Araguaia está no mapa do desenvolvimento

olga_artigo_domingo

Olga Lustosa

Sair da zona do conforto, ir até as pessoas, conversar, perguntar, ouvir, é seguramente a melhor forma de saber o que lhes vai na mente. De uma sala distante, o máximo que se tem são impressões frias e achismo, o que leva alguns políticos a trafegar na contramão da realidade regional por vários anos. E olha, não se corrige impressões desfocadas com uma única viagem. No site do senador Pedro Taques, em matéria sobre sua visita à Região do Araguaia, está escrito literalmente assim: “Há 40 anos cidadãos desta região sonham com o asfalto na BR-163”. Gelei! A BR-163 não passa na região. 

Não se trata aqui, é claro, de mostrar um Estado perfeito e irreal, mas mostrar as possibilidades que se abrem com trabalho sério, embates e entendimentos entre pessoas comprometidas com o futuro. O Mato Grosso visto por quem viaja por todas as regiões, em períodos de chuva, de estiagem, frio e calor, não está parado, tampouco apodrecido, como foi noticiado. É com o povo que o político deve estabelecer parceria para exercer o mandato, desde o primeiro dia. Mas convenhamos, essa parceria exige um relacionamento de ida e volta e constante. É desolador e parece irônico assistir a entrevista de um político, 3 anos após assumir o mandato, dizer que é uma alegria conhecer as pessoas corajosas de Luciara. Só conheceu agora?

Os problemas soam enormes quando se fica muito tempo distante deles. Porém, não se pode esconder a obra de pavimentação entre Santo Antônio do Fontoura e Confresa, a ligação de Santa Terezinha à BR-158, através da MT-413, a ligação de Canabrava a Porto Alegre do Norte. Trechos que foram efetivamente inaugurados semana passada pelo governador Silval Barbosa, fora os trechos que tiveram os contratos assinados, como São José do Xingu, Santa Cruz do Xingu e Vila Rica; a publicação do edital para construção do hospital regional em Porto Alegre, que neste dia 28 já terá o edital disponibilizado para os interessados, a autorização para construção de uma nova escola do EJA na mesma cidade. É preciso saber mensurar o que isso significa para quem mora lá. O governo esteve presente na região no final de abril do ano passado quando lançou as obras e retornou esta semana, após 9 meses para inaugurá-las. Não sei qual é a assiduidade de visita à região do grupo que lá esteve desqualificando o governo. Não é ético tentar construir um projeto, desconstruindo o está sendo feito por outros, faltando com a verdade.

Percorremos de carro de Cuiabá a São José do Xingu e o único trecho sem asfalto é do Alô Brasil a Canabrava do Norte e lá na frente, depois de Santo Antônio do Fontoura. Isso significa avanço para quem conhece e visita o Araguaia frequentemente como eu, para quem faz públicas e reiteradas declarações de amor ao pedaço desse Estado que pertenço de nascimento e de coração. Conheço os números da produção, a extensão das obras, o tamanho da pobreza, dos quilômetros com e sem asfalto. Não há milagre, tampouco milagreiro. O progresso é fruto do trabalho do povo, com intervenção dos governos para consolidar as ações necessárias para o desenvolvimento da região.

Falta muito? Falta! Mas daí a referir-se ao Araguaia como Vale dos Esquecidos é quase uma afronta. Como dizer isso de uma região onde está o Parque Indígena do Xingu, o Parque das Águas Quentes, a Serra do Roncador e sua aura mística, o Rio das Mortes, e o mais belos dos rios do Brasil; o Araguaia? Como chamar de Vale dos Esquecidos a região que tem grandes usinas, silos e um leilão de gado que bate recorde mundial? Como chamar de Vale dos Esquecidos o lugar onde está a casa do bispo emérito da Prelazia de São Félix do Araguaia, dom Pedro Casaldáliga?

Olga Borges Lustosa é cerimonialista pública e escreve exclusivamente neste Blog toda terça-feira - olga@terra.com.br

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • Kiko Cuiabano | Quinta-Feira, 30 de Janeiro de 2014, 19h11
    0
    0

    Tive a oportunidade de viajar de férias no mês de janeiro e passei por 4 estados. A frustração ocorreu quando percebi que as estradas menos conservadas e mais perigosas estão no nosso estado. Cadê o alinhamento político tão propagado? Fazendo as devidas comparações, pode-se concluir que temos um governo fraco, inoperante e inexpressível, com anuência do legislativo e do judiciário. É simplesmente desanimador.

  • Lucelio Costa | Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 23h57
    0
    0

    Perguntaria ao digno senador se ele retornou ao Vale de Sao Dimgos, esse sim em dua campanha estava totalmente esquecido. Foi dito nos discursos ali naquela pequena praça que o Vale de Sao Domingos seria recuperado e recolocado nos "trilhos"do desenvolvimento. Sera que os "trilhos" ja chegaram por la?

  • Lucelio Costa | Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 23h54
    0
    0

    Perguntaria ao digno senador se ele retornou ao Vale de Sao Dimgos, esse sim em dua campanha estava totalmente esquecido. Foi dito nos discursos ali naquela pequena praça que o Vale de Sao Domingos seria recuperado e recolocado nos "trilhos"do desenvolvimento. Sera que os "trilhos" ja chegaram por la?

  • RAFAEL | Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 18h08
    0
    1

    PEDRO TAQUES VAI ACABAR COM A ROUBALHEIRA DO ESTADO DE MATO GROSSO. O DINHEIRO QUE IA PRO BOLSO DOS MALANDROS VAI SER USADO PRO BEM DO POVO. ATÉ QUE ENFIM UM POLITICO FICHA LIMPA. FORA PT E PSD. O PT CHEFIA A QUADRILHA FEDERAL E O PSD A QUADRILHA ESTADUAL. IMAGINEM QUANTAS MAQUINAS DARIA PRA COMPRAR COM OS 44 MILHÕES Q FORAM DESVIADOS NO ESCANDALO DOS MAQUINARIOS - GOVERNADOR ERA O BLAIRO

  • Vereador Batoré | Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 15h59
    5
    1

    Absurdo um Senador não saber nem onde passa uma estrada federal dentro do seu estado... O que ele fez lá 4 anos.

  • Tancredo | Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 15h07
    4
    1

    Acompanhei uma das recepções ao senador. Acho injusto atribuírem a ele a questão de Suiá Missú. Muita gente que veio aqui fez um monte de promessas e nada. O que mais me marcou foi o Taques dizer que não estava ali pra mentir que ia resolver, mas que estava trabalhando em brasília para ajudar a população local. Agora, defender esse governo que patrolou poucas vias só para a caravana do senador passar, é estranho... quem é daqui do Araguaia sabe muito bem que fomos esquecidos sim, aliás, estamos esquecidos pelo poder público.

  • Paulo | Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 15h06
    2
    0

    Se o Araguaia é o Vale dos Esquecidos, Aripuanã é o que? ULTRA-ESQUECIDOS?

  • Eleandro Silva | Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 13h03
    6
    2

    Me chamo Eleandro e moro em Porto Alegre do Norte e com certeza assusta ou "gela" ao ver um senador não saber sequer qual a estrada passa por aqui, pois a BR 158 que é um obra Federal e estava com sua pavimentação paralizada devidos a problemas envolvendo o DNIT. Ora então o Senador assume claramente que em mais de 3 anos seque "moveu uma palha" para nos ajudar. Alias fugiu da discução sobre a Suia Missu, e o pior Taques veio aqui com espirito arrogante mau tratando as pessoas as poucas que puderam falar. Outra coisa que não entendi ele falou que não gosta de corrupto e ao seu lado estava o Deputado Federal Nilson Leitão preso pela policia federal quando o mesmo era prefeito de Sinop. Como pode um homem ser tão incoerente. Brizola jamais aceitaria isso. Seja mais franco senador!

  • Dornele$ | Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 12h41
    3
    1

    Isso acontece por que esta jornalista, só desloca por essa região de avião e em épocas pré-eleitorais, onde tudo é festa. Nos demais 3 anos e meio, só esquecimentos e falações. Palavras ao vento, são só palavras!

  • Berenice Lopes | Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 10h27
    5
    3

    Deve tá sobrando muito tempo pra cerimonialista do governo ficar escrevendo matéria partidária. AH! POR FAVOR!!!!!!

Apto, ex-prefeito vai disputar Chapada

gilberto mello 400 curtinha   O ex-prefeito de Chapada dos Guimarães, Gilberto de Mello (foto), contesta registro no Curtinhas, citando que ele estaria inelegível por responder a alguns processos e ter amargado condenações pela Justiça - saiba mais aqui. Filiado ao PL e disposto a ir à...

PT-Cuiabá sugere disputa ao Senado

bob pt 400 curtinha   Em resolução do diretório de Cuiabá, aprovada nesta quinta após discussões ampliadas, o PT municipal, presidido por Bob Almeida (foto), decidiu recomendar à Executiva Estadual o projeto de candidatura própria ao Senado. O documento dispara críticas tanto ao Governo...

Prefeituras agora pagam 27% de TIP

neurilan fraga 400 curtinha   A reforma tributária do governo estadual, aprovada pelos deputados, incluiu 27% de taxa de iluminação pública. Antes eram isentos. Com a cobrança do tributo, a conta de energia das prefeituras vai às alturas. A fatura de Cuiabá vencida em 28 de dezembro, por exemplo, foi...

Vereadores, Tapurah, reajuste e férias

odair tapurah vereador curtinha 400   Em Tapurah, no Nortão, com menos de 15 mil habitantes, seus nove vereadores iniciam o 2020 com salário reajustado em 4,48%, seguindo a tabela do INPC. Mesmo ainda em férias, eles vão receber já na folha de janeiro R$ 5,8 mil cada. No caso do presidente Odair César Nunes...

Vereador, reunião e apoio a músicos

diego guimaraes curtinha 400   Músicos e representantes da Prefeitura de Cuiabá sentaram à mesa nesta quinta, na Câmara Municipal, para tentar resolver impasse sobre horário de funcionamento e volume do som nos estabelecimentos e também estudar ajustes na lei do Disk-Silêncio. O presidente da...

Antes, durante e depois de Bolsonaro

wilson kero-kero 400 curtinha   O vereador pela Capital, Wilson Kero-Kero (foto), que era do SD e se filiou ao PSL em 2015, muito antes da chegada do hoje presidente Bolsonaro, vai aproveitar a janela de março e pular para o Podemos. Isso não quer dizer que ele deixará de defender o governo do capitão. Assegura que...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.