda aos serviços e os recursos disponíveis. Disso não tenho dúvida. Os modelos teóricos funcionam muito bem no papel, mas na prática a realidade de cada comunidade requer adaptação, entendimento e planejamento levando a equidade de atendimento tão sonhada pelos profissionais de saúde e pelos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), sendo inclusive assegurada pela Constituição Federal de 1988.

Fico indignada, agoniada mesmo, sabendo da realidade de nossa população que para receber atendimento tem que enfrentar filas imensas, comparecer às unidades de saúde em plena madrugada, saindo de suas casas e ficando a mercê da violência urbana, praticamente acampando nas portas e calçadas das clínicas e policlínicas, para com sorte conseguir uma “ficha” para consulta médica ou odontológica, ou ainda quando comparece aos plantões noturnos não encontram profissionais disponíveis para atendê-los, e ainda lugares onde há uma grande demanda reprimida, chegando ao cúmulo de comercialização de lugares na fila de espera.

Temos, nós atores envolvidos nessa grande estrutura que é o atendimento público à saúde, que garantir o acesso, acolhimento e humanização dos serviços oferecidos. Não consigo entender por exemplo o fato de em um núcleo familiar com grande número de indivíduos apenas os mais novos, menores de 6 anos de idade, tem entrada livre no atendimento odontológico. Já os pais, os irmãos mais velhos, a família como um todo enfrentam a burocracia de filas, listas de espera intermináveis e muitas vezes o chamado para o tratamento não vem, ou quando vem já é tarde e o usuário já perdeu o dente.

A postura dos usuários influencia na qualidade do atendimento de saúde, que, quando insatisfeitos, ao invés de uma postura passiva, devem tomar as rédeas para situação e lutar pela reestruturação do sistema de agendamento de consultas. E não só por isso, mas por uma unidade de saúde melhor estruturada, para que não falte insumos, profissionais competentes e aí sim, depois do sistema organizado discutir junto com o gestor a priorização do atendimento.

O usuário é protagonista do sistema. E a sua intervenção visando o aperfeiçoamento do atendimento tem impacto mais que positivo. Temos que deixar de lado a velha postura de pensar saúde sozinhos, em salas refrigeradas e sem conhecer a realidade da população, gerando assim teorias que nem sempre condizem com o perfil dos usuários, e envolvê-los no processo.

Jackelyne Pontes é cirurgiã-dentista, filiada ao Sinodonto-MT (Sindicato dos Odontologistas do Estado de Mato Grosso) e escreve exclusivamente para este blog todo domingo - jackelynepontes@gmail.com

Postar um novo comentário

Secretário terá de explicar contrato

alex vieira 400 curtinha   O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira (foto), tem dois dias para apresentar defesa ao TCE sobre uma representação da empresa F. M Paragas, propriedade de Fernando Marcelo, que apontou supostas irregularidades na contratação, por dispensa de...

Presidente da OAB e péssimo exemplo

leonardo campos 400 curtinha   Continua repercutindo muito mal, inclusive em âmbito nacional, o escândalo em que se envolveu Leonardo Campos, o Léo Capataz (foto), que acabou se afastando da presidência da OAB-MT. Deu um péssimo exemplo à sociedade. Ele foi parar na Delegacia, na semana passada, sob...

3 fortes para prefeito de Rondonópolis

ze do patio 400 curtinha   Apesar da "inflação" de prefeitáveis em Rondonópolis, com quase 10 se colocando como virtuais candidatos a prefeito, a disputa deve ficar acirrada mesmo entre três. Um deles é Zé do Pátio (foto), do Solidariedade. Vai tentar o terceiro mandato não consecutivo e...

Ex-deputada vai à vereadora em VG

zilda pereira 400 curtinha   A ex-deputada estadual Zilda Pereira Leite (foto) permaneceu pouco tempo na base dos Campos em Várzea Grande. Chateada por não ter sido renomeada como secretária de Educação, de cuja pasta havia se afastado por problemas de saúde, Zilda se filiou ao PSB, do pré-candidato...

Breunig destaca aprovação de contas

adriano breunig curtinha 400   O professor Adriano Breunig (foto), ex-adjunto e ex-secretário de Estado de Ciência e Tecnologia no Governo Silval e hoje diretor de Políticas de Desenvolvimento Institucional do IFMT, contesta o registro em Curtinha, apontando-o como candidato reserva e "vulnerável" à...

Borgato não sairá mais de secretaria

nilton borgato 400 curtinha   Nilton Borgato (foto), ex-prefeito de Glória D'Oeste e filiado ao PSD, não sairá mais do comando da secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. Dias atrás, ele chegou a ser avisado pelo governador que seria substituído e que iria para o Escritório...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.