Não se afaste dos seus sonhos

 

olga_artigo_domingo.jpg

Olga Lustosa

No meio de toda turbulência da vida cotidiana o universo está encantado com você; diante de tudo que o amor incondicional pode proporcionar, ame porque você escolheu acolher esse belo sentimento dentro de você. Viva sua vida com propósito, com liberdades pessoais. Faça escolhas simples que nutrem de alegrias a sua alma, cultive boas relações com os ente queridos.

   Faça escolhas com base em ficar perto de suas paixões. O propósito, a vocação e a paixão expande tudo em seu mundo, transporta você para a zona de atração, de fluxo e sincronicidade com o universo. Você não pode livrar-se de todas as coisas negativas do mundo, mas você pode concentrar sua atenção nas coisas que fazem você sentir-se bem.

   Eu aprendi que devo me esforçar mais, depositar toda dedicação nas minhas lutas para que meus sonhos não caiam no lado entorpecido vida. Estou agindo para que o próximo ano seja um ano de transformação, um tempo de olhar para as coisas improváveis e perceber que elas estão ficando ao alcance das mãos.

   Eu aprendi a abraçar todos os aspectos de minha personalidade, minhas dualidades, minhas convicções, incertezas e contradições. Foi o melhor caminho que encontrei para conquistar o balanceamento entre as verdades, as transformações e as rupturas necessárias quando se quer estabelecer-se numa vida mais leve, sem tendência a culpas, sem frustrações e sem o esvaziamento que causam os relacionamentos superficiais.

   Eu aprendi que o cuidado não pode transformar -se em preocupação, ansiedade e estresse, porque isso drena a energia, esgota o vigor físico e psíquico. Embora eu tenha preocupações genuínas com a família e amigos, não quero ser identificada como super protetora, instigadora. Só tenho que ser compreensiva, pois a preocupação excessiva nunca traz soluções equilibradas para os problemas.

   O equilíbrio ė importante em todas as áreas da vida. E os sonhos estão lá, entre a razão e a adversidade. Não os perca de vista, não os deixe se distanciarem. O sonho alimenta-se da espera e embora em nosso tempo, tenhamos gradualmente abolido a palavra "espera", ela mantém-se necessária entre o caminho e o sonho. Não há nada de errado em esperar...se no final a felicidade estará lá.

   Não e preciso anular o passado para se olhar para frente, para renascer e viver um eu diferente. Ė completamente aceitável, embora tremendamente difícil, impor a si mesmo novos valores morais, mudar de rumo, aceitar o que antes parecia não caber na estreita realidade que se vivia.

   E apesar de tudo, de todos os dogmas, da teimosia, do egoísmo, da ignorância e ódio, a estrela da humanidade tem brilhado e pode brilhar ainda mais com o engajamento em causas sociais pela liberdade e pelo fim da extrema pobreza. As mudanças são lentas, mas podem acontecer. E a razão da minha esperança ė baseada no que diz a antropóloga Margaret Mead: " Nunca duvide que um pequeno grupo de cidadãos preocupados e comprometidos possam mudar o mundo".

   Natal ė um período de comprometimento com o estabelecimento de valores supra religiosos, de certo aconchego familiar. Pode ser também o momento ideal para demonstrar generosidade, escolher o abraço apertado ao presente caro, de afastar-se das grifes que exploram o meio ambiente e os animais e escolher um presente produzido com preocupação ambiental e técnicas sustentáveis.

   Que neste Natal o prazer não esteja relacionado com o limite do cartão de crédito, com a banalidade das coisas fugazes, que as vozes se juntem num coro vigoroso contra as injustiças, os abusos e a violência. Que uma nova consciência nos aproxime do sonho de vivermos num mundo melhor. De Adelaide, Austrália, Feliz Natal!

   Olga Borges Lustosa é cerimonialista pública e escreve exclusivamente neste Blog toda terça-feira - olga@terra.com.br

Postar um novo comentário

Fazendo politicagem sobre Covid-19

rubia fernanda 400 curtinha   A tenente-coronel Rúbia Fernanda, pré-candidata ao Senado pelo Patriota, não só ignora medidas protetivas em relação à Covid-19, como isolamento social, mantendo agenda de visitas e reuniões, como passou a fazer politicagem com coisa séria. Numa...

Punição a 2 ex-presidentes da Câmara

haroldo curtinha 400   Apesar de ter julgado regulares as contas de gestão de 2016 da Câmara de Cuiabá, ano em que teve dois presidentes, o já falecido Júlio Pinheiro, entre janeiro e junho e, depois, Haroldo Kuzai (foto), de 20 de junho a 31 de dezembro, o conselheiro interino João Batista Camargo, em...

Guiratinga, frota sucateada e a farra

sinval vilela 400 curtinha   O vereador Sinval Vilela (foto), do DEM, disse que em Guiratinga, administrada por Humberto Domingos, o Bolinha, está havendo farra com dinheiro público. E lista descasos e atos de incompetência do prefeito. Conta que a prefeitura possui um caminhão pipa, mas está encostado no...

Verba a quem não tem litígio à União

emanuel pinheiro 400 curtinha   Apesar do governo estadual anunciar que está recebendo os R$ 359 milhões da União, essa verba oriunda do chamado Orçamento da Guerra (Emenda Constitucional 106) para ajuda no combate ao coronavírus só será liberada a partir do próximo dia 9 e para quem, seja...

Salgadinhos sim; caminhão pipa, não

humberto bolinha 400 curtinha   Em Guiratinga, o prefeito Humberto Domingos, o Bolinha (foto), resolveu homologar na última segunda, 1º de junho, processo licitatório para contratar uma empresa com vistas a fornecer salgadinhos nas 11 secretarias municipais. Vão ser gastos com salgados R$ 21,7 mil. No mesmo dia, Bolinha...

Nepotismo e demissão na gestão Pátio

leandro junqueira 400   Acuado pela notificação recomendatória do Ministério Público Estadual, o prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio, não teve outra saída senão exonerar a servidora Renata Castilho Moreno do cargo comissionado de gerente do Departamento de Engenharia e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.