Garçom!

 

sandra_artigo_segunda.jpg

Sandra Alves

Arrependimento por deixar de fazer algo ou não tomar certa atitude, ou perder oportunidade; ressentimento geralmente causado por ciúme e traição amorosa, ou ainda, dor de corno, dor de amor! Reginaldo Rossi cantava que o remédio para esta dor se encontrava na “vida noturna” e que “a dor do amor é com outro amor que a gente cura”!

   O falecimento do cantor que recebeu o título de “Rei do Brega” provocou a manifestação de milhares de fãs por diversas redes de comunicação. Muitos assumiram seu lado brega e as inúmeras vezes que ouviram, cantaram e choraram suas dores de amor com as músicas de Rossi. Interessante, entretanto, o número de pessoas que - embora jamais tenham vivido a famosa “fossa” na mesa de bar, ou ao menos, negam isto terminantemente - não são adeptos do estilo musical, mas que admiram a trajetória e o sucesso do cantor.

   O Brega como gênero musical ainda não conta com uma conceituação precisa, e alguns músicos a identificam como um tipo de música romântica, com arranjo musical sem grandes elaborações, bastante apelo sentimental, fortes melodias, letras com rimas fáceis e palavras simples, em outras palavras, uma música supostamente de "mau gosto" ou "cafona".

   Rossi cantava o Brega. Foram 50 álbuns lançados. Ele recebeu 14 discos de ouro, dois de platina, um de platina duplo e um de diamante. Em 2011, Rossi venceu o Prêmio da Música Brasileira na categoria de melhor cantor popular, pelo álbum ao vivo "Cabaret do Rossi". Com estes números, é inegável reconhecer que Rossi compreendia e encontrou uma forma de externar o sentimento de um grande público, mesmo que, Brega!

   Também disseram a respeito do falecimento: “Já vai tarde!” Atitude desrespeitosa e provavelmente a título de recalque de personalidade. Críticas devem ser admitidas, mas ofensas pessoais que atingirão os familiares e sem qualquer fundamentação são dispensáveis. Concordando ou não com o gênero musical que Rossi representou, faz parte da cultura brasileira e merece reconhecimento.

   De um jeito ou outro, a identificação do sentimento vivido pelas pessoas e cantado por Reginaldo é um fato. Quantas vezes o recebimento de um convite de casamento levou o destinatário ao bar para relatar ao “Garçom”: “Saiba que o meu grande amor// Hoje vai se casar// Mandou uma carta pra me avisar// Deixou em pedaços meu coração”.

   Seres humanos! Avisar que irá se casar com outrem é sacanagem! Na melhor das hipóteses a tentativa desesperada do futuro cônjuge de que alguém impeça uma bobagem que fará no dia de seu casamento, casar-se com a pessoa que não ama. Dificilmente esta estratégia surte o resultado esperado. Na maior parte dos casos o provocado irá para a “Boate Azul”, ao invés de impedir o casamento, permanecendo lá até o encerramento dos trabalhos. Hora de ir embora? Sair? – “Sair de que jeito// Se nem sei o rumo para onde vou// Muito vagamente me lembro que estou// Em uma boate aqui na zona sul”.

   Brega ou não, dor de amor dói mesmo e merece ser vivida no bar. O problema seria representar o Brega sozinho, mas os números de Rossi desmistificaram tal fato. Então, problema nenhum em chamar: “Garçom, amigo! // Apague a luz da minha mesa// Eu não quero que ela note// Em mim tanta tristeza // Traga mais uma garrafa// Hoje vou embriagar-me.”

   Sandra Cristina Alves é tabeliã e registradora de imóveis, ex-Analista do TJ/MT e escreve exclusivamente para este Blog toda segunda-feira. (sandrac.alves@terra.com.br)

Postar um novo comentário

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

"Cenário apocalíptico" e respiradores

z� do patio 400 curtinha   Um mês depois do escândalo sobre a compra e pagamento de quase R$ 4 milhões por 22 respiradores falsificados, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, tomou duas decisões, mas nenhuma delas no sentido de investigar eventuais falhas de servidor da...

Binotti, a popularidade e a oposição

luiz binotti 400 curtinha   O grupo político do hoje vice-governador Otaviano Pivetta, que comandou Lucas do Rio Verde por mais de duas décadas, terá dificuldades para reconquistar o comando local no pleito deste ano. O pré-candidato Marino Franz, que foi vice de Pivetta e depois prefeito, será o...

Um mês no Senado e com um projeto

carlos favaro 400 curtinha   Em um mês como senador, Carlos Fávaro (foto), oficialmente com 12 assessores, por enquanto, fez dois pronunciamentos da tribuna, não atua na relatoria de nenhuma propositura e apresentou um projeto, justamente o que pede socorro financeiro a um dos setores do agronegócio, o algodoeiro. Na...

Desagregador luta pra retornar à Ager

fabio calmon 400   Fábio Calmon (foto), que foi adjunto da Sinfra no Governo Taques e depois nomeado presidente da Ager-MT, não desiste da Agência, mesmo sabendo que ali se tornou uma pessoa non grata por uma série de situações. Foi carimbado de incompetente, burocrata, arrogante e desagregador. O governador...

Oportunismo e na defesa de Bolsonaro

niuan ribeiro curtinha 400   Niuan Ribeiro (foto), presidente do Podemos em MT, agora virou defensor do Governo Bolsonaro. Eis o que o vice-prefeito de Cuiabá escreveu no Instagram, em postagem acompanhada de sua foto, sobre o conteúdo da reunião ministerial de 22 de abril que expôs várias faces do governo. "Apesar...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.