Rose Domingues

Aprendendo a lidar com as dívidas

Por 31/05/2020, 07h:58 - Atualizado: 31/05/2020, 08h:03

Dayanne Dallicani

Colunista Rose Domingues

Estou na primeira semana do curso de educação financeira com muitas tarefas a fazer A primeira delas é listar todas as dívidas, separando aquelas que não posso deixar de pagar (como luz, água, condomínio), aquelas que posso renegociar, fazer portabilidade da dívida a juros mais baixos ou refinanciar (casa, carro).

Também há contas em que posso aplicar o “tudo ou nada”, a exemplo do cartão de crédito, CDC do banco, crediário de loja. O máximo que vai acontecer: 50 ligações diárias de São Paulo me cobrando e o nome negativado. Mas daqui a seis meses ou um ano, a instituição financeira oferecerá oportunidades de quitação.

Olhar para a própria vida financeira exige coragem e disposição. Para fazer o exercício, tive que ir atrás das informações pessoalmente na universidade onde meu filho fez seis meses de curso, pois se negaram a passar por telefone e e-mail. Descobri que tenho “R$ 4 mil” para pagar, que só seriam cobrados de mim no ano de 2023, com juros sobre juros e parcelas atualizadas. Entende por que não vieram atrás antes?

Sei que muitos de nós estamos vivendo momentos difíceis com a queda de receita, perda de emprego, mas a crise também é uma oportunidade aos brasileiros que vivem conforme a música do Zeca Pagodinho deixando a vida me levar. É urgente, temos que aplicar noções básicas da administração financeira nas nossas vidas

Estou aprendendo a me adiantar aos problemas e buscar estratégias de resolução, no caso do meu veículo, faltam 12 parcelas para quitação, será que vale a pena antecipar? Não é o meu caso, mas quantas pessoas pagam unidade do cartão de crédito quando há bancos digitais (confiáveis) que não cobram taxas (do cartão, da conta ou de movimentações – como transferência).

Sei que muitos de nós estamos vivendo momentos difíceis com a queda de receita, perda de emprego, mas a crise também é uma oportunidade aos brasileiros que vivem conforme a música do Zeca Pagodinho “deixando a vida me levar”. É urgente, temos que aplicar noções básicas da administração financeira nas nossas vidas.

Responda rápido, qual a sua renda e quais são os gastos mensais? Durante o curso, a gente aprende coisas que deveriam ser ensinadas em casa e na escola:  classificar os gastos, fazer dinheiro extra – empreendedorismo, planejar aposentadoria, ter reserva financeira (para momentos como a pandemia), poupar focado em metas (como uma viagem ou a reforma da sua casa), investimentos, etc.  

Não adianta colocar a culpa no presidente, no partido político ou na sua família. O jeito é arregaçar as mangas para aprender e aplicar. Organização financeira não depende do valor do salário, vem das pequenas decisões do cotidiano, olhe à sua volta, existe um batalhão de endividados, inclusive no alto escalão do serviço público!

Entenda, lidar com dinheiro não tem a ver apenas com dinheiro, remete ao nosso emocional e até a experiências traumáticas, a crenças limitantes da família, à cultura onde estamos inseridos e ao grupo de amigos. Questões psicológicas - como depressão - podem gerar comportamentos compulsivos. Observe-se e não tenha vergonha de admitir que precisa de ajuda.

Rose Domingues Reis é jornalista graduada pela UFMT, especialista em Liderança e Coaching – MBA pela Unic, com formação em Psicologia Positiva pelo Instituto de Psicologia Positiva e Comportamento (IPPC) de São Paulo e escreve exclusivamente neste espaço aos domingos. E-mail: rosidomingues@gmail.com​

Postar um novo comentário

Corrida de Teis no noticiário nacional

waldir teis 400 curtinha   As imagens que mostram o conselheiro afastado do TCE Waldir Teis (foto) descendo em alta velocidade as escadas de um prédio para jogar no lixo vários cheques rasgados que somavam R$ 450 mil ganharam o noticiário nacional, com destaque neste domingo em veículos, como Folha de S. Paulo, G1 e IG....

Esforço de ex-senadora para eleger 2

rafael ranalli curtinha 400   Eleita no pleito de 2018 e cassada em definitivo em abril deste ano, a ex-senadora Selma Arruda, presidente do Podemos de Cuiabá, pode deixar o partido após o processo eleitoral deste ano. Segundo informações, a juíza aposentada se afastaria da política partidária para...

6 parlamentares já foram infectados

wilson santos 400 curtinha   Desde o início da pandemia, em março, seis dos 24 deputados estaduais já testaram positivo para Covid-19. O último foi Wilson Santos (foto). Ele disse que recebeu medicação e está em isolamento. Observa que a doença está no início e segue trabalhando...

Pedido para TSE definir data da eleição

sebastiao carlos 400 curtinha   Na última quarta (2), um dia após a Câmara aprovar a PEC que adia as eleições municipais para 15 de novembro, André de Albuquerque Teixeira, advogado de Sebastião Carlos, que concorreu ao Senado e um dos que denunciaram Selma Arruda por crimes eleitorais, já...

Uma das apostas do PP para vereador

alex rodrigues 400 curtinha   O PP já tem no rol de possíveis eleitos a vereador em Cuiabá o jovem Alex Rodrigues (foto), de 31 anos. Filho do empresário Valúcio Rodrigues e sobrinho do secretário de Obras Públicas da Capital, Wanderlúcio Rodrigues, Alex criou uma comunidade com mais de mil...

Prefeito, efeito pandemia e a reeleição

ze do patio 400 curtinha   Mesmo com o poderio da máquina, considerada preponderante para cooptar partidos e aliados por causa da oferta de cargos e do assistencialismo, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, terceira em população e segunda no ranking da economia estadual, terá muitos...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.