Mato Grosso e a cultura da montanha

maria_rita_artigo_quinta

Maria Rita

Antigamente, encarar um trekking até o morro de São Jerônimo não era incomum. Após os anos 80, estudantes universitários, esotéricos e curiosos em geral subiam e desciam pelas trilhas com grande facilidade. Acampamentos eram constantes ao longo das áreas mais visitadas dos domínios do atual Parque Nacional de Chapada dos Guimarães. Eu mesma subi diversas vezes com o pessoal da minha sala de aula ainda no segundo grau.

Um bom tempo após a criação da área federal deu-se início a um processo de visitação mais consciente e isso diminuiu drasticamente o número de caminhantes. Hoje o trekking mais conhecido da baixada cuiabana só pode ser visitado com guia. Não tenho nada contra a preservação, sou a favor do desenvolvimento sustentável por meio da cadeia produtiva do turismo e sou empresária do setor. Mas acredito que cercear o direito das pessoas de conquistar nosso morro mais popular inibiu consideravelmente o crescimento de nosso cultura de montanha naquele período.

Acabo de voltar de um expedição no Chile onde, entre várias aventuras, realizei o trekking no vulcão Villarrica, na região de Pucon. A atividade foi feita via agência. Contratamos a empresa e seguimos num grupo com alemães e ingleses. Este é o único trekking guiado da região, os outros 10 possuem sinalização e podem ser tranquilamente realizados em até três dias de caminhada sem a menor necessidade de contratar um guia.

Dado o próprio contexto geográfico, não dá para comparar a cultura de montanha dos habitantes da Cordilheira dos Andes com a da baixada cuiabana. Mas acredito que tal comportamento possa ser tranquilamente construído, principalmente pelas próprias empresas que operam no setor em Mato Grosso. Haja visto que a atividade de exploração por parte dos praticantes ainda é algo incomum para nossa cultura. O morro de Santo Antônio, após a realização do Ultramacho, se tornou um ponto clássico para trekking, assim como a trilha do Horácio, na Rodovia Emanuel Pinheiro. Depois dos eventos realizados nesses dois locais, houve um aumento considerável na visitação e ocupação desses espaços pelos atletas locais.

Mas um produto que me chamou a atenção nos últimos dias foi criado pela  empresa Chapada Off Road. Um trekking com pernoite dentro do Parque Nacional de Chapada. São iniciativas assim, muito criativas, é que vão fomentar nos aventureiros a sede da exploração. Percorrer trilhas históricas, cachoeiras e paredões deve ser uma atividade valorizada não só pelos estrangeiros que enxergam esta região como um paraíso, mas principalmente pelos visitantes locais. A cultura da montanha tem o mais importante para se desenvolver em Mato Grosso, a beleza cênica como matéria-prima. Aos poucos veremos os cuiabanos dominando com maestria as paisagens daqui, é questão de tempo.

Maria Rita Ferreira Uemura é jornalista, empresária, diretora da empresa de eventos de aventura ULTRAMACHO e escreve exclusivamente toda quinta-feira neste Blog (www.ULTRAMACHO.com.br) - e-mail: ferreirauemura@gmail.com

Postar um novo comentário

Apto, ex-prefeito vai disputar Chapada

gilberto mello 400 curtinha   O ex-prefeito de Chapada dos Guimarães, Gilberto de Mello (foto), contesta registro no Curtinhas, citando que ele estaria inelegível por responder a alguns processos e ter amargado condenações pela Justiça - saiba mais aqui. Filiado ao PL e disposto a ir à...

PT-Cuiabá sugere disputa ao Senado

bob pt 400 curtinha   Em resolução do diretório de Cuiabá, aprovada nesta quinta após discussões ampliadas, o PT municipal, presidido por Bob Almeida (foto), decidiu recomendar à Executiva Estadual o projeto de candidatura própria ao Senado. O documento dispara críticas tanto ao Governo...

Prefeituras agora pagam 27% de TIP

neurilan fraga 400 curtinha   A reforma tributária do governo estadual, aprovada pelos deputados, incluiu 27% de taxa de iluminação pública. Antes eram isentos. Com a cobrança do tributo, a conta de energia das prefeituras vai às alturas. A fatura de Cuiabá vencida em 28 de dezembro, por exemplo, foi...

Vereadores, Tapurah, reajuste e férias

odair tapurah vereador curtinha 400   Em Tapurah, no Nortão, com menos de 15 mil habitantes, seus nove vereadores iniciam o 2020 com salário reajustado em 4,48%, seguindo a tabela do INPC. Mesmo ainda em férias, eles vão receber já na folha de janeiro R$ 5,8 mil cada. No caso do presidente Odair César Nunes...

Vereador, reunião e apoio a músicos

diego guimaraes curtinha 400   Músicos e representantes da Prefeitura de Cuiabá sentaram à mesa nesta quinta, na Câmara Municipal, para tentar resolver impasse sobre horário de funcionamento e volume do som nos estabelecimentos e também estudar ajustes na lei do Disk-Silêncio. O presidente da...

Antes, durante e depois de Bolsonaro

wilson kero-kero 400 curtinha   O vereador pela Capital, Wilson Kero-Kero (foto), que era do SD e se filiou ao PSL em 2015, muito antes da chegada do hoje presidente Bolsonaro, vai aproveitar a janela de março e pular para o Podemos. Isso não quer dizer que ele deixará de defender o governo do capitão. Assegura que...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.