Tremores existenciais

O fato de termos medo das pessoas de classe social diferente significa que não estamos propensos a nos aproximar delas

olga_artigo_domingo.jpg

Olga Lustosa

O mundo é um lugar imperfeito, que abriga, entre tantas coisas, uma multidão de pessoas excluídas, que não têm para onde ir, onde se divertir. A vida moderna tem criado fatos intrigantes e exposto os humanos a situações de instabilidades e desigualdades gritantes e agora as instituições, como a família, a escola e o trabalho não são mais suficientes para auxiliar as pessoas a construírem um projeto de vida coerente. Esta situação confusa, onde as pessoas não têm um senso estável de quem eles são, do que representam e a que lugar pertencem, resulta no aumento do sentimento de ansiedade, medo e incerteza, que Zygmunt Bauman chama de " tremores existenciais”.

As desigualdades entre ricos e pobres estão cada vez mais visíveis, o que os impedem de viverem juntos. A elite é parte de um mundo instável que se desloca de um lugar para outro, buscando proteção e melhores oportunidades de negócios. Enquanto para o resto, são condenados a uma ansiedade crescente de medo e desconfiança, que deriva da imprevisibilidade do mundo em que vivem e sobre o qual, não tem nenhum controle.

As estratégias adotadas quase sempre envolvem a colocação de barreiras para protegerem-se uns dos outros. Estratégia de barreira que inclui o surgimento de uma fortaleza para manter os desiguais do lado de fora. Essas estratégias são sempre ineficazes pois recrudescem o sentimento de segregação e, eventualmente serve para justificar a nossa paranoia diante de qualquer movimento inesperado. Quem não se assustou com a modalidade de diversão chamada rolezinho?

Isso significa que temos estranhamente medo de toda uma série de coisas que representava novidade. Ao invés de olhar para as causas complexas da nossa sensação irracional de medo, vemos as pessoas da periferia como seres que estão confinados num universo de pobreza. O fato de termos medo das pessoas de classe social diferente significa que não estamos propensos a nos aproximar delas, a dar-lhes uma chance, o que por sua vez leva a uma situação de desconfiança mútua, onde ambas as partes procuram manter maior distância possível entre si. O distanciamento entre os cidadãos é um fato facilmente ignorado por muitos e na verdade, só lembrado agora por conta da rebeldia de alguns jovens, que furaram o cerco e saíram para se divertir. Na vida e na cidade moderna esperava-se que ricos e pobres pudessem viver lado a lado. Que nada! A arquitetura da cidade moderna tornou-se o principal fator de segregação. Aqueles que podem pagar mudam-se, tiram proveito de uma série de mecanismos de segurança, os pobres são excluídos permanentemente de grande parte de sua cidade e na falta de capital econômico, inventam o que podem a fim de conquistar algum status.

Isso incomoda o projeto de vida de muitas pessoas, que não se esforçam para compreender mais profundamente o que significa viver em comunidade, o que significa estender o olhar carinhoso e humano para quem vive ao lado. Essas pessoas estão demasiadamente ocupadas e limitadas a minimizar as ameaças percebidas quando um grupo de jovens da periferia se reúne e invade um espaço nunca antes frequentado.

Olga Borges Lustosa é cerimonialista pública e escreve exclusivamente neste Blog toda terça-feira - olga@terra.com.br

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • manoel | Quinta-Feira, 23 de Janeiro de 2014, 17h37
    0
    0

    Infelizmente a sociedade não enxerga a realidade,enquanto muitos precisa de viver dignamente outros exploram o ser humano em geral, tudo isso é reflexo da falta de ver Deus em seu semelhantes! Olga eu Manoel vivo de aluguel sou uma pessoa cristão moro sozinho separado a mais de 15 anos estou desempregado e vivo como Deus é servido estou batalhando por uma residência fixa e sinto que tudo e todos lutam pra me jogar na sarjeta, mas eu confio no poder de Deus-Pai-todo-poderoso, sei que com ou sem ajuda eu vou ter minha casa! Agradeço se você me ajudar a conquistar este objetivo. se quiser entrar em contato comigo este é me e-mail benedito.dias@hotmail.com

  • Pedro Lima de Souza | Terça-Feira, 21 de Janeiro de 2014, 11h54
    0
    0

    Valeu! Até que enfim alguem se dispõe a explicitar os "temores" dos ricos e privilegiados. De fato essas visões excludentes (ódio de classe?) já se manifestavam de maneira camuflada qdo as chamadas classes rica/média se colocaram contra o PROUNI, contra o REUNI, contra as COTAS, contra o ENEM, contra o "MAIS MÉDICOS".... contra "bárbaros" comprando automóveis, contra "bárbaros" enchendo os aeroportos.... etc. Mas agora os "bárbaros" foram longe demais!

Irmão de prefeito não deporá à CPI

francisco faiad 400 curtinha   Por meio de seu advogado Francisco Faiad (foto), Marco Polo de Freitas Pinheiro, o Popó, dono do instituto de pesquisa Mark e irmão do prefeito Emanuel Pinheiro, comunicou oficialmente hoje à CPI do Paletó, da Câmara da Capital, que não irá prestar depoimento nesta...

Nome reserva e vulnerável para IFMT

adriano 400 curtinha   O grupo do reitor Willian de Paula deve consolidar como candidato ao comando do Instituto Federal de Mato Grosso o professor Julio Santos, diretor do Campus de Alta Floresta. A eleição acontece em novembro. Mas há um candidato reserva da cúpula situacionista. Trata-se de Adriano Breunig (foto), que...

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

Empolgado e já morando em VG

emanuelzinho 400   O deputado federal Emanuelzinho (foto), do PTB, está tão empolgado com a possibilidade de concorrer a prefeito de Várzea Grande que não só transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para o município vizinho, ainda no ano passado, como também alugou um apartamento...

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.