Pedágio Cuiabá-Chapada

 

mariarita_artigo_quinta.jpg

Maria Rita

Quando digo a alguém que moro em Chapada dos Guimaraes há quase nove anos a reação de grande parte das pessoas é “nossa, você mora no paraíso”. Belas paisagens, cachoeiras e aquele ar de vidinha do interior. Sim, Chapada é tudo isso e muito mais. Assim como meu marido e eu, muitas famílias migraram para a cidade mais charmosa de Mato Grosso querendo um pedaço do paraíso. Infelizmente nem todos têm a oportunidade de trabalhar em Chapada e são obrigados a descer todos os dias para Cuiabá. São médicos, professores, policiais federais, funcionários públicos e empresários que preferem dormir num clima fresco e sem necessidade de ar condicionado.

 

A notícia de que muito em breve teremos a cobrança de um pedágio na rodovia MT-251 me fez pensar neles. Também me veio à memória os jovens que se deslocam para estudar, já que aqui infelizmente ainda não existe faculdade. Pelo que soube o valor do pedágio seria no mínimo R$ 7,50 por trecho. Assim, para ir e voltar o motorista terá que desembolsar ao menos R$ 15 por dia. Num cálculo rápido isso significa ao menos R$ 300 por mês, além de combustível, desgaste do carro e tempo de deslocamento.

Além de pensar em quem faz o trajeto diário é conveniente lembrar que o custo do transporte de alimentos e mercadorias também vai aumentar. Consequentemente, o custo de vida vai sofrer consequências e setores produtivos como o turismo serão afetados.

Quero registrar aqui que sou a favor de asfalto de qualidade, segurança para quem trafega e a criação de espaços específicos para que os animais atravessem a rodovia sem risco de morte. O que me deixa frustrada é saber que já pagamos impostos para manter as estradas em ordem, mas o Governo insiste em afirmar que não tem verba. Eles disseram isso na audiência pública que ocorreu ontem com todas as letras. Realmente é pedir demais para que os políticos saibam algo de administração pública.

Como fica a população nessa história? Na prática não apitamos nada. O plano já está traçado e agora é questão de tempo. Todos os moradores de Chapada serão afetados direta ou indiretamente. A cesta básica e o pãozinho ficarão mais caros e não podemos fazer muito a respeito. As manifestações, abaixo-assinados e repúdios publicados no Facebook não mudaram muita coisa e logo isso será incorporado ao nosso cotidiano. Mais uma taxa, um imposto que nos é imposto. Estou rezando toda noite e pedindo que na época da eleição eu tenha bons nomes para escolher, pois também votamos mal por falta de opção. Que o Grande Arquiteto ilumine pessoas com perfil administrativo e bala na agulha para se candidatar. Chega de bandidos interferindo tanto em nossas vidas.

Maria Rita Ferreira Uemura é jornalista, empresária, diretora da empresa de eventos de aventura ULTRAMACHO e escreve exclusivamente toda quinta-feira neste Blog (www.ULTRAMACHO.com.br) - e-mail: ferreirauemura@gmail.com

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • EPAMINONDAS | Quinta-Feira, 09 de Janeiro de 2014, 22h47
    8
    1

    A ONDA AGORA E PEDÁGIO COMO COBRAR PEDÁGIO POR UMA RODOVIA QUE NÃO VAI TER PISTA DUPLA NEM ACOSTAMENTO VAI FICAR PERIGOSA IGUAL E PRA ONDE VAI NOSSO FETAB E IPVA MAIS CARO DO BRASIL. VAMOS LÁ ACORDA MEU MATO GROSSO . A MT 130 ELES VENDERAM E O POVO MAIS UMA VEZ FOI ENGANADO. ISSO E BEM MT.

  • agade | Quinta-Feira, 09 de Janeiro de 2014, 18h34
    1
    7

    Pelo perfil traçado dos moradores da Chapada, achei um absurdo a cobrança de apenas 7,50 reais por trecho, pela paz, pelo paraíso, pelo clima, e pela exigência de asfalto da melhor qualidade, para que desfrutem de seu dinheiro, deveria custar, no mínimo 50,00 por trecho, assim possibilitaríamos uma melhor condição aos que realmente não têm essa posição social e financeira.

  • LUZIA LUIZA PEDROSO CORREA | Quinta-Feira, 09 de Janeiro de 2014, 15h41
    5
    1

    PIOR PARA NOS AGRICULTORES QUE VENDEMOS NOSSO PRODUTO NA CAPITAL , E MORAMOS NO INTERIOR DE CHAPADA , ALÉM D ENFRENTAR AS ESTRADAS RUINS CHEIAS DE BURACOS , VAMOS TER PAGAR MAIS AINDA

  • JOSÉ FRANCISCO CAVALCANTI | Quinta-Feira, 09 de Janeiro de 2014, 11h13
    5
    1

    EU TAMBÉM SOU CONTRA...COMO IREMOS PAGAR POR ALGO QUE NÃO TEMOS,PAGAR POR UMA ESTRADA,QUE NÃO EXISTE!!!!POIS A GENTE PAGA ALGO POR ESTA DESFRUTANDO POR ALGO MELHOR,EU PENSO ASSIM,E MAIS PARA ONDE VAI OS NOSSOS IPVA,QUE É JUSTA MENTE PARA ISSO,MELHOR AS ESTRADAS,PRA MIM ISSO É MAIS UMA FORMA DE ALGUÉM EMBOLSAR O NOSSO SUADO DINHEIRO,QUE VEM DO NOSSO TRABALHO.

  • Geraldo David | Quinta-Feira, 09 de Janeiro de 2014, 10h55
    7
    1

    Somos o quarto maior exportador do Brasil! Só SP,RJ e Minas estão na nossa frente! Como não tem verbas??? É prá rir...

Irmão de prefeito não deporá à CPI

francisco faiad 400 curtinha   Por meio de seu advogado Francisco Faiad (foto), Marco Polo de Freitas Pinheiro, o Popó, dono do instituto de pesquisa Mark e irmão do prefeito Emanuel Pinheiro, comunicou oficialmente hoje à CPI do Paletó, da Câmara da Capital, que não irá prestar depoimento nesta...

Nome reserva e vulnerável para IFMT

adriano 400 curtinha   O grupo do reitor Willian de Paula deve consolidar como candidato ao comando do Instituto Federal de Mato Grosso o professor Julio Santos, diretor do Campus de Alta Floresta. A eleição acontece em novembro. Mas há um candidato reserva da cúpula situacionista. Trata-se de Adriano Breunig (foto), que...

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

Empolgado e já morando em VG

emanuelzinho 400   O deputado federal Emanuelzinho (foto), do PTB, está tão empolgado com a possibilidade de concorrer a prefeito de Várzea Grande que não só transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para o município vizinho, ainda no ano passado, como também alugou um apartamento...

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.